31 de agosto de 2020

Resumo do Mês: Sobre o mês de Agosto...


Eu quis escrever TODOS os dias aqui no Blog. Irônicamente, esse mês de Agosto foi o que eu menos tive na Blogosfera... Sei lá, acho que a Blogosfera mudou bastante nos ultimos tempos. Depois de "brigar" bastante por um espaço estou tentando manter o equilibrio para manter o equilibrio para a minha saúde mental. #cansada 

Estou devendo comentários nos blogs dos amigos que comentaram aqui nesses ultimos dias... Quero organizar as minhas Resenhas Literárias dos livros que eu estou lendo e escrever um pouco sobre as Leituras Coletivas online que eu estou participando ultimamemte.

📌 1° semana: Eu fiz um Hall dos textos que já rolaram por aqui no "Lado Milla" em algum momento. 

BEDA: Blog Every Day August. Na minha infância, sempre que eu gostava muito de algum objeto eu arrumava um jeito de ter outros objetos para colecionar. As minhas primeiras coleções foram de: Tazos (aqueles que vinham nos salgadinhos...); figurinhas de chicletes; adesivos decorativos (tinha até um álbum com folhas autocolantes para colocar esses adesivos...

BEDA#02: "Quando eu me tornei gente que escreve ..." A história do seu blog, como ele surgiu? O que te levou a começar? Eu comecei a escrever na Blogosfera no inicio do ano 2000. Em uma plataforma para jornalistas que era gratuita e bastante precária, considerando os blogs famosinhos na época... A linha editorial desde o meu primeiro blog é não-ter-linha-editorial. Os meus textos eram um aglomerado de dramas de adolescentes e Ilustrados com imagem piscantes...

Beda #03: Fotografando Detalhes... No final do mês de Julho/2o14, nasceu um projeto chamado "Fotografando Domingos..." que consiste em colocar aqui, registros do meu final de semana (sexta-sábado e domingo). Não tem quantidade exata de fotos, pois, irá depender da quantidade de fotos que eu mesma fotografe nesses dias... O lugar escolhido dessa semana é o Quintal da casa do meus avós que fica ano sul da Ilha de Florianópolis/Sc no Ribeirão da ilha...

Beda #04: Tag dos Escritores: A TAG consiste em 5 perguntas simples (a respeito de escritores), sendo assim rapidinha para mostrar um poucos dos gostos literários.

BEDA#O5: Semana 19: Meus seriados preferidos Já fui uma pessoa bastante "desligada" quando se tratava de séries... Quando eu pensei pela primeira vez na possibilidade de assinar Netflix era para ver filmes e tal...

Beda #06:Sobre as minhas Coleções... Hoje em dia, eu tenho alguns objetos (colecionáveis...) que fazem um papel decorativo na minha estante de livros e no meu quarto...

📌 Na 2° semana, Além do Hall dos textos que já rolaram por aqui no "Lado Milla" em algum momento eu escrevi outras coisinhas...

BEDA#08: Você tem certeza de que seu pai é mesmo... Amo demais essa cronica. "Se seu pai consegue ser carinhoso, parceiro e aberto, e ao mesmo tempo atento e disciplinador, pode ser branco e você negro, pode ser peludo e você imberbe, pode ser engenheiro e você bailarino: é seu pai. “Nem precisa perguntar pra sua mãe.”.


BEDA#09: Musicas que eu ouço com o meu pai. Já escrevi aqui que o meu pai se orgulha muito das minhas "descobertas musicais" quando se trata das canções do Raul Seixas. Por esses dias, eu montei uma "playlist" com canções de diferentes gêneros musicais ( Rock Gaúcho, musica gauchesca e rock) para ouvirmos nos passeios de carro com a família

Beda#10: Aquele que eu escrevo mais sobre Bookstag... Há exatamente 2 meses (12-06-2020) eu criei o Expresso☕Literário. Um IG Literário ou “Bookstagram” que nada mais é que um instagram sobre livros. 













Beda #11: Se não fosse... Uma crônica relacionada a musica Capitão Gancho da 
Clarice Falcão. "... Se não fosse o meu cabelo vermelho e a minha caneta favorita sem carga no tinteiro e se ambas as tintas não desbotassem com o tempo inteiro, não seria eu.".

