31 de julho de 2018

Tagarelando sobre o mês...



Poderiámos resumir esse mês de Julho aqui com as postagens atrasadas do projeto 52 semamas (18 á 38 semanas) as postagens estavam espalhadas e consegui organizar  nesse mês.

REGISTROS FOTOGRÁFICOS DO MÊS

Mamis fez um par de polainas e usei com a minha sandálias Melissa. #geração80-90 Adorei o resultado e fui obrigada a fotografar kkkk


Cruz não é morte nem finitude, mas é força transformante; é radicalidade de um Amor capaz de tudo, até de morrer pelo que se ama. O TAU, conhecido como a Cruz Franciscana, lembra para nós esta deslumbrante plenitude da Beleza divina: amor e paz. O Deus da Cruz é um Deus vivo, que se entrega seguro e serenamente à mais bela oferenda de Amor. Para São Francisco, o TAU lembra a missão do Senhor:

reconciliadora e configuradora, sinal de salvação e de imortalidade; o TAU é uma fonte da mística franciscana da cruz: quem mais ama, mais sofre, porque muito ama, mais salva. Um poeta dos primeiros tempos do franciscanismo conta no “Sacrum Comercium”, a entrega do sinal do TAU à Dama Pobreza pelo Senhor Ressuscitado, que o chama de “selo do reino dos céus”. À Dama Pobreza clamam os menores: “Eia, pois, Senhora, tem compaixão de nós e marca-nos com o sinal da tua graça!” (SC 21,22).


Teve aula de pós-graduação no final de semana com aulas praticas de desenho e tear com pratos de papelão.

E o Sr. Fernandão que completou 1 ano esse mês... 
Em mais um de seus descansos vespertinos.



19 de julho de 2018

Semana 38: Desculpe, mas eu acho brega:


Esse post faz parte do projeto 52X5 .
Explico melhor o projeto nesse post aqui.


Eu nasci nos anos 90 né? Uma década bastante Brega! Mas como eu era criança eu achava massa usara s coisas que eram consideradas bregas naquela época:  melissa, tenis da sandy, camiseta/moletom do mickey. No projeto 52x5 dessa semana, eu irei escrever sobre as coisas que acho BREGA atualmente:



  • Óculos de grau, sem grau/lente: Se vocês soubessem o quanto é chato usar óculos, não perderiam tempo comprando óculos sem grau ou pior, sem lente! Sai dessa porque é brega, e muito.
  • Lentes Transition: Nunca consegui engolir essa"tecnologia"onde uma única lente é de grau e de sol E MUDA DE COR de acordo com o ambiente. Poucas armações de grau ficam boas com lentes escuras. E em algumas ocasiões a lente não fica nem de sol, nem de grau, apenas acinzentada. É tipo aquela moda que rolou nos anos 2000 daquela calça que virava bermuda.
  • Legging estampada feet perua: Em Poços de Caldas já vi várias mulheres com um look top: legging de onçinha e camiseta de zebra. Lindo só que nunca. Mas também eu já vi mulheres que souberam usar bem esse tipo de calça: na academia; fora isso desculpa, mas eu acho brega.
  • Sneaker: O boom dos sneakers já passou e eu passei ilesa, ainda bem. Nunca gostei e continuo não gostando. Causa os mesmos efeitos que o croc mas com o extra negativo de que tem salto e existem pessoas que não sabem caminhar de salto. Os pretos e nudes até passam discretamente mas o resto todo foi desperdício de produção e de dinheiro na minha opinião.
  • Look sexy demais: Quando falo isso, imagino os looks de algumas modelos que usam tudo junto (decote na frente, decote nas costas, fenda enorme, transparência e comprimento curto). Aqui, nem quem tem o corpo perfeito, segura o look. Acho brega e acho que mostra uma necessidade exagerada de se auto-afirmar.

