30 de abril de 2020

Tagarelando sobre o mês: Abril




E já estamos há um mês de Quarentena... Sem previsão de voltarmos a "vida normal". Saindo apenas, para ir ao supermercado comprando apenas o básico... E a farmacia pois, esse mês fiquei naqueles dias... combo dor no estômago e  na coluna Help! Com máscaras, alcool gel e luvas que tornaram-se um acessório importante para qualquer um que queira botar o "nariz para fora".

As lifes de pessoas espetaculares, shows e cultos e curso on line... Estão, a todo vapor! Depois da ultima correção eu dei um pause de escrever os textos da monografia da Pós-Graduação...  Observei que isso exige uma energia que eu não tenho no momento.  Ainda estou procurando o que é a "vida", por trás dessa cortina da sociedade do desempenho?


❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤

No mês de Fevereiro, o Blog Lado Milla completou 06 anos. O semana LM foi um apanhado dos textos de comemoração que escrevi no ano passado. Ao escrever o texto Sobre as peças do Quebra Cabeça... Eu fiquei nessas possiveis mudanças... Eu costumo dizer que brinco de montar no Canva. Escrevi  o nome do Blog "Lado Milla" no Banner com algumas possíveis core e diferentes fontes. Essa semana, eu mudei a fonte pois, estava desfigurando quando eu colocava aqui. Observando os "arquivos" encontrei um gif que já esteve aqui no blog em algum momento e acabou combinando com o banner atual.

No inicio do Lado Milla, aconteciam várias TAG´S pela Bloguesfera a fora. Então, criei TAG´S por aqui também:




O Fotografando Domingos - que se iniciou no mês de Julho/2014 que consiste em, colocar registros fotográficos dos meus finais de semana.- Estou re-lembrando lugares que eu já fui antes da Quarentena.

O Canção de Segunda - Surgiu porquê eu queria escrever sobre as musicas que eu estou ouvindo... Sobre os shows das bandas que eu gosto e que vou com frequência. Nesse mês relembrei alguns shows que fui Canção de Segunda: A Banda Mais bonita da Cidade As musicas da novela que está sendo re-prisada [Canção de Segunda]: Novela Apocalipse

O T de TAG que consiste em colocar aqui, as tag´s em que eu era desafiada a responder.Em tempos de "Quarentena mundial" e para mudar um pouco de assunto... Esse mês respondi a T de TAG: "Palavras Cruzadas", [T de TAG] Gilmore Girls Book, Tde TAG: TAG DA QUARENTENA

Nas Quartas-feiras nós usamos rosa...Temos o Projeto 52 semanas que consiste em citar 5 respostas para cada uma das 52 perguntas fazendo assim, um Top 5 por semana.  Semana 6: Super poderes que eu gostaria de ter.... Semana 5: Fazem parte da minha wishlist. SEMANA 04: Minhas 5 citações preferidas são: Semana 03: Coisas pra se fazer no calor, Semana 02: Eu nunca...

O QUE EU LI ESTE MÊS



Terminei de ler e fiz a Resenha:O Oceano no Fim do Caminho - Neil Gaiman que era uma leitura que  estava rolando mil anos... na estante. Não foi de longe uma leitura bacana.Pois as leituras de fantasia não funcionam comigo... Mas, fiquei com vontade  de ler outos livros do Neil Gaiman.
Li um artigo bem bacana sobre saude mental em tempos de quarentena Coronavirus: Dicas para cuidar da sua saúde mental...

A primeira vez, que ouvi sobre o termo Livros de colorir para adultos foi no final de 2013... Em um evento na Livraria Catarinense de uma possivel artista que fez uma exposição com os desenhos do livro Jardim Secreto. Eu lembro de ter saido decepcionada daquele evento... Eu não tive coragem de comprar nenhum livro de colorir e muito menos, um conjunto de lápis de cor que no dia estava mais caro que o dobro! Não tive coragem de comprar.


