5 de abril de 2021

Canção de Segunda: Deus me proteja - Chico Cezar



Chico César
nasceu no município de Catolé do Rocha, interior da Paraíba, e aos dezesseis anos mudou-se para João Pessoa. Formou-se em jornalismo pela Universidade Federal da Paraíba. Na época da universidade, entrou para o grupo Jaguaribe Carne, onde fazia poesia de vanguarda.

Pouco depois, aos 21, mudou-se para São Paulo. Trabalhando como jornalista e revisor de textos da Editora Abril, treinou violão. Em 1991, foi convidado para fazer uma turnê pela Alemanha, e o sucesso o animou a deixar o jornalismo para dedicar-se somente à música. Formou a banda Cuscuz Clã e passou a apresentar-se na casa noturna paulistana Blen Blen Club. Em 1995 lançou seu primeiro disco Aos Vivos e seu primeiro livro Cantáteis, cantos elegíacos de amizade (ed. Garamond).

Tornou-se nacional e internacionalmente conhecido em 1996 pela canção "Mama África".O videoclipe da música ganhou o prêmio de "Melhor Videoclipe de MPB" no MTV Video Music Brasil (VMB) de 1997 e é considerado um dos marcos da MTV Brasil. Em 2007 participou do filme Paraíba, Meu Amor, do cineasta suíço Jean Robert-Charrue, cuja música tema é de sua autoria.





Deus me proteja de mim e da maldade de gente boa.
Da bondade da pessoa ruim
Deus me governe e guarde ilumine e zele assim


Deus me proteja de mim e da maldade de gente boa.
Da bondade da pessoa ruim
Deus me governe e guarde ilumine e zele assim


Caminho se conhece andando
Então vez em quando é bom se perder
Perdido fica perguntando
Vai só procurando
E acha sem saber
Perigo é se encontrar perdido
Deixar sem ter sido
Não olhar, não ver
Bom mesmo é ter sexto sentido
Sair distraído espalhar bem-querer




Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 

8 de março de 2021

São as águas de Março cobrindo o verão...

Nos ultimos dias do mês, aproveitanndo o meu aniversário (no dia 22) aproveitamos fazer uma pequena viagem para a cidade vizinha em Itapema/SC . Sim! ainda estamos em pandemia do COVID19 e tomamos os devidos cuidados... Sem aglomeração, fomos somente eu, minha mãe meu pai e o Fernandão o pinsher.


O Fernandão, o pinscher, já é considerado um "cãzinho viajante" e uma visita bastante educada na casa dos parentes... Soubemos as suas novas peculiaridades nessa ultima viagem: Por exemplo, ele seria um ótimo cãozinho de apartamento se ele morasse na cobertura de frente para o mar que ele adora se banhar (só quando o mar é calminho...).


Em março, irá completar 1 ano de pandemia do COVID19. Estamos em quarentena em casa desde então... Saindo somente quando necessário e surtando sempre que possivel... Tanto eu quanto a minha familia precisavamos dessa "mudança de ares...". Voltamos para casa mais revigorados para voltar para casa com a saúde mental mais equlibrada e calma.

Ganhei um  Kindle 10ª geração de aniversário! Eu sou team papel e lombada. Eu gosto do cheiro de livro novo, gosto do amarelado de livro velho... Porém, a minha primeira experiência com a leitura pelo Kindle foi muito similar ao do livro, ele é ótimo que não dá aquela dorzinha de cabeça por estar forçando a visão... Comecei a ler de noite/madugada na época da faculdade e continuo seguindo o hábito desde os dias de hoje. 


O QUE EU LI ESTE MÊS



Título: Passarinha
Título original: Mockingbird
Autora: Kathryn Erskine
Editora: Valentina
Ano: 2013
Páginas: 224
avaliação: 
☕☕☕☕☕



Sinopse: No mundo de Caitlin, tudo é preto e branco. Qualquer coisa entre um e outro dá uma baita sensação de recreio no estômago e a obriga a fazer bicho de pelúcia. É isso que seu irmão, Devon, sempre tentou explicar às pessoas. Mas agora, depois do dia em que a vida desmoronou, seu pai, devastado, chora muito sem saber ao certo como lidar com isso. Ela quer ajudar o pai – a si mesma e todos a sua volta –, mas, sendo uma menina de dez anos de idade, autista, portadora da Síndrome de Asperger, ela não sabe como captar o sentido. Resenha



Livro: Tipo uma história de amor (Like A Love Story)
Autor: Abdi Nazemian
Numero de páginas 352
Categoria:Ficção
Editora: Harper Collins
Avaliação: ☕☕☕☕☕



Sinopse: Reza, que sabe há muito tempo que é gay... Então, o rapaz decide esconder sua verdade para se proteger das possíveis críticas da sua cultura e da sua mãe. Judy, uma aspirante a estilista que adora criar e usar roupas coloridas. O maior ídolo dela é seu tio Stephen, um homem gay e soropositivo, que perdeu o parceiro para a AIDS e que usa seu ativismo para trazer atenção à doença. e Art é o único garoto assumidamente gay da escola. Ele adora a Madonna, fotografa os protestos da comunidade e participa com orgulho do movimento gay. Quando eu tomei conhecimento do livro Tipo uma história de amor eu já percebi nas indicações da leitura que não era somente um livro Lgbtqia+ e sim um livro que fala de amor de diferentes formas. O amor é sagrado! Quando eu li esse trecho eu chorei litros... Resenha



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 

3 de março de 2021

Novela: A Vida da Gente "tudo é aleatório, incerto, inconstante...".