  • A tendência dos cabelos coloridos inspirados emunicórnios, sereias e arco-íris:
Eu pinto o meu cabelo desde os meus 18 anos! Já pintei de vermelho sangue há 3 anos atrás. Quando surgiu  essa modinha do cabelos coloridos eu ja previa o desastre: A cor desbota com facilidade pois, a tinta é vagabunda e o processo é todo caseiro e desde então as meninas acham bacana mostrar a raiz do cabelo com o combo do cabelo desbotado = Uma bosta!


18 de julho de 2018

Semana 37: O que, de melhor, o mundo virtual te trouxe/traz?



Ultimamente, eu não estou escrevendo sobre a minha vida ou como as blogueirinhas escrevem americanizado para ficar mais chique "life-style". Ultimamente, estou escrevendo sobre os livros que estou lendo, as musicas que ouço com freqüência e as séries que estou maratonando ou vendo algum episódios para passar o tempo...

Isso não seria TÃO possível se eu não percebesse o que mundo virtual me trouxe/traz de melhor:

Séries: Estou na minha época de fangirl. Ano passado, eu descobri as maravilhas do Netflix. Eu comecei a maratona das 7 temporadas de Gilmore Girls (foram dois meses intensos!). Lembro de assistir Gilmore Girls quando era adolescente, no canal Warner Channel (canal a cabo), eu cheguei a ver alguns episódios aleatórios na época e algumas reprises da série em horários alternativos no mesmo canal. 

Musicas: Até os meus quinze anos eu era "refém" das musicas que estavam nas programações das rádios e TV acabo com canais de clipe´s musical estilo MTV e Multishow. A internet  possibilitou a ouvir o álbum das minhas bandas preferidas gravava naqueles CDs que podia regravar  e colocava no meu disckman...

Blog: Eu ganhei o meu primeiro computador quando eu tinha quinze anos. Eu passava horas visitando sites dos artistas famosos. Quando eu vi o primeiro site pessoal eu pirei na possibilidade de ter um espaço na internet para colocar os gifs que eu achava na internet e as minhas musicas preferidas... Na época,  eu guardava as letras e os gifs piscantes nos disquetes furtados do trabalho da mamãe eu ficava por horas admirando aqueles gifs picantes... Em 2002 eu criei o meu primeiro blog no Blog-se  e esse lance de escrever na internet sempre foi um grito no escuro... Nunca me levei muito a sério escrevendo as minhas mazelas na internet. Porém, eu gosto de saber que tem alguém lendo o que eu escrevo.

Fotografia: Eu sou fotógrafa né?!? e sempre estou pesquisando na internet ensaios fotográficos, técnicas para fotografar e aplicativos e programas para edição de fotos.

Livros: Eu não compro muito livro on-line. Porém, eu gosto de pesquisar resenhas e lançamento dos livros dos meus autores preferidos

17 de julho de 2018

Semana 36: Morro de preguiça de...



Encontrei um projeto bem bacana no blog “devaneios e metamorfoses” Este projeto consiste em citar 5 respostas para cada uma das 52 perguntas abaixo, fazendo assim, um Top 5 por semana. É o projeto mais longo que eu já participei... Mas, parece ser divertido!!! 

Obs: As questões 01 á 37 ja estã repondidas e serão liberadas todos os domingos, terças e quintas-feiras de cada mês... Apartir da semana 38 postarei somente as Quintas-Feiras
Acordar cedo: Desde que eu me conheço por gente EU ODEIO ACORDAR CEDO! No fundamental até a 5° série eu consegui estudar no periodo vespertinoNa 6° série em diante, incluindo os três anos do ensino médio começou o tormento de estudar no periodo matutino... A minha faculdade era no periodo matutino então eu me obriguei a acordar cedo toodos os dias... não que eu gostasse  disso a minha Pós-Graduação (2018!) será no periodo integral....