Resenha: Segredos de Paris Livro de colorir & pass... Nessa segunda semana de Quarentena... Encontrei esse livro praticamente intocavel na minha estante e resolvi experimentar as minhas habilidades na pintura (cof,cof). 

 O QUE EU ASSISTI ESTE MÊS



Quatro amigos em uma pequena cidade costeira traçam uma jornada da adolescência à vida adulta. Juntos, eles lidam com diferentes problemas que os fazem amadurecer.

 O QUE EU OUVI ESTE MÊS




Estou ouvindo muitas life"s de shows ultimamente... O ultimo show on line que  eu ouvi esse mês foi da dupla sertaneja Zé Neto e Cristiano não é o meu estilo musica preferido... Porém, as vezes as musicas são tão boas que você não liga para o estilo.




Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):

29 de abril de 2020

Semana 6: Super poderes que eu gostaria de ter...

Encontrei o projeto 52 semanas bem bacana na Blogosfera que consiste em citar 5 respostas para cada uma das 52 perguntas abaixo, fazendo assim, um Top 5 por semana. É o projeto mais longo que eu já participei... Mas, parece ser divertido !!! Pretendo responder ao projeto todas as Quartas-Feiras. 




O filme os incríveis é o 6° filme de animação da Pixar. é sobre uma família com superpoderes que foram obrigados pelo governo a agirem com pessoas normais perante a sociedade.

Os super poderes que eu gostaria de ter se fosse um super-herói seriam:




Helena Pêra (Mulher-Elástica) Helena Pêra pode esticar seu corpo, ou qualquer parte de seu corpo, a limites extremos. Helena tem controle completo de seus membros esticados. Ela também pode remodelar seu corpo em uma variedade de formas mostradas no filme incluindo se tornar um paraquedas ou um barco, do tipo bote inflável.

Flecha Roberto O Jovem Flecha Pêra tem a habilidade de correr extremamente rápido como ficou evidente na fantástica sequência de ação na Ilha de Nomanisan. Foi sugerido que Flecha também tem uma velocíssima rapidez de reação. Ele exibe traços de talvez excesso de confiança, prepotência, convencimento e hiperatividade.

Violeta Pêra Seus superpoderes a permitem tornar-se invisível num piscar de olhos.

Zezé Pêra  Seus poderes incluem a mudança de composição e densidade de sua pele e/ou corpo, assim como assumir a forma de um grenlin, transformar seu corpo em aço, e ficar em chamas, tal qual o "Tocha Humana".

Lúcio Barro (Gelado) Gelado pode gerar jatos de gelo do seu corpo; a quantidade de gelo depende da quantidade de água disponível no ar e no seu corpo. Durante o filme é sugerido que ele se adaptou à vida civil muito mais facilmente que seu amigo, Beto Pêra. Por outro lado, ele ainda possui um tipo de Centro de Comando assim como suas velhas bugigangas e super uniforme, todos em condições de funcionamento.




Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 

28 de abril de 2020

T de TAG: "Palavras Cruzadas"


01. Vox Populi (um livro para recomendar a toda à gente) 

Não sou uma das melhores pessoas para indicar livros... Mas o ultimo livro que ao terminar a leitura me fez ter a sensação que todos deveriam gastar o seu tempo lendo é o livro Extraordinário - R. J. Palácio. 

02. Maldito Plágio (um livro que gostaríamos de ter escrito) 

Talvez esse livro fosse á metade da minha Biografia. Não só teria escrito como seria a personagem principal “Vânia” em uma parte da minha infância fui vitima de buligh ou como não existia esse termo na época, fui descriminada por usar um gesso na coluna... O livro é Pretinha, eu? Escrito muito bem pelo autor Júlio Emilio Braz. 