“És um senhor tão bonito 
Quanto a cara do meu filho.
Tempo, tempo, tempo, tempo..."

Sinceramente, eu não lembro praticamente nada do que aconteceu em 2011... Lembro de algumas aulas da graduação em Psicologia e no quanto a minha turma estava ansiosa para começar os estágios obrigatórios da faculdade. A minha grade de matérias de graduação nunca foi organizada. Mas, naquele ano tava TENSO. Só consegui fazer estágio dois anos depois...

Estágio em Psicologia Escolar

Fora isso, "tudo é aleatório, incerto, inconstante..." SQN! Naquela época, eu lembro que chegava em casa sedenta de um pouco de "cultura inútil" depois de ficar praticamente um dia inteirinho lendo o mesmo capitulo sem entender nada dos textos de Psicanálise... Quando eu chegava em casa, eu prereparava uma caneca de café quentinho e ligava a TV e sentava no sofá da sala para assistir a novela A Vida da Gente.  

Escrita por Licia Manzo. A trama protagonizada por Fernanda Vasconcellos, Marjorie Estiano e Rafael Cardoso contava a história de duas irmãs unidas que se apaixonam pelo meio-irmão de ambas, o que acaba colocando a relação delas em risco, além de outros dilemas familiares que vão afetá-las.

Assistir essa novela em 2021 (ainda em ano pândemico) é um quentinho no coração em tempos tão complicados... Esperem por mais textos falando sobre as temáticas que envolvem a novela estilo Resumo da Semana cheio de opiniões e desvaneios não solicitados. 


As músicas  que fazem parte da trilha sonora da novela fizeram também parte do CD lançado pela Som Livre. As musicas que fazem parte da trilha sonora são maravilhosas! Enfim, achei no Youtube essas  musicas e estou viciada nessa setlist novamente.



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 

13 de fevereiro de 2021

Meu primeiro Kindle!

Ontem, chegou o meu Kindle 10° geração. Ano passado, no inicio da pandemia e isolamento social eu virei uma leitora voraz e pensei na possibilidade de comprar um kindle... Eu não tinha nenhuma experiência com leitor digital. A não ser, os textos da faculdade de Psicologia em PDF. que eram colocados no sistema acadêmico.



Se você não conhece o Kindle, ele é um dispositivo para leitura de documentos (livros, revistas e HQs), que é leve, compacto e pode facilitar a leitura noturna e em viagens. O kindle também possui um aplicativo que você pode baixar em celular android/ios, tablet para ler os livros que comprou no site da Amazon.

Existem 3 modelos de Kindle atualmente:


Novo Kindle 10ª geração: Ele é o modelo básico e possui uma tela de 6 polegadas e resolução de 167 ppi. Possui luz embutida, 4 leds e 4GB de armazenamento interno (esse valor é usado uma parte no próprio sistema do Kindle, mas eu não vi isso como uma desvantagem muito grande já que o espaço é suficiente para cerca de 1.100 livros na memória).

Kindle Paperwhite: Esse modelo possui 5 leds e uma tela de 300 ppi. É á prova d'água, tem armazenado de 8 ou 32 GB. Por ter uma resolução melhor do que a versão básica serve para ler HQ's melhor e outros tipos de leitura no geral.

Kindle Oasis: Essa versão tem 7 polegadas e 25 leds, possui ajuste de temperatura da luz e sensor de luz adaptável. A resolução da tela é de 330 ppi, memória de 32 GB e é á prova d'água. O que difere, além dos leds, do Paperwhite é que o Oasis possui botões físicos.

Como foi o meu primeiro Kindle, eu escolhi a versão básica que já vem com a luz embutida (os anteriores não tinham) e acho que foi a melhor decisão que tomei. Eu tentei comprar na Black Friday de 2020... Porém, o meu cartão de crédito estava zoado. No meu aniversário desse ano, minha mãe resolveu me presentear com $$$ para comprar o Kindle.


O kindle custou R$ 331,55 + R$ 89,90 da capa vermelha do próprio kindle com o frete grátis. Comprei numa quarta-feira e na sexta a tarde ele já estava aqui. Veio tudo bem embalado e veio o aparelho e um cabo USB para carregar.

Minha Experiência


Logo ao desembalar o Kindle, já aparece os primeiros passos para você configurar o aparelho e é tudo fácil e fiz sem maiores problemas. Chegou com cerca de 50% da bateria e essa carga durou bastante tempo ainda.

