20 de maio de 2019

Canção de Segunda: Shallow (feat. Bradley Cooper)



A musica Shallow (feat. Bradley Cooper) é sucesso desde o ano passado, a música ganhadora do Oscar 2019 esteve presente em várias playlists graças ao filme A Star Is Born (ou Nasce Uma Estrela)

Apresentando ao mundo seu lado atriz, Lady Gaga teve a oportunidade de atuar como Ally, uma garçonete que busca a carreira como cantora. Sua personagem conta com o auxílio de Jackson Maine (Bradley Cooper), um cantor de country que está combatendo sérios problemas pessoais.

Lady Gaga e Bradley Cooper na capa do filme “Nasce Uma Estrela” / Créditos: Divulgação 
Claro que por ter uma pegada musical, Gaga também trouxe seu lado cantora para realizar a personagem e, graças a isso, a música composta pelo “time Shallow” (assim se nomeiam os compositores da canção Anthony Rossomando, Andrew Wyatt, Mark Robson e Lady Gaga) fez todo o sucesso que acompanhamos.

Inicialmente Shallow foi planejada para ser cantada apenas pela Gaga. Os compositores revelaram em entrevista para o TNT Brasil que durante toda a construção da canção esperavam apenas uma voz. Quem teve a ideia de transformar em um dueto foi o próprio Bradley Cooper, que além de ator também foi diretor do filme.

Lady Gaga como Ally e Bradley Cooper como Jackson Maine, seus personagens no filme / Créditos: Divulgação 

Além disso, o dueto marcante deixou a química do casal, construída durante todo o filme, ainda mais forte. Um bom exemplo dessa conexão é a apresentação dos dois no Oscar 2019. Simples e intensa, ambos tiveram um momento para dividir o piano e o microfone, deixando os fãs e admiradores do filme apaixonados:

A música apresenta uma letra intensa e com muitos significados profundos. A Canção sobre uma conversa entre um homem e uma mulher. Gaga declarou em entrevista para a L.A. Times que a construção da letra foi feita a base de uma descoberta. Ninguém sabia para onde ir e foram elaborando juntos:
“Eu estava no piano, os rapazes tinham todos guitarras nas mãos e começamos a criar letras e a partilhar uns com os outros.”.
E então afirmou: 
“É exatamente isso que a canção é. Trata-se de uma conversa entre um homem e uma mulher (…) Mas ainda não sabíamos disso quando começamos.”
Cena do filme “Nasce Uma Estrela” / Créditos: Divulgação 

Tell me something, girl
(Me diga uma coisa, garota)
Are you happy in this modern world?
(Você está feliz neste mundo moderno?)
Or do you need more?
(Ou você precisa de mais?)
Is there something else you’re searching for? 
(Existe algo mais que você está procurando?)

Primeiramente, a música começa com Jackson perguntando à garota sobre a felicidade dela em relação ao mundo. Ou seja, ele pergunta a Ally se ela está feliz com a vida que está levando, cantando em barzinhos, sem planos para uma carreira musical.

I’m falling
(Estou caindo)
In all the good times 
(Em todos os bons momentos)
I find myself longing for change 
(Eu me vejo almejando uma mudança)
And in the bad times I fear myself 
(E nos momentos ruins, eu tenho medo de mim mesmo)

Então, Jackson passa a falar sobre sua própria vida: enquanto ele desmorona num todo, nos momentos felizes é capaz de pensar e de lutar por uma mudança, porém, em momentos ruins, sente medo dele mesmo. Tudo ligado diretamente ao filme, já que o personagem passa por grandes desafios lidando com seus problemas pessoais.

Tell me something, boy 
(Me diga uma coisa, garoto)
Aren’t you tired trying to fill that void?
(Você não está cansado de tentar preencher esse vazio?)
Or do you need more? 
(Ou você precisa de mais?)
Ain’t it hard keeping it so hardcore? 
(Não é difícil manter toda essa energia?)

I’m falling 
(Estou caindo)
In all the good times 
(Em todos os bons momentos)
I find myself longing for change 
(Eu me vejo almejando uma mudança)
And in the bad times I fear myself 
(E nos momentos ruins, eu tenho medo de mim mesma)

Questionando sobre preencher um vazio, é como se Ally questionasse Jackson sobre seu estilo de vida agressivo e complicado nesse meio de estrela do rock. Ele estaria feliz com tudo dessa forma ou precisa de mais, isto é, precisa mudar tudo isso?

I’m off the deep end, watch as I dive in
(Eu estou à beira do precipício, assista enquanto mergulho)
I’ll never meet the ground 
(Eu nunca vou tocar o chão)
Crash through the surface 
(Caio através da água)
Where they can’t hurt us
(Onde eles não podem nos machucar)
We’re far from the shallow now 
(Estamos longe da superfície agora)

Nesse primeiro refrão, apenas há a voz de Ally, como se ela falasse para Jackson toda a mensagem. No trecho “I’m off the deep end“, temos um duplo sentido: ela pode estar se referindo ao fato de estar “perdendo a cabeça” e enlouquecendo, como também pode ser sobre se afastar da superfície. 

Nesse sentido, é como se ela estivesse mergulhando nesse estilo de vida, ou até mesmo no romance entre os dois, em que, quão mais fundo ela vai, mais segura está.