Socializar: Sabe aquele evento/balada/show que TODO mundo vai somente para "fazer uma social..."  Nãooo... Sempre tem carinhas e gurias também que nem curte o tipo de musica do ambiente e ne sabe o que ta fazendo lá #cortaoclima 

Puxar assunto: Eu sempre fico sem jeito em "puxar assunto...". Na  maioria das vezes que eu puxava assunto com alguem eu atraia gente babaca para perto de mim

Sair quando não estou com vontade ou para lugares que não curto: Sair nessas ocasioes, exige uma mínima produção que seja. Aí, rola aquela preguiça de se arrumar e se dedicar para ir a um lugar que você sabe que não vai curtir – seja pelo ambiente, pela música ou pelo seu ânimo mesmo. Já desisti de sair 5 min antes e outras vezes ponho a culpa na preguiça e nem saio de casa. Essa preguiça acontece muito nos eventos que eu chamo de “programa de índio familiar”… 

Gente chata: Já conheci pessoas chatas por ter a péssima idéia de ter "puxado assunto" uma unica vez na vida... e outras pessoas muito chatas que sempre estão querendo desabafar contando seus problemas e despejando opiniões cheia de preconceitos que ninguém pediu ...







    Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 
    Estarei comentando com vocês sobre o BEFA (principalmente no Snap!!):
    Snapchat: Lmilla5


    Semana 35: Minhas piores compras foram:


    Que dificuldade...

    Tem itens do desafio que é uma belezinha, nem preciso pensar muito, em compensação tem outros que não faço a menor ideia, como esse, por exemplo. Posso ser considerada uma pessoa que faz compras conscientes devezenquando eu tenho pequenos "Delirios de consumo...". Então, eu tentei lembrar de algumas coisas que eu poderia muito bem ter deixado de comprar. Vamos ver se consigo completar esse desafio da semana:

    1. Dois ursos de pelucia gigantes;


    Quantdo eu tinha 18 anos eu comecei a trabalhar em uma empresa de Telemarketing, eu ganhava na época menos de um salário minimo...  No primeiro salario eu bem tapada comprei uma rifa para ganhar dois ursões gigantes. Lembro que eu fiquei sem grana o mês inteiro!

    2. Uma camisa de Pin up;


    No curso de fotografia tinha uma garota vendendo umas camisetas super trançadas. Eu fiz a besteira de comprar uma camiseta baby-look amarela e essa acabou sendo uma camiseta cara, paguei 50 temers na época e acabei não usando muito...

    3. Livros por RS 9,90 nas lojas Americanas;



    Tive um momomento Delirios de consumo... no balaio de livros nas lojas Americanas. E realmente comprei livros maravilhosos por 9,90 nesse dia. Comprar livros nunca é "pior compra" mas, eu ainda não li esses livros e acabou empacando na lista dos livros ñ lidos.


    4. Sapato de coruja;



    Eu comprei esse sapato por impulso, a vendedora jurou que alargaria assim que eu começasse a usar... Resumo da ópera, acabei doando para a minha avó.

    5. Acessórios para  fotografar;


    Eu sempre gasto bastante com acessórios para montar cenários para fotografar os meus livros.


    Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 
     (principalmente no Snap!!):
    Snapchat: Lmilla5






    16 de julho de 2018

    Semana 34: Livros que eu acho que todo mundo deveria ler:

    Esse post faz parte do projeto 52X5 .
    Explico melhor o projeto nesse post aqui.


    Quando eu estava no 7° ano do fundamental tínhamos uma aula de literatura na biblioteca. Tínhamos que escolher um livro para lermos para fazer fichamento que valeria 25% da nota. As aulas de leitura na biblioteca eram as minhas preferidas e eu realmente gostava de ficar lendo. Às vezes, eu até me esquecia de prestar atenção nos papos animados das minhas amiguinhas na biblioteca... 


    No projeto 52x5 dessa semana, eu irei escrever sobre as leituras que mais me marcaram nessa época:


    Fonte:amanhaseradiferente
    Eu li Balança Coração do Walcyr Carrasco quando eu estava no 7° ano do fundamental... Eu lembro que esse livro era disputadissimo entre as meninas da minha sala era a primeira vez que eu estava lendo um romance. A narrativa era sobre um romance entre Malu uma vegetariana radical e João um carnívoro convicto, ois jovens muito diferentes em sua forma de viver, mas iguais em seus sonhos e suas descobertas. é impossível não se apaixonar por esse casal tão diferentes.



