28 de janeiro de 2017

Resenha: Mamãe é Rock



Em uma saída despretensiosa para comprar um livro para a minha prima adolescente de Natal e comprei o livro Mamãe é Rock da Ana Cardoso, conheci esse livro na mesma época que eu fui no evento do lançamento esse ano. As crônicas seguem a mesma linha do livro O Papai é POP do seu marido Piangers (li no começo do ano...) falta pouco para teeminar a leitura. As crônicas sobre maternidade longe de ser romantizadas com uma pontinha de acides na medida certa que agrada as mamães, as futuras mamães e as pessoas que nem pensam nisso.


Sobre o que é o livro?

Este é um livro sobre a maternidade e todos os sentimentos loucos que as mães têm em relação a quem de alguma forma criam, seja um filho natural, adotivo, neto ou sobrinho. É sobre família e é sobre as mães também, esses seres que falam uma língua estranha e chata que só entende quem entra para o clube e se torna uma delas. Não se preocupe, não é um livro de lamentações. É o contrário: tem histórias engraçadas, singelas e verdadeiras. Aqueles que leram O papai é pop estão convidados a conhecer o lado mais in/tenso da experiência. “A mamãe é rock” é um recorte sem filtro dos divertidos e comoventes malabarismos que um casal moderno faz todos os dias para criar suas filhas

Vale a pena? 

As crônicas da Ana Cardoso, além de divertidas são super bem escritas. A leitura nos trazem as dores e delícias de ser mãe, mulher, empresária... Abrem o cotidiano da família da autora pra que você sinta-se de casa.Além de grandes lições sociológicas e comportamentais, desde a evolução das crianças à de uma mulher como guia e aprendiz com as suas crias. E risadas: Garanto que você dará um bocado! HAHAH.

Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando  por lá também (principalmente no Snap!!):
Snapchat: Lmilla5

6 comentários

  1. Já vi esse livro e O Papai é Pop na livraria e achei a capa bonita, mas nunca parei que ler a sinopse. Acheo que ia ser algo no estilo YA ou algo como Fala sério Mãe, mas apesar de parecer divertido ele não me chamou muito atenção, acho que deve funcionar mais para quem se com quem já passou pela maternidade.

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
  2. Oi Camila, tudo bem? Ainda não conhecia o livro, mas pelo enrendo parece ser bem interessante. É interessante quando um autor consegue trazer esses assuntos para seus livros de uma forma tão natural que nos faz refletir sobre a realidade. Que legal ter outros livros para continuar a leitura. Beijos, Érika ^~

    ResponderExcluir
  3. Adorei! Não conhecia os livros nem a autora, e com certeza vou procurar mais. Não sou mãe, mas convivo com diversas mamães e me interessei bastante pela leitura!

    ResponderExcluir
  4. Não acho que seria o tipo de leitura que despertaria meu interesse, mas que bom que você curtiu!
    Paraíso da Leitura

    ResponderExcluir
  5. O livro parece ser engraçado e instrutivo, como você disse, mas dificilmente me chamaria a atenção em uma livraria, mas porque não tenho afinidade com a temática tanto da paternidade quanto da maternidade. :)
    xoxo

    ResponderExcluir
  6. Adorei a indicação, de cara o título do livro não é muito atraente, mas a resenha que você fez dá a entender que é um livro bastante fiel ao cotidiano de ser mãe, tanto nos momentos críticos, quanto em momentos cômicos. Gostei da indicação, mas gostei mais ainda da forma como você escreveu :)
    Beijos!

    www.ultimobiscoito.com

    ResponderExcluir

© Lado Milla
Maira Gall