Encontrei o projeto 52 semanas bem bacana na Blogosfera que consiste em citar 5 respostas para cada uma das 52 perguntas abaixo, fazendo assim, um Top 5 por semana. Semana 20 - Fico de mau humor quando:


Beda#13: Resenha Coraline, Neil Gaiman Ultimamente eu tenho lido bastante né? Falando nisso, eu preciso escrever sobre as Leituras Coletivas que estou participando. No inicio do mês, eu comecei a ler Coraline do autor Neil Gaiman com a Leitura Coletiva dos Macabreiros que é a minha leitura preferida de 2020 e Medicina Macabra que irei comentar nos próximos posts.

📌 Na 3° semana, embora eu tenha "Flopado" no BEDA eu continuei escrevendo e falando sobre Livros e Fotografias.


BEDA #17 Resenha: [Manual Prático de Bons Modos em... Nesse final de semana, eu terminei de ler o livro [Manual Prático de Bons Modos em Livrarias], É um livro de crônicas do mundo da literatura e das livrarias. A narrativa é fácil e divertida, abordando o dia a dia de uma pessoa que se dedica a vender livros em uma livraria grande!

Semana 21: Meus piores defeitos: Encontrei o projeto 52 semanas bem bacana na Blogosfera que consiste em citar 5 respostas para cada uma das 52 perguntas abaixo, fazendo assim, um Top 5 por semana. É o projeto mais longo que eu já participei... Mas, parece ser divertido !!! Pretendo responder ao projeto todas as Quartas-Feiras. 

Beda#20: TAG: Apaixonada por Fotografia Vira e mexe vejo essa tag em canais no YouTube, e não sei porque ainda não tinha respondido aqui no blog. Não consegui descobrir quem criou a lista de perguntas, então se alguém souber, me avisa nos comentários pra eu dar os créditos? Sem mais delongas, vamos às minhas 14 respostas?

Defenda os livros! A mais nefasta das propostas agora vem de Bolsonaro e Paulo Guedes numa pretensa reforma tributária que pretende taxar os livros. Definitivamente essa gente quer um povo cada vez mais ignorante. É preciso nos levantarmos contra isso. Use direto a #DefendaoLivro e movimente-se contra este absurdo. Neste post selecionamos 10 razões para defender os livros contra essa injusta taxação [Aproveite e assine a petição em favor dos livros].

SEMANA 22- Na minha geladeira tem que ter: Encontrei o projeto 52 semanas bem bacana na Blogosfera que consiste em citar 5 respostas para cada uma das 52 perguntas abaixo, fazendo assim, um Top 5 por semana. É o projeto mais longo que eu já participei... Mas, parece ser divertido !!! Pretendo responder ao projeto todas as Quartas-Feiras.

Carimbo para organizar os livros! Há um tempinho... Eu vi uma foto na Blogosfera de um livro e nele tinha uma marcação de carimbo, como na foto. Achei interessante e mostrei a imagem para o meu grupo de amigos no Whatzzapp e surgiram muitas dúvidas. Então, eu resolvi fazer um post dando esta dica para quem, assim como eu, ama ler e tem bastante livro!



Essa dica de Biblioteoteconômia é bastante útil para quem tem muitos livros, para quem é bem cabeça de vento -Será que eu ja li esse livro?- e tem o costume de esquecer as coisas nos lugares ou para quem não é ciumento e costuma empresta-los - que NÂO é o meu caso.

Resenha: Medicina Macabra - Thomas Morris Nesse final do mês de agosto, nós terminamos de ler Medicina Macabra do Thomas Morris do novo selo da DarkSide® Books o Macabra Filmes, promovendo filmes e seus criadores, apresentando com curadoria e critério os novos nomes do cinema de terror nacional e internacional. Nós terminamos de ler o livro Medicina Macabra. Sim! Nós lemos através de uma Leitura Coletiva que foi orgazinado por Lucas e pela Luana e teve apoio da DarkSide books e o Macabra TV.


Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei comentando com vocês sobre o BEDA 

27 de agosto de 2020

Carimbo para organizar os livros!




Há um tempinho... Eu vi uma foto na Blogosfera de um livro e nele tinha uma marcação de carimbo, como na foto. Achei interessante e mostrei a imagem para o meu grupo de amigos no Whatzzapp e surgiram muitas dúvidas. Então, eu resolvi fazer um post dando esta dica para quem, assim como eu, ama ler e tem bastante livro!