03. Não vale a pena abater árvores por causa disto 

Essa categoria pode estar parecida com a categoria (4) não por preguiça dessa que voz escreve. Pois, acredito que não á livro ruim é o leitor que não está preparado para ler naquele momento, mas, acredito que as Biografias de alguns “ídolos” da grande massa desnecessárias para fazer parte de qualquer estante. 

04. Não és tu, sou eu (um livro bom, lido na altura errada) 

Há quem defenda o livro A CIDADE DO SOL do autor Khaled Hosseini levando a crêr que eu li em um momento dramático da minha vida um livro dramático... Não deu muito certo, só terminei a leitura, pois eu tinha bastante tempo de sobra como volante de uma empresa de terceirizado... 

05. Eu tentei... (um livro que tentamos ler, mas não conseguimos) 

Eu tentei... Ler o 1° livro da saga do HP até pedi emprestado para o meu primo, mas a leitura não andou... E acabei colocando outras leituras na frente, mas, o livro está no montinho de livros que quero ler (quem sabe, nas férias!). 

06. Hã? (um livro que lemos e não percebemos nada OU um livro que teve um final surpreendente) 

Um livro que não me marcou em nada... O preço de uma lição do autor, Gutti Mendonça e Federico Devito. Passou tão em branco que eu nem quis saber de uma futura sequência (se o primeiro livro foi horrível o que esperar do próximo...). Enquanto escrevia esse item, dei uma pesquisada (Valeu Google!) vi que um dos autores já foi “colírio capricho”. Tenho que confessar que, tenho preguiça quando esses jovens se tornam alguma coisa além de um rostinho bonito em uma página de revista... Um livro que teve um final surpreendente... Anna e o Beijo Francês da Autora Perkis. Foi um livro “gostosinho” mesmo com a rabugice da Anna Oliphant em um lugar nada menos que Paris-França! O final realmente me surpreendeu. 

07. Foi tão bom, não foi? (um livro que devoramos) 

Marley & Eu- vida e amor ao lado do pior cão do mundo do autor Jonh Grogan vi os cachorros que tive ao longo da vida descritos nesse livro e esses eram para mim “o pior cão do mundo”, mas eram eles que estavam no pior/melhor momento da minha trajetória... Mordiam, lambiam, latiam felizes quando eu chegava... Eu devorei o livro em um dia e chorei quando o Marley morreu, pois, acho injusto essas criaturinhas viverem menos que nós humanos deixando o lar sem graça e um aperto no coração quando vão embora. 

08. Entre livros e tachos (uma personagem que gostaríamos que cozinhasse para nós) 

P.S eu te amo chorei com o filme e debulhei em lágrimas com o livro. Mas eu gostaria de ter tido um marido (mesmo por pouco tempo) me agradasse e cozinhasse nú, só com avental... 

09. Fast Foward (um livro que podia ter menos páginas que não se perdia nada) 

Deixe a Neve Cair reúne três contos que se passam durante uma nevasca natalina e, de certa forma, se cruzam em determinado momento. Os escritores Maureen Johnson, John Grenn, Lauren Myracle se juntam para escrever esses contos, mas eu tiraria tranquilamente o conto do John Grenn, pois, achei a leitura um pouco cansativa deixando um pouco sem gás para terminar a leitura. 

10. Às cegas (um livro que escolheríamos só por causa do título) 

Na verdade eu escolhi O Livro da loucura e das curas da autora Regina O'Melveny só por causa do título... li a sinopse e decidi compra-lo não vejo a hora de chegar às férias para ler e tirar proveito da história. 

11. O que conta é o interior (um livro bom com uma capa feia) 

Feliz Ano Velho do Marcelo Rubens Paiva esse livro já mudou de capa em varias edições que já teve, mas, nenhuma conseguiu me agradar... A história e o enredo supera a capa ruim, pois o livro não fica num melodrama de superação de alguém que fica tetraplégico e sim da ironia que é a vida. 

