2 de agosto de 2018

SARA: A MINHA BFF COLÔMBIANA


O tema do meu TCC foi "Haitianos em Florianópolis/SC" no inicio, o estágio era somente de pesquisa pois, não tínhamos um campo de estágio expecifico. Foi algo diferente de todos os estágios que fiz nesses dois últimos semestres da faculdade de Psicologia... No segundo semestre, fomos convidadas a fazer o nosso estágio na Pastoral do Migrante e isso acabou dando um giro de 360° no estágio inteiro! Conheci muitas pessoas, com diferentes culturas e nacionalidades que me fez adquirir aprendizados que eu vou levar para a minha vida! 

Na pastoral, passam muitas pessoas de diferentes nacionalidades... E foi nesse contexto que eu conheci a pequena Sara!

Sara chegou na sala da Pastoral, com a mãe no (canguru) próximo ao peito da mesma e coberta com uma manta, para proteger da chuva miúda ocasionada pelo mau tempo daquela semana.. Ela tinha um pouco mais de 8 meses e vestia um Tip-Top de veludo da cor vermelha. Era morena, tinha olhos negros feito jaboticaba e um sorriso mais lindo que eu já tinha visto em um bebê. Sou o tipo de pessoa que mexo com todas as crianças que eu vejo pela frente, me julguem. 

Assim que vi a Sara fiquei encantada! e isso foi recíproco pois, logo ela começou a sorrir e aceitou vir para o meu colo. Já no meu colo, começamos a "conversar". Sim, a pequena falava (e como falava!) no código dos bebês. Claro, indecifrável na língua dos adultos... E eu acabava fingindo que estava entendendo tudo fazendo-lhe perguntas retóricas: Sério? Nossa, Sara... No maior estilo conversa de maluco.

No meio do papo, juntamente com um sorriso encantador,a pequena Sara solta a gargalhada mais gostosa da face da terra! Causando um certo espanto nas pessoas que estavam na sala, principalmente na sua mãe que me falou bastante surpresa:

_Ela nunca sorriu/ gargalhou assim para alguém! 

Sara me conquistou! No meio da conversa, com tantos sorrisos/ gargalhadas. Algo passou despercebido, o sorriso "mais encantador da face da terra" ainda não tinha nenhum dentinho! Sim, o sorriso e a gargalhada mais gostosa era banguela?

_ Sara, cadê os teus dentinhos?

A resposta foi outra gargalhada, tão gostosa quanto dá primeira vez... 

E assim foi os 3ou9 minutos seguintes. Sara com seus olhinhos de jaboticaba brilhavam tanto, quanto a sua gargalhada. Eu só conseguia mesmo rir de volta para a pequena Sara, naqueles poucos segundos de convivência, tínhamos até "piada interna" parecíamos amigas de longa data... 

A pequena Sara, acabou se tornando a minha amiga ( apesar de ser um bebê) ganhando o titulo e o meu coração de BFF: Baby Friends Forever.

Esse foi um dos momentos mais emocionantes que vivi no estágio de Psicologia. Minha Baby Friends Forever me visitou outras tantas vezes lá na Pastoral e era sempre uma festa!



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 
Estarei comentando com vocês sobre o BEFA (principalmente no Snap!!):

12 comentários

  1. E tem coisa mais linda e pura que uma gargalhada de baby? Amo!!

    ResponderExcluir
  2. Que encanto, fiquei aqui imaginando essa menininha linda que emana felicidade! As crianças são seres de muita luz.

    ResponderExcluir
  3. Que linda essa história, deve ter sido um belo dia, fiquei aqui imaginando como deve ter sido encantadora essa criança.

    ResponderExcluir
  4. Aaaaah, q coisa linda!
    Bom, parabéns pelo estágio e pela BFF!
    Poxa, só fico meio triste pq estou na vibe de querer ter filho e este texto me deixou mais desesperado ainda!
    Cara, eu acho q vou roubar um bebe na minha igreja este domingo.

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Bebês são anjinhos na Terra, não canso de dizer isso. Também sou o tipo de babona que mexe com todos que me olham. Adoro sorrir e acenar para eles porque, quando sou retribuída, é a retribuição mais sincera que eu já vi. Ultimamente tenho procurado evitar porque já notei que alguns pais ficam chateados comigo, pois sou uma estranha. Eu entendo. Apesar de eu saber que as minhas intenções são as melhores, compreendo que talvez não pareça assim aos olhos de quem não me conhece. No entanto, às vezes ainda não resisto e dou um tchauzinho, especialmente quando as crianças parecem tristes por algum motivo. Gosto de pensar que as deixei mas alegres, assim como você fez com a pequena Sara. A propósito, adorei a ressignificação da sigla BFF ^--^

    ResponderExcluir
  6. Ai que amoooor!! Bebês têm o dom de nos surpreender e nos encantar, né? É impossível olhar para um bebê e não sorrir. É uma pureza e uma inocência gigantes, não dá pra não se encantar.
    Adorei sua versão da sigla BFF, que uma Baby Friends Forever pra mim também rs

    Grande beijo,
    Letícia Franca
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  7. Como isso é maravilhoso, tenha certeza que essa experiência é unica além de ter proporcionado alegria. TCC é visto com maus olhos por muitos universitários, mas eu vejo de outra forma, foi por conta dele que também tive uma experiência que mesmo depois de 8 anos ainda está vivo na minha memória. Você deve ter uma aura muito linda para ter conseguido que a Baby "séria" desse gargalhada.

    ResponderExcluir
  8. Que amor ao ler seu post, criou um vinculo de carinho bem significativo com a pequena Sara.

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Que coisa mais fofa né, crianças são anjos que nos alegra e enchem nossos corações de alegria. Imagino como a Sara mudou todo o seus estágio e como deve ter sido mágico conhece-la.

    beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi Camyli!!
    Que coisa mais maravilhosa. A risada de uma criança aquece nossos corações e trazem alegria para as nossas vidas. Eu lembro das gargalhas gostosas que minha filha dava quando bebê e eu ficava igual uma boba rsrs
    História linda de amizade e amor sem pedir nada em troca.
    Bjs
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  11. Que lindo sua história com a pequena Sara. Imagino q seu estagio na pastoral do migrante foi experiencia satisfatória, tanto profissional como moral. Seu TCC falando sobre os haitianos que vieram ao Brasil, também, deve interessante de se ler... Abraço

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem? Primeiro: admiro sua força de vontade de participar do BEDA, pois eu acabei desistindo antes mesmo de começar. E eu achei muito bonito esse seu texto, você escreve bem, e eu adorei o tema de TCC!
    Bjs e sucesso com o blog!
    https://escritorawhovian.blogspot.com/

    ResponderExcluir

© Lado Milla
Maira Gall