Essa dica de Biblioteoteconômia é bastante útil para quem tem muitos livros, para quem é bem cabeça de vento -Será que eu ja li esse livro?- e tem o costume de esquecer as coisas nos lugares ou para quem não é ciumento e costuma empresta-los - que NÂO é o meu caso.

1º passo: Design

Confesso que, eu não tenho nenhum conhecimento em Design. Pensando em pessoas assim a empresa 360 imprimir tem mais de 2000 templates disponiveis na sua galeria de templates contém várias artes finais para que possa ter maior diversidade. Para escolher o seu design preferido e se desejar, pode solicitar alterações que são gratuítos.





Você pode colocar o que você quiser no carimbo! Eu por exemplo, coloquei "Esse livro pertence a estante da Milla com um espaço para colocar a data do inicio e o fim da leitura."


2° passo: impressão

Eu escolhi o Carimbo Automático 14 x 38 mm com Carcaça Econômica Ideal para quem procura um acabamento rápido e económico. Disponível em algumas medidas e em várias cores da carcaça: Preto, Vermelho, Azul, Verde e a qual eu escolhi o rosa. 


Eu não empresto os meus livros! Então, eu só uso para marcar território mesmo: o livro é meu! Hahaha Porém, se você costuma empresta-los o carimbo é importante pois, terá seu nome registrado caso você não lembre que emprestou, veja ele depois e lembre...



Eu paguei R$ 23,46 nele, O estilo do carimbo é Automático 14 x 38 mm, com o design grátis e o material é N/A com a cor da impressão em preto com a opção da carcaça econômica da cor rosa. Tem a opção de pedir revisão de um profissional para a sua encomenda paguei R$ 4,49 por esse serviço. O frete custou R$ 15,09 e no fim a minha conta na 360imprimir fechou em R$43,04.



Se você gostou da idéia de fazer um carimbo para organizar os seus livros vá até esse link: ttp://www.360imprimir.com.br/invite/1A87CAFEB121 e ganhe um descontinho na primeira compra. Me contem ai nos comentários se você já faz isso ou algo parecido, ou como você organiza seus livros! E não esqueçam de me contar o que acharam do post, okay? Vou adorar saber! Beijo!




ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):

26 de agosto de 2020

SEMANA 22- Na minha geladeira tem que ter:



Encontrei o projeto 52 semanas bem bacana na Blogosfera que consiste em citar 5 respostas para cada uma das 52 perguntas abaixo, fazendo assim, um Top 5 por semana. É o projeto mais longo que eu já participei... Mas, parece ser divertido !!! Pretendo responder ao projeto todas as Quartas-Feiras. 

Água


Doce

Coca-Cola

Frutas

Sorvete

 E na sua geladeira,
 o que não pode faltar?

22 de agosto de 2020

Defenda os livros!


Em 1993, eu cursava a 1° Série do ensino fundamental na escola particular Gente Inocente. A alfabeitização consistia em: Juntar as letras para formar silabas para assim escrever as primeiras palavras... Eu lembro com orgulho a 1° vez que eu fiz a minha primeira leitura em voz alta para uma turma de trinta alunos. A professora avaliava as nossas leituras dia sim e dia não. E dava bronca nos alunos que gaguejavam durante as leituras... Quando não colocava uma criança mais nova que lia mmelhor que o aluno da 1° série.

Na 6° série, em outra escola.... Nós, Tínhamos que escolher um livro para lermos para fazer fichamento que valeria 25% da nota. As aulas de leitura na biblioteca eram as minhas preferidas. Nessa época, Eu li a série completa Os Karas do Pedro Bandeira. Nessa mesma época, eu li Balança Coração do Walcyr Carrasco... Eu lembro que esse livro era disputadissimo entre as meninas da minha sala era a primeira vez que eu estava lendo um romance. E até assuntos mais sérios, como o livro Depois daquela viagem, Diário de bordo de uma jovem que aprendeu a viver com AIDS. No tom coloquial próprio dos jovens, Valéria Polizzi relata com bom humor e descontração as farras com a turma de amigos, a dúvida entre "ficar" ou namorar, o despertar da sexualidade, a angústia diante do vestibular e muitas coisas que atormentam qualquer adolescente.

Desde então, aquela garotinha de 7 anos juntamente com a adolescencente de 16 anos que criou o hábito de ler na biblioteca da escola... Visita  regularmente  as livrarias da cidade  afim de adiquirir "milhares de histórias..." ou "milhares de outros mundos para serem explorados" que contém um livro. 