12. Rir é o melhor remédio (um livro que nos tenha feito rir) 

A culpa é das estrelas John Green. Acho que eu tenho esse dom de rir quando tudo esta uma bosta, e tem varias passagens que a personagem tem um dom de deixar uma doença tão triste como o câncer com um toque mais leve e engraçado. 

13. Tragam-me os Kleenex, se faz favor (um livro que nos tenha feito chorar). 

A culpa é das estrelas, P.S eu te amo, Marley & eu- vida e amor ao lado do pior cão do mundo, Feliz Ano Velho... A lista é grande, mas, ela sempre aumenta, pois adoro ler um livro dramático... 

14. Esse livro tem um V de volta (um livro que não emprestaríamos a ninguém) 

Tenho isso com TODOS os meus livros da minha estante. Nem adianta aquela máxima só empresto para amigos... Com certeza, teria inimizades caso emprestasse um livro a um amigo e ele me entregasse danificado... Para não perder possíveis amigos (a regra é clara) não sai nenhum livro da estante para nenhum tipo de empréstimo. 

15. Espera aí que eu já te atendo (um livro ou autor que estamos constantemente a adiar) 

Tenho mais de 10 livros para ler ainda esse ano... Estou esperando o mês de Julho para “devorá-los”. Os livros não sobem para ficar “empilhadinhos” com os outros já lidos, sem antes eu ler. Mas o montinho já esta enchendo a 2° prateleira... 


Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 

27 de abril de 2020

Canção de Segunda: A Banda Mais bonita da Cidade



Hoje a TAG #Canção de segunda vai sair um pouco diferente vai ser mais um "diário de chalaça" sobre um dos shows mais bacanas que fui...

Quinta-feira, dia 18 de julho de 2013. Em Florianópolis na capital de Santa Catarina, a temperatura da cidade estava caindo gradativamente, em ameaça da tal “geada negra”, mas felizmente Era só um forte vento sul resultando na ventania e do frio daquela noite. A “sonífera ilha” digo, Florianópolis, saturada de falta de cultura e bons shows… Naquela noite de forte “vento sul” recebeu A Banda Mais bonita da Cidade. 
A cidade onde moro, é a capital do estado de SC, mas, quando se procura “eventos culturais” na city… Aqui mais parece cidade do interior. Mãããsss a questão era que tinha um programa legal (em uma noite tão fria, bacana e com pizza…) rs, na minha querida cof, cof  cidade, não podia pensar na possibilidade de não ir. Na bagunça que se encontrava o meu quarto com o guarda roupa recém desmontado, O grau de dificuldade de achar uma roupinha bacana pelos cantos da sala foi proporcional à bagunça que estava os aposentos…

O Teatro Álvares de Carvalho (TAC) é um dos teatros mais “humildes” aqui da região. Lembro-me de ter ido poucas vezes quando eu era menor, em excursão com a escola para ver peça infantil. Mesmo o teatro sendo “humilde” não tira o clima clean do show e a roupa também tem que ter o mesmo clima sem o tênis surrado companheiro fiel de *chalaças.  O TAC é um teatro pequeno, comparados aos outros dois teatros mais novos da cidade.  Mas, ainda assim é ambiente aconchegante e bem bacana para shows. Cheguei uns 30min antes no TAC para comprar ingresso (graças à falta de divulgação ainda tinha ingresso na hora…) e como não tem marcação de poltronas, era só entrar e sentar na poltrona que quiser (Prefiro assim!).

O “show de abertura” foi da Ana  P _ Falo em outro momento o que penso sobre banda de abertura…_ ¬¬. Não conheço nada sobre o trabalho da Ana, se não me engano, acho que ela participa do clipe “oração” e eu achava que ela fazia parte da Banda Mais bonita… Confesso que fiquei meio que boiando na apresentação dela. Embora eu tenha curtido algumas musicas, acabei aproveitando o primeiro show para fotografar _ Tenho uma “quedinha” por fotos de palco ** _. O clima da ultima musica da Ana foi um convite para a Uyara vocalista da banda mais bonita… Subir ao palco e começar o show da… 

 A BANDA MAIS BONITA DA CIDADE


Esse foi o meu primeiro show que fui da banda, do segundo show da mesma na minha cidade¬¬ dessa vez não me liguei muito no set-listdo show, mas só não entraram no set duas musicas que serão lançados no novo álbum. 

