17 de setembro de 2020

Resenha: Por Lugares Incríveis, Jennifer Niven


livro Por Lugares Incríveis 
Autora Jennifer Niven
Editora: Seguinte
Avaliação: ☕☕☕💦

Ontem, eu terminei de ler o livro Por Lugares Incríveis da autora Jennifer Niven. A narração do livro é dividida em dois ponto de vistas diferentes de um garoto que sofre como Transtorno de Bipolaridade. E uma garota que está vivenciando o luto da imã mais velha de uma maneira um tanto que peculiar. Os personagens importantes da história são Violet Markey e Theodore Finch eles se encontram quando Violet Markey está em cima da ponte pensando em tirar a sua própria vida.

Esse livro contém gatilhos pois fala sobre: bullying, transtornos mentais e sofrimentos psicológicos e suicídio na juventude. 

Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, a garota se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família. 



Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los. 

"Aprendi que existem coisas boas no mundo, se você procurar por elas. Aprendi que nem todo mundo é uma decepção, incluindo eu mesmo, e que um salto a 383 metros de altura pode parecer mais alto que uma torre do sino se você estiver ao lado da pessoa certa"
JENNIFER NIVEN foi criada em Indiana, mas hoje mora com o marido e muitos gatos em Los Angeles, seu lugar preferido para andanças. É autora de Por lugares incríveis (2015) e Juntando os pedaços (2016), ambos best-sellers do New York Times. Também escreveu quatro romances para adultos, três livros de não ficção e, em parceria com Liz Hannah, o roteiro do filme de Por lugares incríveis, lançado em 2020 pela Netflix. 



Você merece coisa melhor. Não posso prometer que vou estar por perto, não porque eu não queira. É difícil explicar. Sou problemático. Estou despedaçado, e ninguém pode me consertar. Eu tentei. Ainda estou tentando. Não posso amar ninguém porque não é justo com quem me amar de volta. Nunca vou machucá-la, não como quero machucar Roamer, mas não posso prometer que não vou desmanchá-la, pedacinho por pedacinho, até você ficar em mil caquinhos, como eu. Você tem que saber no que está se metendo antes de se envolver.

Esse livro chegou em minhas mãos em uma dessas voltinhas despretensiosas na livraria em 2016... Ontem, quando eu finalmente terminei de ler esse livro percebi que "Esse livro me destruiu por dentro...". Mas, esse é o ponto, quantas vezes precisamos ser destruídos para construirmos uma nova versão de nós mesmos? 

"Não é culpa sua. E ficar pedindo desculpa é perda de tempo. Você tem que viver sem arrependimentos. É mais fácil fazer a coisa certa desde o início pra que não tenha que pedir desculpas depois."

Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, a garota se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e chamado de "aberração" por onde passa. Para piorar, é obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família. 


O livro Por Lugares Incríveis da autora Jennifer Niven é um romance que foi escrito para a faixa etária Infanto Juvenil de uma maneira inteligente e bastante didática. Nessa faixa etária, o adulto é um papel de referência na vida desse jovem adolescente e nos livros YA os adultos são sempre descritos como irresponsáveis, pais negligentes, violentos... 
Mas não sou um conjunto de sintomas. Não sou uma vítima de pais horríveis e de uma composição química mais horrível ainda. Não sou um problema. Não sou um diagnóstico. Não sou uma doença. Não sou uma coisa que precisa ser salva. Sou uma pessoa.
Porém, o que me incomodou bastante foi o Conselheiro Escolar (embrião) ser descrito de uma maneira irresponsável tratando a saúde mental de um jovem Theodore Finch como uma conversa sem empatia e sem saber lidar com adolescentes. Eu fiquei lembrando dos meus estágios em Psicologia Escolar e o quanto é necessário um profissional qualificado em um ambiente escolar. Durante toda a narrativa observamos o Theodore Finch querendo "salvar" Violet Markey da sua até então " figura de referência" que era a sua irmã mais velha. Mesmo com todo o seu sofrimento ele fez Violet Markey viver momentos incríveis. Apesar de todos os pontos positivos e negativos eu achei uma leitura emocionalmente Boa.



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também:

Nenhum comentário

Postar um comentário

➤ Todos os comentários são moderados.
➤ Comentários rasos e sem sentido não serão aceitos: Nem respondidos e muito menos retribuídos.
➤ Se você NÃO leu o post ou o assunto NÃO te interessa, NÃO COMENTA!
➤ A você que leu o post e vai fazer um comentário pertinente ao assunto, meu muito obrigada.
O mais breve possível passarei em seu blog para retribuir o carinho.

© Lado Milla
Maira Gall