...


Não são poucas as ações do Governo Bolsonaro contra a cultura, contra a educação e contra o pensamento livre. 

A mais nefasta das propostas agora vem de Bolsonaro e Paulo Guedes numa pretensa reforma tributária que pretende taxar os livros. Definitivamente essa gente quer um povo cada vez mais ignorante. É preciso nos levantarmos contra isso. Use direto a #DefendaoLivro e movimente-se contra este absurdo. Neste post selecionamos 10 razões para defender os livros contra essa injusta taxação [Aproveite e assine a petição em favor dos livros]:

10 RAZÕES PARA DEFENDER OS LIVROS CONTRA A TRIBUTAÇÃO



1 - Livros não são de elite: Para justificar a estapafúrdia, Guedes, o destruidor da nação social, disse que dá pra taxar porque livros são de elite. Coisa de elite é jatinho, é iate, são as grandes fortunas que eles nem cogitam cobrar impostos. Livros, contem pro Paulo Guedes, é coisa de gente que quer conhecer, que quer aprender, quer compreender o mundo, seja rico ou não. O pensamento nefasto de um pária desses só é possível porque tornar o livro apenas para as elites (tipo Admirável Mundo Novo), distanciando-o do popular é o sonho dourado de quem deseja uma massa alienada e manipulada;


2 - Direito à literatura: Qualquer nação que se deseje progredir possui políticas bastante claras de apoio e difusão do livro. Até mesmo o nacionalista José de Alencar tinha consciência da importância da literatura para um país. Essa gente que por ora estar no poder, nem se propor em trazer suas visões, pretendem sempre implodir todo e qualquer traço civilizatório. A literatura um desses traços. Como bem nos disse Antonio Candido, a literatura é um direito fundamental tal como a alimentação e a saúde. Temos é que construir políticas de difusão do livro, não seu sepultamento;

3 - Impacto no setor público e na educação: Com ares de um sociopata que quer ver o país implodir esse governo avança em diferentes frentes numa guerra cujo objetivo é bem óbvio destruir setores. Como essa gente nada entende de educação ou cultura, parecem desconhecer os impactos que a taxação terá no próprio setor público, já tão carente de bibliotecas e livros. Com o aumento estimado de 20% no preço dos livros, prefeituras, governo de estados, o próprio Governo Federal sofrerão o impacto, que será pior na ponta, pois isso representará menos livros chegando ao acesso da população;


4 - Abandono do setor editorial e quebradeira: Quando é pra ajudar empresas de aviação, tudo bem. Quando é pra meter a mão no bolso do povo para auxiliar que os doutos do capitalismo, sim,os banqueiros como Guedes, tranquilo. Quando é pra perdoar dívida de ruralistas mega-fazendeiros, tudo joia. Ajudam fábrica de carro, de geladeira... Mas os livros, necas. O mercado editorial enfrenta talvez a maior crise de sua história, e o governo além de sequer estender a mão, parece ter encontrado uma forma de dar um último golpe no setor. A tributação quebrará muitas, muitas empresas;



5 - Desemprego: Como pode um governo atirar as pessoas à morte porque a economia não pode parar, porque o desemprego vai aumentar enquanto apresenta uma proposta dessas com o potencial de desempregar muita gente. Quando um livro chega até o leitor, passou por uma cadeia imensa de profissionais cujos empregos sustentam suas famílias. Dos profissionais de serviços, como diagramação, revisão, capa, ao trabalho intelectual de seus autores. Os vendedores, as livrarias, o e-commerce, os editores... Uma quebradeira no mercado editorial pode causar milhares de desempregos;


6 - Toda nação precisa de sua literatura: Vocês já viram qualquer nação que se diga séria o com ambições de realmente ser uma nação, abdicar de sua literatura? Todos sabem o quão sempre foi difícil termos uma literatura brasileira, termos autores escrevendo (porque sim, autores também pagam boletos), agora Guedes e Bolsonaro querem uma nação sem literatura. No trajeto histórico da humanidade alguns outros líderes se mostraram assim tão contrariados com a literatura e com os literatos, Stálin, Hitler...