A musica “Oração” foi à primeira musica a fazer sucesso por causa da internet, mas, a banda não corre mais o risco de ser conhecidos como A banda de uma musica só tendo outras musicas da banda que valem a pena ouvir: Mercadorama, #mimimi (vai entrar no segundo álbum…), Solitária, Boa pessoa,Nunca, Meu príncipe (vai entrar no segundo álbum…) e Aos garotos de aluguel.

O entrosamento do pessoal do palco é a parte mais engraçada do show. Cheio de “piadinhas internas” um dos acontecimentos engraçados do show em Floripa, foi antes da musica do “príncipe” a vocalista toda inspirada para a canção joga a cabeça para o lado olha para o baixista da banda e cai na gargalhada… Essa até o publica caiu na risada e demorou a se conter para ouvir uma musica tão calminha.

Terminaram o show com á musica “oração” o Diego Plaça seguiu para fora do palco carregando um bumbo e depois o restante da banda seguiu levando a plateia do show para a porta do teatro terminando do mesmo jeito que o clipe.



Na parte “camarim” que não teve, o pessoal da banda ficou conversando com o publico a vocalista da banda Uyara entrou direto para o banheiro para trocar de roupa. O que fez o público demorar um pouco mais no “Hall” do teatro todo mundo queria; uma foto, um “oi, tudo bem!”, uma dedicatória no CD recém- comprado… Dos músicos. Falei mais com o Vinicius Nisi (Não chora Vini…) e o Diego Plaça, pois eu tava encostada na parede e eles estavam passando… Foram bem simpáticos, perguntando o que eu tinha achado do show e assinando folhinhas aleatórias e o livreto do CD. Tirei uma foto com a Uyara, pois as meninas solicitaram um foto com ela e acabei aproveitando tirando uma foto com ela também, mas não consegui falar muito com ela, pois tinham que seguir viagem...

 



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 

22 de abril de 2020

Semana 5: Fazem parte da minha wishlist.


Encontrei o projeto 52 semanas bem bacana na Blogosfera que consiste em citar 5 respostas para cada uma das 52 perguntas abaixo, fazendo assim, um Top 5 por semana. É o projeto mais longo que eu já participei... Mas, parece ser divertido !!! Pretendo responder ao projeto todas as Quartas-Feiras. 

Fazem parte da minha wishlist.




  1.  Puzzle Quebra Cabeça 500 Peças Friends 03840 - Grow
  2. Quadro Série Friends PersonagensQuadro decorativo da série Friendscom todos os personagens posando para a foto.
  3. Possession Platform Stripes Preta: A Possession Platform Stripes é uma criação híbrida. Traz a clássica Melissa Aranha que atravessa gerações com uma plataforma que foi febre nos anos 2000.
  4. Possession Platform Stripes Branca: A Possession Platform Stripes é uma criação híbrida. Traz a clássica Melissa Aranha que atravessa gerações com uma plataforma que foi febre nos anos 2000.
  5. Edredom Casal Friends Dupla Face da Pernambucanas


Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 

21 de abril de 2020

[Canção de Segunda]: Novela Apocalipse




Devido à pandemia do novo coronavírus e preocupada em tomar todos os cuidados e precauções necessárias no momento, a Record TV decidiu dar uma pausa nas gravações de Amor Sem Igual.Por isso, nesta terça-feira, 21 de abril, às 20h45, você poderá acompanhar uma versão especial da novela Apocalipse, mais ágil e dinâmica, com os grandes acontecimentos que impactaram o público.
 