    O livro que mais me marcou veio em 1999 (um ano antes do que relatei acima...). O tal livro é Pretinha, eu? do autor Júlio Emílio Braz esse livro foi indicação de uma professora de português para a aula de leitura. Eu tinha 13 anos nessa época e tinha recém mudado de escola por motivos de saúde... Sofri Bullying todos os dias do ano que estudei no colégio T. Sofria todos os tipos de agressões; intencionais, verbais e psicológicas de maneira repetitiva, por um ou mais alunos contra um ou mais colegas. No meu caso, por exemplo, a crueldade veio também por parte dos adultos professores da época “Ela parece à pretinha da história...” reforçando apelidos e motivos de chacota se eu já não tivesse motivos e não sofresse o suficiente.



    Depois daquela viagem, Diário de bordo de uma jovem que aprendeu a viver com AIDS. No tom coloquial próprio dos jovens, Valéria Polizzi relata com bom humor e descontração as farras com a turma de amigos, a dúvida entre "ficar" ou namorar, o despertar da sexualidade, a angústia diante do vestibular e muitas coisas que atormentam qualquer adolescente. Tudo isso seria perfeitamente natural se não fosse por um pequeno detalhe que iria fazer uma enorme diferença: Valéria contraiu AIDS aos 16 anos.

    A autora mostra como, de repente, por causa de quatro letrinhas, sua vida passou por uma reavaliação radical. Ela expõe, sem meias palavras, como a doença mexeu com sua cabeça e com os seus sentimentos, ficando claro a sua resolução de preservar sua condição de ser humano a qualquer custo.
    pausaparanerdices


    A Droga da Obediência é o primeiro livro da série de personagens os Karas. Tive acesso à este livro no ano 2000, quando estava na 6ª série do Ensino Fundamental. Eles são um incrível grupo de adolescentes que proporcionam toda a aventura desse ótimo livro criado pelo prestigiado Pedro Bandeira."O grupo, criado como uma brincadeira por Miguel - agora com seu mais novo integrante, Chumbinho - acaba se envolvendo em um perigoso enredo com a droga da obediência, uma droga maléfica que faz com que os adolescentes fiquem apáticos.



    O livro Extraordinário foi lançado em 2013. Quando eu li esse livro ainda na  pré-estreia...  Um sentimento de gratidão invadiu a alma! É impossivel não se sensibilizar com a história de Auggie Pullman, um garoto que sofre da síndrome de Treacher Collins, que causa deformação facial.

    Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
    (principalmente no Snap!!):
    Snapchat: Lmilla5 

    15 de julho de 2018

    Semana 33: Tenho medo de:

    Esse post faz parte do projeto 52X5 .
    Explico melhor o projeto nesse post aqui.


    Esse post não foi muito complicado de escrever. Eu sou uma pessoa muito medrosa! As coisas listadas nesse post são mais coisas que mais que eu tenha medo eu me acostumei a contornar em algumas situações.



    Tenho medo de escuro: A noite eu gosto e só consigo dormir no escuro o problema é ficar no escuro quando eu estou acordada. Não gosto de estar em ambientes com queda de energia, apagão ou ambientes muito escuros...



    Tenho medo de aranha: e de insetos rastejantes... Fico realmente histérica se vejo algum inseto desses que resolve ainda voar!


    Tenho medo de filmes de terror: Não gosto de ficar levando sustos e morrendo de aflição, portanto evito ao máximo assistir filmes de terror. Eu não consigo evitar fechar os olhos em cenas tensas, não estou nem aí se é uma cena importante do filme, fecho os olhos e não abro até essa cena passar. Morro de medo mesmo.



    Tenho medo de perder as pessoas que eu amo: Sou muito dependente de pessoas que eu amo, preciso dessas pessoas para serem meu porto seguro, e não sei se é muito bom depender tanto assim delas, a ponto de morrer de medo de perde-las. Sei que um dia isso vai acontecer, eu querendo ou não, mas preciso de um longo tempo para me acostumar com essa ideia. Longo tempo que eu digo é mais de setenta anos.