7 - Grandes fortunas não são taxadas: Tributar os livros, o povo, os alimentos, tudo isso é uma grande sacanagem num país que não tributa seus milionários e bilionários. Não se pode pensar em taxar livros enquanto meia dúzia movimenta milhões sob a proteção "do leão";


8 - O livro ficará mais caro: Entidades e órgãos do setor há muito debatem questões relativas ao preço do livro, que mesmo sem tributação, é um tanto alto no país e que muitas vezes afasta leitores. Estudos apontam que a taxação fará o preço do livro subir pelo menos 20%. Isso é inviabilizar a leitura no país;

9 - Morte da ficção: Dê uma olhada nas listas de mais vendidos. Está cada vez mais assustador. Toda pessoa minimamente inteligente conhece as diferentes vantagens e relações e importância da ficção para nós, humanos. No Brasil se falar de livros já é assustador, quando falamos de ficção, então, um horror. Com o livro caro e essas políticas de afugentar os leitores, Guedes e Bolsonaro podem assassinar a ficção nacional (a quem interessa que o povo tenha acesso apenas a produções pobres e enlatadas?);

10 - O apocalipse das médias, pequenas e independentes: Gigantes do setor já manifestaram o drama que representará a taxação e falam dos possíveis problemas. Pense, então, como isso atacará as pequenas e médias editoras? E os autores independentes, então? Terão de fugir do rápa por venderem livros de poesia? Se a taxação já é ruim para grandes editores, nos menores pode ser um apocalipse.





ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):

19 de agosto de 2020

Semana 21: Meus piores defeitos.



Encontrei o projeto 52 semanas bem bacana na Blogosfera que consiste em citar 5 respostas para cada uma das 52 perguntas abaixo, fazendo assim, um Top 5 por semana. É o projeto mais longo que eu já participei... Mas, parece ser divertido !!! Pretendo responder ao projeto todas as Quartas-Feiras. 

1. Não saber dizer não

Eu não sei dizer não! E quando eu digo "não" parece que fico em falta com as pessoas... e sempre acabo me metendo em confusão por isso.

2. Antissocial

Já fui muito "social" apesar da minha dificuldade de dar "Oi"e cumprimentar mas, ultimamente criei um asco de alguns tipos de pessoas que até o contato físico está difícil de lidar.

3. Mal-humorada

Meu humor muda com uma frequência impressionante. Não sou uma pessoa "rabugenta" rio de piadas idiotas e me divirto com muito pouco. Meu senso de humor só será afetado pela famosa TPM de todos os meses... Quando as pessoas são extremamente grosseiras costumo ficar com péssimo humor.

4. Teimosa

Sou teimosa, a ponto de não discutir com as pessoas que pensam ao contrário... Se eu estiver certa/errada ninguém precisa (nem quero...) que gastem saliva tentando provar o contrário.

5. Ansiedade

o primeiro é o que mais me afeta, embora seja de fases, em algumas épocas estou muito ansiosa com tudo e outra nem tanto…




ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):

12 de agosto de 2020

Semana 20 - Fico de mau humor quando:



Encontrei o projeto 52 semanas bem bacana na Blogosfera que consiste em citar 5 respostas para cada uma das 52 perguntas abaixo, fazendo assim, um Top 5 por semana. É o projeto mais longo que eu já participei... Mas, parece ser divertido !!! Pretendo responder ao projeto todas as Quartas-Feiras. 

  1. Sou acordada 
  2. Pessoas grosseiras 
  3. Quando fico com fome 
  4. Pessoas invasivas 
  5. Quando estou com sono 










ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também 

5 de agosto de 2020

Semana 19: Meus seriados preferidos



Encontrei o projeto 52 semanas bem bacana na Blogosfera que consiste em citar 5 respostas para cada uma das 52 perguntas abaixo, fazendo assim, um Top 5 por semana. É o projeto mais longo que eu já participei... Mas, parece ser divertido !!! Pretendo responder ao projeto todas as Quartas-Feiras. 

Já fui uma pessoa bastante "desligada" quando se tratava de séries... Quando eu pensei pela primeira vez na possibilidade de assinar Netflix era para ver filmes e tal...

GILMORE GIRLS


Foi a primeira série que assisti na vida! E foi a primeira série que fiz maratona na Netflix . Lembro que foram meses intensos...