Sinopse: Ricardo Montana (Sérgio Marone) é um brilhante homem de negócios, prestes a lançar seu projeto mais fascinante: a Cidade do Futuro, uma comunidade urbana autossustentável, futurista e tecnológica. Ricardo tem um mentor espiritual, Stefano Nicolazi (Flávio Galvão), sacerdote da igreja Sagrada Luz, muito influente na poderosa família Montana. No grandioso lançamento da Cidade do Futuro, Benjamin (Igor Rickli), que se tornou um gênio da robótica, e Zoe (Juliana Knust), uma repórter de TV, se reencontram depois de anos.

Com o passar do tempo, várias pessoas ao redor do mundo vão desaparecendo inexplicavelmente. Trata-se do Arrebatamento, o primeiro evento do Apocalipse, quando Deus retira todos os verdadeiramente cristãos da Terra. Zoe fica extremamente abalada ao perceber que sua família se foi e se convence de que se trata mesmo do Arrebatamento. Benjamin, ateu por convicção, rejeita a ideia com veemência. Mesmo com visões opostas, eles vivem um romance intenso neste período conturbado.

É neste momento de fragilidade no planeta que o carismático Ricardo Montana assume o cargo de Secretário Geral da Confederação das Nações e conquista o mundo com seu discurso de paz. Tem início o período da Tribulação, com a abertura dos sete selos do livro de Deus, e explode a Terceira Guerra Mundial, seguida por fome, peste e grandes cataclismos. Neste meio tempo, duas testemunhas são enviadas por Deus para profetizar e anunciar o verdadeiro Messias: os profetas do Antigo Testamento Moisés e Elias.

Ricardo, com a cumplicidade de Stefano, finge apoiar as pregações dos profetas. A verdade é que, por trás da imagem de líder mundial da paz, Ricardo deseja dominar o mundo, mesmo pela guerra. No confronto, ele é ferido e dado como morto. É quando Satanás envia um demônio para possuir seu corpo e fingir que o ressuscita. Daqui para a frente, Ricardo, agora a Besta do Apocalipse, declara guerra a todos os que não o adorarem como Deus – sempre ajudado pelo sacerdote Stefano, que se transforma no Falso Profeta.




01. ADÁGIO EM SOL MENOR – Kleber Augusto (tema de abertura)



02. THE WAY YOU ARE – Marina Elali


03. ELE VEM – Fernando Mendes



04. IO CHE NON VIVO SENZA TE – Renato César


05. TO ME – Márcio Lott



06. FUTURA ESCURIDÃO – Kildson


07. STOP., LOOK, LISTEN TO YOUR HEART – Moyses





08. TEU PERDÃO – Thuany Parente



09. CANTO DELLA TERRA – Renato César





Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 

17 de abril de 2020

Template: Um belo dia resolvi mudar.... ♫


Ontem, pesquisando nesse humilde Blog... Acabei percebendo que uma das ultimas grandes mudanças foram em Setembro/2018 e de lá, para cá [ops, ontem...] as mudanças foram bastante tênues.

Quando eu escrevi o texto Sobre as peças do Quebra Cabeça... Eu fiquei pensando nessas possíveis mudanças: Eu abri o Canva e escrevi  o nome do Blog "Lado Milla" no Banner com algumas possíveis cores... Com a fonte no estilo Monotype Corsiva e olhando os "arquivos" encontrei um gif que já esteve aqui no blog em algum momento e acabou combinando com o banner atual.

 Menu fixo no topo do blog  

Há um ano atrás, encontrei esse Layout original da Maira Gall bastante famoso na blogosfera e fiquei encantada com a possibilidade de mexer nas cores diretamente na configuração do Blogger já que sou uma zero a esquerda em HTML e tem um formato mais clean na qual, eu curto bastante. Mudamos a cor do Menu de vermelho castanho para a cor azul marinho. 

