12 de maio de 2015

Cazuza - Pro Dia Nascer Feliz - O Musical


O espetáculo Cazuza - Pro Dia Nascer Feliz - O Musical, foi apresentado aqui em Floripa, no dia 8 de maio foi apresentado- de forma gratuita - no trapiche da Beiramar reunindo alguns dos maiores clássicos do músico, em carreira solo ou na época do Barão Vermelho, como Pro Dia Nascer Feliz e Codinome Beija-Flor. Canções como Bete Balanço, Ideologia, O Tempo Não Para, Exagerado e Brasil também estão presentes no roteiro, que guarda espaço ainda para composições do artista que nunca foram gravadas por ele mesmo, como Malandragem e Mais Feliz. Como a vida do personagem foi curta e ao mesmo tempo muito intensa, o autor procurou contar a história de forma ágil, avançando sempre a partir dos momentos de virada na carreira e na vida dele: 
A descoberta do teatro, o gosto pelo rock, o momento em que resolve cantar, montar uma banda, se profissionalizar, o estouro, as brigas, a mudança no estilo de sua obra, o estrelato solo, a descoberta da doença, a urgência poética no fim das forças.
A trajetória do Cazuza é contada através das letras e da poesia dele. E as músicas se inserem quase como parte do texto. A montagem dá continuidade à pesquisa desenvolvida por João Fonseca de uma cena musical brasileira mais despojada e teatral. 

Esse formato, contou com os depoimentos de Lucinha Araújo, mãe de Cazuza foram fundamentais na estruturação cênica do espetáculo: A partir das lembranças dela, vamos conhecendo a vida e a obra desse artista - e, tal como sua obra, a peça alterna momentos exagerados e de puro rock'n'roll a outros mais intimistas e delicados. Assim como no filme Cazuza – O Tempo não Para com roteiro baseado na vida do cantor e compositor Cazuza. Em algumas cenas do Musical é impossível não comparar com o filme. Como por exemplo, a cena que Dé, Bebel e Cazuza estão compondo a letra da musica "Eu preciso dizer que te amo" os atores estavam totalmente "desproporcional" fazendo que a cena do teatro ficasse um tanto fake. 

o ator e músico Emílio Dantas, que interpreta Cazuza, defendeu o papel muito bem com o timbre de voz muito parecido e com pitadas de exagero muito parecido com o do Cazuza conseguido arrancar risos e lagrimas na mesma proporção como um verdadeiro espetáculo deve ser!

Um comentário

  1. Ai que vontade de assistir esse espetáculo!
    Com certeza iria me emocionar horrores.

    Beijo

    ResponderExcluir

© Lado Milla
Maira Gall