Quanto mais fundo se mergulha, menos da superfície é possível ouvir e sentir, logo, é como se ela buscasse a segurança ali, nas profundezas. 
We’re far from the shallow now (Estamos longe da superfície agora)
Há também um terceiro possível sentido: enfim Ally conseguiu ser vista por sua voz, já que por muito tempo foi julgada por sua aparência e que, por isso, não poderia ter uma carreira. Indo ao fundo, ela consegue estar fora de juízos e preconceitos superficiais, navegando profundamente em seu talento. Enfim, são diversas as possíveis interpretações, mas, num, todo a música fala sobre sair da superfície e ir ao fundo, sem medo de consequências e reações. 

É se entregar, sair da confusão, do barulho e do superficial até chegar no profundo, no que nem todas as pessoas podem sentir, seja no sentido dos bons sentimentos ou seja no sentido do sofrimento que ambos passaram em suas vidas. 

       

Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 



14 comentários

  1. Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
    Não sabia que era só para a Gaga.
    Eu achava que se homem era Actor e não Cantor (sim, há Actores que cantam, eu sei, como o Johnny Depp)!
    Beijokitaz




    www.devaneiosdemissl.com

    ResponderExcluir
  2. Oii!! Se tem uma coisa que me surpreendeu com o filme foi a atuação do Bradley porque ele arrasou demais! Me surpreendi com ele cantando. A música é linda e carrega várias significados. Quando vim aqui no post achei que você ia comentar algo da versão da Paula Fernandes HAHAHA – só se fala nisso. 😉 Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Tenho visto mais dessa música nos últimos dias do que quando o filme foi lançado, hahaha.
    Eu já ouvi a música e achei a conexão entre o Bradley e a Lady Gaga incrível. Tenho uma vontade enorme de assistir o filme, espero fazer isso em breve.
    A letra dessa música é super carregada de emoção e eu me identifico bastante com ela!

    Um beijo,
    www.pactoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Essa música me deixa todo arrepiado! Conheci ela só recentemente pois aparentemente eu vivi numa caverna nós últimos meses, e estou apaixonado! Já quero ver alguma postagem sobre a versão brasileira da música por aqui quando lançar, rsrsrsrsrsrs
    Abraços,
    Literalize-se

    ResponderExcluir
  5. É uma música muito bonita. Gosto bastante. Estou triste com a versão nacional que ficou bizarra.Vai fazer análise? Volto para ver se vai falar um pouco sobre Juntos.

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem? Apesar de não ter assistido o filme sei todas as músicas de tanto as pessoas cantaram e pedirem no rádio. A trilha sonora ficou incrível. A escolha dos dois para os papéis foi acertada. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  7. Acredita que ainda não assisti este filme?! Moça gostei super da sua abordagem sobre a trilha sonora, ela faz toda diferença na maneira que temos a impressão do filme. Lindo seu texto!!! Agora quero ver o filme <3

    ResponderExcluir
  8. Todo mundo falando maravilhas tanto do filme quanto da musica e ainda aqui super lesada, ainda não vi/escutei nenhum dos dois, pra falar a verdade escutei somente metade da musica. Vou colocar a música agora mesmo e mais tarde vou ver se acho o filme online.

    ResponderExcluir
  9. Me senti muito como na letra dessa música recentemente quando decidi mudar toda minha vida profissional e virar blogueiro e produtor de conteúdo.

    A letra fala muito não só sobre se apaixonar por alguém, mas a paixão profissional também (no caso, a de cantar da Ally).

    Adorei o filme e a trilha sonora, ouço direto desde que saiu.

    Adorei sua análise da letra!

    ______
    🌐 Relatos de um Garoto de Outro Planeta
    👍 Facebook: Relatos de um Garoto de Outro Planeta

    ResponderExcluir
  10. Essa música é maravilhosa. Eu adoro esses seus posts de canção, nunca vi nada parecido em outro blog! fiquei muito encantada quando li pela primeira vez.
    Um super abraço

    ResponderExcluir
  11. Oi, Milla! Tudo bom?

    Eu conheci a música com a apresentação do Oscar, que foi simplesmente apaixonante. Ainda não vi o filme, mas deu para entender bem do que se trata com essa análise (inclusive, adorei esse tipo de post!). Acho que a escolha de fazer da música um dueto foi muito acertada, mesmo! Deixou bem mais profundo e sentimental. Agora, a versão nacional... Sinceramente. Tenho nem o que dizer, só rir.

    Abraços,
    Gislaine | Literalize-se

    ResponderExcluir
  12. Olá! Ai, adorei ver a análise dessa música e até mesmo curiosidades. Não sabia mesmo que seria uma música solo no começo. Mas ficou muita linda entre os dois e, de fato, como uma conversa sobre a vida e o relacionamento que eles criaram. Ótimo post. Beijos
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  13. Essa música é muito bonita e preciso assistir o filme, pois também deve ser emocionante. Essa dupla é muito talentosa ambos na tela como na música.

    ResponderExcluir
  14. Essa música com certeza irá marcar gerações e a Gaga irá sempre ser lembrada por essa canção que está rompendo todas as expectativas

    ResponderExcluir

© Lado Milla
Maira Gall