16 de fevereiro de 2014

"O que você quer de aniversário?"






Desde que eu era bem pequena essa pergunta me deixava um tanto sem graça. Primeiro fui educada que, não é de bom tom, ficar pedindo presentes. Outra é que, mesmo quando insistem na pergunta eu nunca sei de verdade o que pedir.

aniversario de 27 anos (ano passado!)

No dia do meu aniversario. O que eu quero? Ah, se já lembrou o dia por mim já está ótimo. Para não dizer que sou totalmente avessa aos presentes gosto daquele em forma de “lembrancinhas” não é algo caro. Mas é algo simples que fez a outra pessoa lembrar-se de você. É gratificante ver que uma pessoa parou para pensar e criar alguma coisa para você, ao invés de só pegar alguma coisa pronta. Acho uma coisa legal de se ver. Mostram que se importam.

Mas admito que, gostaria de ganhar meus presentes em dinheiro para assim poder comprar minhas “bugigangas”.


“Mesmo que não veja muito sentido em aniversários. Parabéns? Parabéns pelo quê? Por sobreviver mais um ano? Um dia para as pessoas serem legais com você? Compensar todos os 364 dias do ano que sequer lembraram seu nome? Talvez pra tentar ser convidado pra sua festa ou sabe-se lá.”


 Esse ano, meu aniversario cai em um final de semana. Vou usar esse dia para me concentrar, ter um dia meu mesmo, como sugere os aniversários... Manter os pensamentos leves. Eu acredito que, isso atrai energias boas o ano todo. Fazer aniversário nesses dois primeiros meses do ano funciona como um ano novo com 365 dias de novas possibilidades. Costumava gostar dos anos pares, bem mais que, os anos ímpares. Mas o ano de 2013 (27) foi tão... Massa! Que tenho medo de continuar afirmando isso.

Esse ano o “inferno astral” veio com tudo, fiquei com cistite e tomei a minha segunda dose de Buscopan no ano. : / não sei como vou “comemorar” mais um ano de vida.  Por questão de saúde, estou optando por uma comemoração mais ligt só com a família mesmo.

Mas uma coisa é certa: não espero presentes de ninguém! Talvez o meu maior  desejo  de aniversario. Seja aquele trecho da canção da Vanessa da Mata: Quero só noticia boa/Quero paparicações no meu dia, por favor,/Brigadeiros, mantras, música/Gente vibrando a favor/.

 Esse post surgiu  inspirado pelo blog Conspirantes

3 comentários

  1. Também nunca gostei de quando me perguntavam o que eu queria de aniversário. Sempre gostei que lembrassem e pra mim tá bom, risos! Espero que seu aniversário esse ano seja tão bom quanto o ano passado! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Eu ficava sem graça quando me perguntavam o que eu queria ganhar. Muitas vezes eu queria ganhar várias coisas, mas ficava calado, tímido. Até mesmo com meus pais, em fases em que faltava dinheiro em casa, eu não pedia nada caro.

    Aniversário é mesmo uma data pra comemorar a vida. "Sobrevivemos a mais um ano". Nenhuma bala perdida nos encontrou. Mas sabe, só na infância meu aniversário era comemorado com mais ânimo. Hoje em dia é um dia normal como outro qualquer, sem grandes situações.

    O melhor presente é o carinho, é saber que alguém ao menos tentou comprou algo pra te agradar. Acho que as pessoas estão práticas demais perguntando o que devem dar. Falta carinho as vezes.

    Inferno astral é algo que acredito a cada ano que passa. Espero que o seu passe logo e que tudo fique bem.

    Beijo

    Feliz

    ResponderExcluir
  3. Também nunca soube como responder a essa pergunta. Sempre fica a questão da educação, afinal mamãe também me ensinou que não é legal pedir, e entra a estranheza, pois tem gente que realmente insiste para que se diga alguma coisa. Fato é que aceito o que vier com toda a alegria que puder, presente feito a mão ou de marca, o que for. Concordo que a lembrança e cuidado de pensar em separar algo que me satisfizesse já é responsável por me deixar contente. (:

    ResponderExcluir

© Lado Milla
Maira Gall