21 de setembro de 2014

Uma (quase) Crônica de uma “tragédia anunciada” .




 O quanto de mim tem (ou podem ter) 
nos textos que eu escrevo?


Li em um Blog um dia desses que o perfil dizia algo parecido com isso: "Querer privacidade e criar um Blog Pessoal..." é irônico a capacidade de transformar cada texto banal em algo tão pessoal... nos últimos "16on16" por exemplo, não foram raros os comentários igual a esse "quero focar que é só literatura mas não é né?"

Tem muitas coisas que acontecem na minha vida particular que eu não tomo nenhum cuidado (será que eu deveria?) em transformar em algo público o que na maioria das vezes eu deveria deixar na vida privada e sofrer calada... Sim, me privar de escrever ou fotografar é me impedir de usar as minhas (ÚNICAS) válvulas de escape, para descarregar todos os meus "demônios interiores" e nunca poder me sentir aliviada das minhas mazelas e a sensação de carregar o mundo nas costas.

Semana passada, a minha vida deu giro de 260° e eu sei que isso interferiu muito as pessoas que convivem diariamente comigo. Meus pais, falaram que estavam sentindo o meu sofrimento em dobro, mas, eu não estava com a mínima condição de ver nada além de mim. Eu preso pelo direito de ser egoísta (pelo menos) nessas horas. Comecei o mês desempregada o motivo é "corte de custos" e como eu era uma das funcionárias mais novas... Tudo começou de uma maneira "repentina" mas a recompensa no final do mês estava lá, o meu salário redondinho para gastar e poder sonhar com uma possível viajem no final do ano. Se eu fiquei triste? chorei muito como a muito tempo não chorava...

Estava dando conta do recado, meu semestre na faculdade esta ai para comprovar. Foram dois semestres corridos e com "bons frutos". Mas, enfim...Valeu a experiência! posso colocar mais uma experiência no meu "curriculum Vitae": RECEPCIONISTA.

Estou em um processo de (re)adaptação dos meus horários, então eu já:

  • Sentei na cama e fiz a célebre pergunta WHAT?
  • Dormi praticamente a tarde inteira o0
  • Agradeci quando no dia seguinte teve um evento FODÁSTICO mais haver com a minha área que é Psicologia e com o meu estagio especifico na faculdade.
  • Passei mais tempo na biblioteca da faculdade (estudando, lendo livros, ou terminado algumas atividades da faculdade na semana.).

Apesar do sentimento de tristeza nessa(S) primeira(S) semana(S) a vida segue... Essa semana teve: provas, GETEPs e reuniões de estágios que fizeram os meus dias mais proveitosos e podendo me dedicar a área de Psicologia que eu escolhi e me dedicar ao estágio especifico (obrigatório) da faculdade.


PS: Sorry pela postagem desabafo com tons fortes de #mimimi mas, eu precisava desabafar escrever sobre, a semana retrasada, e um pouco dessa semana... Para sentir de alguma forma que as coisas estão melhorando, mesmo que, gradativamente e que a próxima semana seja realmente uma semana de novidades e de coisas novas.

3 comentários

  1. Ei, não se desculpe pela postagem, a magia de ter um blog/site pessoal é poder desabafar, compartilhar histórias e receber o apoio das pessoas. A vida tem dessas mesmo, tudo muda de repente, mas tenho certeza que tudo vai se ajeitar. Beijos.

    http://www.gotinhasdeesperanca.com

    ResponderExcluir
  2. Que bom que não se privou de conversar conosco que sempre te acompanhamos, assim vemos que não estamos sozinhos nesse mundo cada vez mais frio/frívolo, penso que um blog é algo que devemos ter liberdade e não se policiar, cada um com um jeito único de ser e escrever tb, cada etapa da vida é um crescimento e o que ontem nos fez chorar amanhã nos fortalece, no fim tudo se ajeita...
    Um abraço carinhoso, que a tristeza passe e seu sorriso volte a brilhar!

    ResponderExcluir
  3. Oi Camyli. Não sinta-se tão mal pois se uma porta se fecha outra se abre com coisas boas por vir! Estou numas "férias forçadas" também. Estava trabalhando com produção de moda, era estressante mas eu adorava! Porém, como a empresa está mudando de cidade e eu tenho marido aqui, não pude acompanhá-los e fui dispensada. Apesar de eu pensar positivamente é difícil não receber o dinheirinho ou ver os amigos de trabalho. A rotina muda, mas sempre há coisas boas a vir!

    Força!!
    Bjs,
    Grazy

    www.parolar.blog.br

    ResponderExcluir

© Lado Milla
Maira Gall