    Fracasso - tenho medo de chegar a um determinado momento de uma idade mais avançada e pensar “Minha vida é uma droga,! Eu não fiz nada do que eu queria, eu não tenho nada que vale a pena...”.



    Solidão - acho que esse medo está associado ao primeiro.




    Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
    (principalmente no Snap!!):
    Snapchat: Lmilla5 



    14 de julho de 2018

    Semana 32: Ainda quero aprender:


    Encontrei um projeto bem bacana no blog “devaneios e metamorfoses” Este projeto consiste em citar 5 respostas para cada uma das 52 perguntas abaixo, fazendo assim, um Top 5 por semana. É o projeto mais longo que eu já participei... Mas, parece ser divertido!!! 

    Obs: As questões 01 á 37 ja estã repondidas e serão liberadas todos os domingos, terças e quintas-feiras de cada mês... Apartir da semana 38 postarei somente as Quintas-Feiras
    TOCAR VIOLÃO


    Amo shows no estilo "voz&violão".Ameacei algumas dedilhadas... Até que o semestre começou a apertar e o violão está parado aqui em casa até hoje...

    CANTAR


    Eu fiz algumas aulas de Técnica Vocal mas acho que cantar mesmo tem que ter dom... Canto com a minha voz de taquara no chuveiro mesmo.
    APRENDER A FAZER BOLOS


    Em um dia desses, Eu estava zapeando os canais da TV aberta encontrei o programa Bake Off Brasil -mão na massa- e fiquei com invejinha de querer fazer aqueles bolos e doces bem elaborados...
    ESCREVER 


    Claro que sei escrever... Mas gostaria de fazer algumas aulas de "escrita criativa" eu até perdi a vergonha em escrever aqui no blog e escrevi algumas coisas bacanas que podem ser encontrado nos "Arquivos" desse humilde blog hehehe

    FALAR FRANCÊS




    Eu sempre tive vontade de fazer aulas de francês, mas no ensino médio só ofereciam inglês/espanhol e essas aulas não foram o suficientes para que eu pudesse me virar bem nem inglês e nem espanhol.


    Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 
     (principalmente no Snap!!):
    Snapchat: Lmilla5

    13 de julho de 2018

    Semana 31: Quando não tenho nada para fazer, eu gosto de:

    A vida de recém-formada está devagar... Estou sentindo falta dos estágios, dos trabalhos no CAPSI . Porém, estou curtindo bastante essa folga, antes de dar o próximo passo (pós graduação).

    Esse post faz parte do projeto 52X5 .
    Explico melhor o projeto nesse post aqui.



    Quando não tenho nada para fazer, eu gosto de: 


    Assistir seriado na Netflix:


    Fazer uma temporada de filmes em baixo das cobertas é algo que eu gosto muito de fazer quando eu não estou fazendo nada ...

    DORMIR:




    Amo dormir. (me julguem!) no começo do ano passado (que eu não estava trabalhando...) adorava tirar uma soneca depois do almoço (delicia...) hoje só durmo a tarde no final de semana...

    LER:


    Ler é bom em qualquer momento principalmente quando não temos nada para fazer...

    OUVIR MÚSICA


    Eu ouço música o tempo todo, mas também gosto de parar e fazer só isso: fechar os olhos e apenas ouvir. Também gosto de cantar e sair dançando com pouca roupa pelo quarto quando não tem mais ninguém em casa.


    VER FOTOS


    Hoje, nós não temos mais o costume de ver álbuns de fotos, já que é tudo compartilhado na hora. Mas meu pai sempre gostou muito de fotografia e eu herdei os gostos dele (junto com a falta de talento), então, às vezes, eu abro minha pasta de fotos e vejo tudo. Também gosto de ver fotos de lugares que tenho vontade de conhecer (e ficar sonhando acordada).

    Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 
     (principalmente no Snap!!):
    Snapchat: Lmilla5

    12 de julho de 2018

    Semana 30: Fico impaciente com pessoas que:

    Esse post faz parte do projeto 52X5 .
    Explico melhor o projeto nesse post aqui.


    Paciência é uma palavra que não existe no meu dicionário... Sou extremamente calma. Porém, há muitas coisas que me deixam impaciente, não espero o momento certo e acabo me estressando mesmo! 


    Esse post foi um dos mais fáceis para escrever, porque ainda tenho uma lista enorme de coisas que me fazem perder a paciência.

    Reclamam de tudo: gente que adora falar mal da própria vida e da dos outros. Sempre olham para o lado ruim, geralmente nunca tem um assunto legal, animador, ou algo do tipo. Reclamar é chato e não te traz nada de bom.


    Pessoas grosseiras: Você mal chega no ambiente e sempre tem aquelas pessoas que querem deixar claro que não gostam de você e te respondem um  simples "Oi" com grosseria. Não tenho paciência e mando logo um FODA-SE.


    Fazem perguntas idiotas: tolerância zero.


    Que fiquem me apressando: Eu gosto de tomar banhos demorados... Eu gosto de almoçar com calma ... Eu costumo perder a paciencia quando ficam me apressando nesses momentos 


    Ser acordada: Eu fico muito impaciente quando sou acordada e meu dia fica péssimo!






    Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
    Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):


    11 de julho de 2018

    Semana 29: Filmes que me "falam ao coração":

    Esse post faz parte do projeto 52X5 .
    Explico melhor o projeto nesse post aqui.



    Encontrei um projeto bem bacana no blog “devaneios e metamorfoses” Este projeto consiste em citar 5 respostas para cada uma das 52 perguntas abaixo, fazendo assim, um Top 5 por semana. É o projeto mais longo que eu já participei... Mas, parece ser divertido!!! 

    Obs: As questões 01 á 37 ja estã repondidas e serão liberadas todos os domingos, terças e quintas-feiras de cada mês... Apartir da semana 38 postarei somente as Quintas-Feiras



    1- O som do coração



    Esse filme é extremamente lindo e emocionando! Fala sobre a importância de ter uma família, de ir atrás de seus sonhos! É simplesmente perfeito e apaixonante!


    2- O rei leão



    Não tem como não amar essa animação da Disney! Foi o primeiro filme da Disney que eu me lembro ter assistido, e desde a primeira vez eu choro! Sempre choro! Sou loucamente apaixonada no Rei Leão!


    3- Marley e eu

    Esse filme conta a história do amor do cão e de seu dono! Acho que todo mundo conhece né?! E com certeza todo mundo já chorou com esse filme também!

    04. Meu Pé de Laranja Lima (Meu Pé de Laranja Lima, 2013)


    Como trazer a emoção de uma história que está no imaginário a 45 anos? Dirigido pelo famoso roteirista Marcos Bernstein (Central do Brasil), Meu Pé de Laranja Lima consegue emocionar e reunir todos os elementos de um bom filme. Atuações, roteiro, direção são alguns dos aspectos que andam em total harmonia. O espectador é brindado com uma verdade singela que é passada de maneira muito natural por todos os personagens. Os coadjuvantes também merecem destaque sendo muito bem aproveitados pela lente inteligente do diretor. O grande mérito do filme é brincar com o abstrato e a maneira como isso é passado ao público. O roteiro, adaptado, é crucial para que a execução se desenvolva naturalmente reunindo uma grande veracidade em cima de cada fala, cada gesto, cada expressão dos envolvidos nas sequências. Quer rir, chorar e se emocionar? Não deixe de conferir esse que será um dos grandes destaques do nosso contestado cinema neste ano. Bravo!

    5- P.S. Eu te amo


    Não tem como não lembrar do que eu vivi vendo esse filme! São pequenos detalhes que é impossível não comparar! Mas, por incrível que pareça, eu chorei poucas vezes ao assistir esse filme! Hoje em dia eu me seguro mais para não chorar!


    Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
    Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):



    © Lado Milla
    Maira Gall