Logotipo


As letras do logotipo continuam no estilo Monotype Corsiva. Porém, em vez do vermelho castanho as letras são um sobrepondo com as cores Azul claroRosa claro e Roxo escuro. As peças do Quebra Cabeça coloridas foram excluídas e optei por um Gif aquarelado que já passou por aqui em outro momento...

Background

O Background continua branquinho... Para não ficar muito cansativo para nenhuma faixa-etária dos meus leitores.

Foto do perfil 



Essa é uma das minhas fotos preferidas da minha formatura de Psicologia com o meu primo João Alexandre.









Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 

15 de abril de 2020

SEMANA 04: Minhas 5 citações preferidas são:

Encontrei o projeto 52 semanas bem bacana na Blogosfera que consiste em citar 5 respostas para cada uma das 52 perguntas abaixo, fazendo assim, um Top 5 por semana. É o projeto mais longo que eu já participei... Mas, parece ser divertido !!! Pretendo responder ao projeto todas as Quartas-Feiras. 





Minhas 5 citações preferidas são:














E vocês? Quais as suas citações preferidas? 
Comentem aqui, e deixem seus comentários sobre o que vocês acharam desse post.



14 de abril de 2020

Tde TAG: TAG DA QUARENTENA


Nas Terças-Feiras, aconteciam o T de TAG que consiste em colocar aqui, as tag´s em que eu era desafiada a responder. Em tempos de Quarentena mundial" e para mudar um pouco de assunto... Essa TAG foi criada por Raphael, do Tem que ter livro no nome?.
As categorias da Tag são:

1- Só depois do carnaval: uma obra descompromissada


Nu, de botas do Antonio Prata é um livro de cronicas que trás as memórias de infância do autor. Eu acredito que um livro de crõnicas é sempre uma boa escolha para uma leitura mais descompromissada. Por exemplo, uma ressaca literária. Isso sempre funciona comigo.




2- Isso é muito mais uma fantasia: uma obra do gênero maravilhoso


Eu não lembro exatamente quando eu adiquiri o livro Luna Clara & Apolo Onze... O livro trata de histórias de amor, de amizade, de família. Trata de encontros e desencontros, do destino, de escolhas e alegrias. Tudo isso narrado com muita magia e encanto. Mesmo sendo uma leitura voltada para o publico infanto-juvenil, não é um livro de leitura fácil para qualquer público, e requer um pouco de atenção maior ao ‘plot’ para não se perder no meio de tanta confusão. Mas, vale muito a pena a leitura, devo acrescentar. Aliás, o livro traz outro ‘plus’ positivo que é o fato de possuir ilustrações muito legais nos capítulos. Elas são bem simples e até mesmo um pouco vagas, mas dizem tanto sobre aquilo que se está lendo.

3- Coronga chegou, mas só vai dar quinze dias! Logo acaba: uma obra para consumir rápido.

A Bruxa não vai para a fogueira... É um livro curtinho e é aquele livro que da vontade de marca-lo inteiro de tantas frases boas que ele tem e você enche de post it. São essas frases que te fazem parar, refletir e às vezes até mudar seus conceitos.


4- Vamos precisar de uma quarentena maior: Uma obra com ironia dramática


Uma obra com ironia dramática... Eu relutei bastante em ler esse livro por ser uma obra biografica que inspirou o Jonh Greem a escrever Culpa das Estrelas por saber que eu iria derramar lágrimas de rir/chorar por causa da ironia da vida.






5- Corrida pelo papel higiênico: uma obra ridícula 

Sinceramente, eu deixei de assinar um box literário por causa desse livro... O livro Filha das Trevas (Saga da Conquistadora #1). Infelizmente, a leitura não atendeu as minhas expectativas... Um dos motivos é que esse livro NÃO É DE FANTASIA! e isso não fica claro na sinopse. Esse livro é um reconto histórico sobre os filhos do Vlad da Transilvânia e o Império Otomano. Na minha opinião, misturar fatos históricos com licença poética nada mais é, que fazer um "samba do "crioulo doido" na história. Outro ponto negativo, é a narrativa desse livro que é cansativa por ser muito lenta...

