16 de setembro de 2017

#01 Entrar na academia (em andamento...)


Eu conheço o termo Fisioterapia desde que me conheço por gente, graças a "uma deformidade que afeta a coluna vertebral que pode assumir patologicamente uma posição de desalinhamento, contorcendo-se em seu próprio eixo, inclinando-se para frente ou para trás e para os lados; ou seja, em um plano tridimensional" conhecida como Escoliose

Essa deformidade é tratada conservadoramente com: exercícios específicos de Fisioterapia; além da fisioterapia, faz-se necessário o uso de coletes. E se a deformidade agravar-se o tratamento pode ser cirúrgico pois, dependendo da localização da curva, pode haver compressão de órgãos vitais, como os pulmões e o coração... Até os meus 13 anos, eu fui presenteada com Fisioterapia, coletes e tratamento cirúrgico.

Quando eu tinha 10 anos eu intercalei a fisioterapia com aulas de natação. Eu aprendi a nadar nesse época com aulas três vezes na semana nunca tive medo de água ou algo parecido, Porém, nadar é o exercício físico mais completo melhorando a minha postura por causa da coluna e a minha respiração na época.


Por causa dos estudos, emprego e faculdade ( e um pouco de preguiça...) eu virei uma pessoa totalmente sedentária e assim fiquei por mais de dez anos. 

☑ Entrar na academia (em andamento...)



Ontem, eu fui na academia que fica próximo a minha casa (isso é diferencial muito importante) e fiz uma aula experimental vou malhar 3X na semana. Os exercicios são monitorados por um personal traineer e os treinos parecem não ter monotonia E ainda oferecem os exames necessários para acompanhar nosso desempenho.

No primeiro dia... os exercicios fisicos foram mais leves por conta do meu sedentarismo. Porém, foram intensos de acordo com as dores musculares no dia seguinte.

O #01 é que pretendo escrever com frequencia sobre esse "Mundinho de Academia" e sobre os meus exercicios fisicos.










Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Lado Milla
Maira Gall