29 de setembro de 2020

Resenha: Bom dia, Verônica. Autores:Ilana Casoy e Raphael Montes


Livro:Bom dia, Verônica
Autores:Ilana Casoy e Raphael Montes
Editora: Darkside
Página: 256
Avaliação: ☕☕☕☕☕😏


“Era o primeiro dia do fim da minha vida. Claro que eu não sabia disso quando abri os olhos pela manhã e vi que estava atrasada.”⁣

Hoje, eu terminei de ler Bom dia, Verônica.  Um alucinante thriller policial NACIONAL!

O livro faz parte da linha Crime Scene da editora DarkSide® Books. O estranho mundo dos psicopatas, pervertidos e assassinos seriais sempre despertou o medo e a curiosidade mórbida em muitos de nós. A criou a linha Crime Scene para garantir o relato fiel dos serial killers mais cruéis do Brasil, e contou a ajuda da maior especialista brasileira no assunto: Ilana Casoy.


"Depois de alguns anos encostada num cargo de secretária na Polícia Civil do Estado de São Paulo, você começa a aprender as vantagens de ser invisível." 

A protagonista Verônica Torres é escrivã na Delegacia de Homicídios de São Paulo. Após presenciar um suicídio, ela decide investigar por conta própria dois casos esquecidos envolvendo mulheres agredidas.

"Vai por mim: não é fácil ser uma mulher de 38 anos e viver acima do peso. Não bastasse, segunda-feira costuma ser pior, é quando bate a culpa por ter perdido a linha no fim de semana." 
A Ilana Casoy é criminologia e escritora. Dedicou-se a estudar perfis psicológicos de criminosos, especialmente de serial killers. Ela foi a primeira autora nacional da DarkSide® Books, madrinha da linha Crime Scene, e publicou Arquivos Serial Killers: Made in Brazil, Arquivos Serial Killers: Louco ou Cruel?, Casos de Família (que reúne A Prova é a Testemunha, relato inédito do Caso Nardoni, e O Quinto Mandamento, sobre o assassinato do casal Richthofen). Colaborou na série escrita por Gloria Perez e dirigida por Mauro Mendonça Filho, Dupla Identidade (2014), exibida pela Rede Globo. Bom Dia, Verônica foi lançado originalmente em 2016 em parceria com Raphael Montes sob o pseudônimo de Andrea Killmore, e é sua primeira publicação de ficção pela DarkSide® Books.

Raphael Montes é autor de Bom Dia, Verônica; A Mulher no Escuro; Dias Perfeitos; Suicidas; Jantar Secreto e O Vilarejo. Seus livros têm sido publicados na França, República Tcheca, Espanha e Polônia. Bom Dia, Verônica foi lançado originalmente em 2016 em parceria com Ilana Casoy sob o pseudônimo de Andrea Killmore, e é sua primeira publicação pela DarkSide® Books.

A rotina da escrivã de polícia Verônica Torres era pacata, burocrática e repleta de sonhos interrompidos até aquela manhã. Um abismo se abre diante de seus pés de uma hora para outra quando, na mesma semana, ela presencia um suicídio inesperado e recebe a ligação anônima de uma mulher clamando por sua vida. Verônica sente um verdadeiro calafrio, mas abraça a oportunidade de mostrar suas habilidades investigativas e decide mergulhar sozinha nos dois casos. Um turbilhão de acontecimentos inesperados é desencadeado e a levam a um encontro com lado mais sombrio do coração humano.

"Brandão tem esse talento: tudo em que ele encosta apodrece. Janete mal pode ouvir os primeiros acordes que sente náuseas, tem vontade de chorar. Faz as contas de quantos minutos ainda faltam para o plantão do marido. Poucos, faltam poucos. Logo, a noite será só dela. Mas Janete precisa ser forte." 

É um suspense eletrizante! A leitura é pura intensidade em cada capitulo ou como dizíamos na L.C: é um "Eita atrás de Eita". Todos os personagens tem uma personalidade um tanto quanto sádicos...


“O ser humano é podre e egoísta, prefere o problema que já conhece a enfrentar o desconhecido com honra.”⁣


Os capítulos são divididos mostrando dois olhares distintos: da Verônica Torres e sua rotina pacata e da Janete uma mulher submissa vitima de violência doméstica e casada com Mourão um policial violento. O assunto violência doméstica e os crimes virtuais envolvendo mulheres são tratadas de uma maneira um tanto quanto irresponsável e  nocivo  ao sofrimento alheio.

A analogia de uma sociedade como aquele passarinho que é trancado em uma caixa no escuro para cantar da mesma forma como os outros pássaros demonstra a construção de uma sociedade... Nos transformando em seres humanos com comportamentos tão dialéticos em uma sociedade sádica que espera de nós um comportamento padrão.

"Bom Dia, Verônica", o livro de Ilana Casoy e Raphael Montes, vai virar série no dia 1º de outubro. Na história, Tainá Muller é Verônica, uma policial determinada e decidida a usar toda sua habilidade investigativa para mergulhar em dois casos intrigantes e ajudar as vítimas a despertar contra a violência e a injustiça....


Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):

Nenhum comentário

Postar um comentário

➤ Todos os comentários são moderados.
➤ Comentários rasos e sem sentido não serão aceitos: Nem respondidos e muito menos retribuídos.
➤ Se você NÃO leu o post ou o assunto NÃO te interessa, NÃO COMENTA!
➤ A você que leu o post e vai fazer um comentário pertinente ao assunto, meu muito obrigada.
O mais breve possível passarei em seu blog para retribuir o carinho.

© Lado Milla
Maira Gall