6- Já se passaram dois meses!: uma obra cansativa, mas necessária 

 O ódio que você semeia... É um tipo de leitura que te causa impacto nas primeiras páginas... Não é um livro fácil, não é uma história simples. É a realidade sem maquiagens. É a ficção descrevendo cada detalhe sobre o mundo em que vivemos, expondo os muitos lados dele - e um desses lados é corroído pelo ódio, pela discriminação, pelo preconceito. É impossivel não se indentificar com Starr independente da cor da pele as suas açoes e o seu comportamento são julgados pela cor da sua pele. Starr vive a mesma realidade que muitos outros jovens. Khalil foi assassinado pela mesma realidade que a de muitos outras vítimas. 


7- La Traviata na varanda: uma obra para compartilhar



ECOS,é um lançamento da DarkSide Books, é a primeira Editora do Brasil dedicada ao terror e à fantasia A editora criou uma coleção Darklove com histórias sobre a força feminina na literatura. É uma História dividida em 3 contos que tem um fechamento fantastico dessas três histórias no ultimo capitulo.





8- Uhhh, finalmente vai ficar tudo bem!: uma obra esperançosa


A narrativa se passa durante a Segunda Guerra Mundial, onde os irmãos Ada e James vivem com a mãe em Londres. Nós conhecemos a protagonista da trama logo no início, quando somos apresentados a uma menina de dez anos que sofre agressões físicas e psicológicas de sua mãe porque ela tem ”pé torto”. Enquanto seu irmão James – ao qual ela é muito apegada e serve de motivação para que ela siga em frente – pode sair e descobrir o mundo brincando com as outras crianças, ela precisa ficar isolada em seu apartamento, pois sua mãe a considerada uma vergonha e acredita que ela não é merecedora de ser feliz pela deficiência que tem. Ao longo da história A Guerra que Salvou a minha vida torna-se uma obra esperançosa pois, a a Segunda Guerra Mundial dá uma oprtunidade para Ada a viver uma nova realidade.


9- OH NÃO! ELES EVOLUÍRAM!!!: uma obra de terror 

O livro Confissões do Crematório: "Uma menina nunca esquece seu primeiro cadáver." – Caitlin Doughty Um livro para quem planeja morrer um dia. Morrer é a única certeza da vida. Então, por que evitamos tanto falar sobre ela? A morte é inevitável, sentimos muito. Mas pelo menos, como descobriu Caitlin Doughty, ficar a sete palmos do chão ainda é uma opção. ''Confissões do Crematório'' reúne histórias reais do dia a dia de uma casa funerária, inúmeras curiosidades e fatos históricos, mitológicos e filosóficos. Tudo, é claro, com uma boa dose de humor. Enquanto varre as cinzas das máquinas de incineração ou explica com o que um crânio em chamas se parece, Caitlin Doughty desmistifica a morte para si e para seus leitores.

10- Plague Inc.: uma obra apocalíptica

O livro Silo se passa em uma paisagem destruída e hostil, num futuro ao qual poucos tiveram o azar de sobreviver, uma comunidade resiste confinada em um gigantesco silo subterrneo. Lá dentro, mulheres e homens vivem enclausurados, sob regulamentos estritos, cercados por segredos e mentiras.

Para continuar ali, eles precisam seguir as regras, mas há quem se recuse a fazer isso. Essas pessoas são as que ousam sonhar e ter esperança, e que contagiam os outros com seu otimismo. Um crime cuja punição é simples e mortal. Elas são levadas para o lado de fora. Juliette é uma dessas pessoas. E talvez seja a última.



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 

© Lado Milla
Maira Gall