  


Gilmore Girls (Gilmore Girls: Tal Mãe, Tal Filha como conhecida em português) é um série de comédia/drama do canal americanoThe WB criada por Amy Sherman-Palladino e estrelada por Lauren Graham e Alexis Bledel, exibida no Brasil pelo canal Warner Channel na TV paga. A série estreou no The WB em 5 de outubro de 2000 e terminou em 15 de Maio de 2007 na sua sétima temporada no canal The CW. A série conta a história do cotidiano da mãe solteira Lorelai Victoria Gilmore (Lauren Graham) e sua filha Lorelai "Rory" Leigh Gilmore (Alexis Bledel) que vivem no pequeno povoado fictício de Stars Hollow, em Connecticut, pequena cidade com personagens bem peculiares e localizada cerca de trinta minutos de Hartford. A série explora diversos assuntos como família, amizades, conflitos geracionais e classes sociais.

OC- UM ESTRANHO NO PARAISO




Logo em seguida eu comecei a assistir a série OC - Um estranho no paraíso um pouco mais devagar... Porém, curtindo a série que relata a história de um grupo de adolescentes e das suas famílias que vivem em Newport Beach, do Condado Orange (Orange County, daí o O.C.), localizado na Califórnia. É uma série que tenta aliar comédia e drama com uma trilha sonora juvenil, sem ter nomes sonantes da música comercial mas sendo, ao mesmo tempo, muito atual. 

GOSSIP GIRLS





O seriado Gossip Girls é baseada na série literária homônima da escritora Cecily von Ziegesar, não representa originalidade bruta, mas representa originalidade derivada. Apoiando-se numa premissa básica de organização social. O autor Josh Schwartz e Stephanie Savage (dos mesmos criadores de OC- um estranho no paraíso), continuam apostando alto para marcar o seu nome história como ícone pop e como referência cultural. 

How I Met Your Mother



É um seriado de comédia com sintuações da vida real. Esse foi um dos motivos do HIMYM ser a minha série de comédia preferida! No decorrer dos episódios aprendemos muito com os conselhos do Ted do futuro, a relação do Marshall e da Lily (como não amar?), As situações Legendárias que o Barney passava com os amigos e até o beijo de Barney e Robin me fez torcer até o final para que o casal enfim se acertasse.


O How I Met Your Mother é cheio de lições sobre a vida e passa a mensagem de que não importa quanto tempo demore -- nove temporadas é muita coisa --, o amor da sua vida vai chegar um dia.

FRIENDS


Eu devia ter uns 15 anos quando ouvi falar de Friends pela primeira vez. A minha amiga Elisa tinha um "site-pessoal" que escrevia sobre o seriado Friends e as suas músicas e imagens favoritas... Nessa mesma época, meus pais fizeram uma assinatura da TV acabo, fiquei feliz com a possibilidade de assistir alguns episódios desse seriado na TV. Conheci outras séries nessa época (Gilmore GirlsFull House...) e cheguei assistir alguns episódios e as maratonas do canal Wharner Channel. Quando eu finalmente assinei a Netflix, eu comecei a assistir as séries antigas dos anos 90 até o ano 2000 driblando com as minhas dificuldades indisciplina & ansiedade em assistir séries. 

Na minha primeira pesquisa no catálogo de séries/filmes da Netflix eu encontrei o seriado Friends. Lembro-me, que na época eu fiquei bastante entusiasmada e um pouco nostálgica de ver alguns episódios desse seriado. Porém, eu não consegui passar nem da metade do episódio piloto. Na minha memória afetiva, eu acabei não lembrando da"risada de fundo"e isso incomodou bastante para continuar assistido essa série. 
Na semana passada, ao verificar pela milésima vez o catalogo de séries e filmes da Netflix. A capa do seriado Friends praticamente "pulou" na tela do Notebook.. Então, eu percebi que não poderia mais ignorar e nem dar desculpas esfarrapadas para não assistir esse seriado. À partir do momento que eu comecei assistir os primeiros episódios, eu sabia que não ia mais dar para parar. Passei o final de semana inteiro no meu quarto entre a cama e o sofá assistindo Friends.


Quando eu assisti os primeiros quinze episódios da 1° temporada de Friends. Eu tive aquela estranha sensação Por Que eu não vi essa série antes? Claro, Gilmore Girls vai continuar sendo a série da minha vida e O.C e Gossip Girl vai ser sempre as primeiras séries que fiz maratona na Netflix... Ano passado, quando eu estava assistindo os episódios da série How I Met Your Mother eu evitei entrar nos grupinhos de discussão comparando-o com Friends por acreditar que não existe comparação com seriados de épocas tão diferentes



ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também:

© Lado Milla
Maira Gall