Você pode adicionar os livros no Kindle por cabo USB, enviando por e-mail (você precisa logar no site da Amazon para ver qual é o e-mail do seu kindle e permitir os endereços de e-mails que podem te mandar livros) ou baixar pelo site da Amazon os livros que quer comprar ou do catálogo do Kindle unlimited. Os livros enviados por e-mail que não são do formato .mobi podem ser convertidos com você anexando os documentos certinhos no e-mail e no campo assunto você coloca ‘convert’ (mas lembre-se: a diagramação pode mudar).


Eu sou team papel e lombada. Eu gosto do cheiro de livro novo, gosto do amarelado de livro velho... Porém, a minha primeira experiência com a leitura pelo Kindle foi muito similar ao do livro, ele é ótimo que não dá aquela dorzinha de cabeça por estar forçando a visão.

Durante a leitura dá para ver o progresso em porcentagem da leitura, quanto tempo resta de leitura, marcar partes favoritas, dicionário. No final da leitura, aparece uma faixa sinalizando que o livro foi lido. Gente, a passagem de página funciona com um toque lateral e é bem fluído e eu amei, pois quando lia pelo celular tinha que meio que arrastar e era chato de fazer.


Eu ainda estou me adaptando com a leitura no Kindle. Eu acabei adquirido o hábito de ler de noite/madrugada na época da faculdade e pela casa estar silenciosa eu consigo me concentrar melhor. O Kindle 10° geração, possui luz embutida e por isso não cansa os olhos da pessoa que vos escreve. O preço pode parecer caro se for todo de uma vez, mas tem a opção de parcelar e se você colocar na ponta da caneta a quantidade de livros que compra por um determinado período de tempo chega no valor do Kindle, assim, você poderá ler e comprar o livro físico só daqueles que gostou muito. Outro ponto positivo é que você pode ler na luz do sol sem problema também.

Para quem está na dúvida se compra ou não um Kindle, minha dica é: compre. Você só saberá se vai se adaptar ou gostar realmente depois de experimentar. Minha experiência até então está sendo ótima e o aparelho dura anos.



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 

9 de fevereiro de 2021

Cinco curiosidades de “Todas as Mulheres do Mundo”.


A série Todas as Mulheres do Mundo estreiou na quinta-feira (23) no Globoplay para fazer uma homenagem à obra de Domingos Oliveira. A série, que terá seu primeiro episódio exibido na Rede plim-plim, é baseada em seis textos do dramaturgo e cineasta. Acompanha a vida do apaixonado Paulo (Emílio Dantas), que, em cada um dos 12 episódios, se relaciona com mulheres diferentes, de forma amorosa, amigável e até maternal.

A adaptação para TV, escrita por Jorge Furtado e Janaína Fischer e com direção artística de Patrícia Pedrosa, foi pensada nos detalhes: há particularidades nos diálogos, na cenografia, na trilha sonora e até no figurino dos personagens. A escolha do elenco também foi diferenciada. Confira cinco curiosidades sobre a série e saiba mais sobre o trabalho do dramaturgo:

1 – A escolha dos atores

A maioria do elenco trabalhou com Domingos Oliveira ou conviveu com ele. A filha do dramaturgo, Maria Mariana, e sua viúva, Priscilla Rozenbaum, fazem participação especial em Todas as Mulheres do Mundo. E escolha foi proposital, como contou a diretora artística Patrícia Pedrosa, em entrevista a GaúchaZH: 

— Como eu não havia conhecido o Domingos, achei que era importante ter esses relatos dessas pessoas que já passaram pela vida dele. Foi muito produtivo, porque elas vinham com referências novas, novos olhares para a série.
Priscilla Rozenbaum, viúva de Domingos Oliveira, é Glorinha na série

Fernanda Torres, que participou da adaptação de Todas as Mulheres do Mundo para o Caso Especial, exibido pela Globo em 1990, também foi convidada a participar da série, interpretando Estela.

Saiba quem são as personagens que dão nome a cada episódio, em ordem: Maria Alice (Sophie Charlotte), Adriana (Samya Pascotto), Elisa (Marina Provenzzano), Laura (Martha Nowill), Martinha (Veronica Debom), Dionara (Lilia Cabral), Renata (Maria Ribeiro) e Pâmela (Sara Antunes), Gilda (Mariana Sena), Sara (Maeve Jinkings), Natália (Natasha Jascalevich), Maria Alice (Sophie Charlotte) e Pink (Naruna Costa).

2 – Fotografia opaca

Quem assistir à série vai notar uma paleta de cores mais opaca. De acordo com a diretora Patrícia Pedrosa, a intenção inicial era fazer a produção em preto e branco, mas a escolha poderia não agradar o público. Com isso, o mínimo de cor possível foi usado na fotografia. 


Trecho do trailer de "Todas as Mulheres do Mundo" mostra fotografia com poucas cores

— Os planos têm pouquíssimas cores para ter o efeito do preto e branco com cor — explicou Patrícia, afirmando que usou apenas duas cores para compor a fotografia, do cenário ao figurino dos personagens.

3 – Figurino e referências a diferentes épocas 

O figurino casa com a personalidade dos personagens, com cores e estilos diferentes. Para o protagonista Paulo, por exemplo, foram adotados os tons de cinza e verde. 

— Pensamos em um jovem arquiteto dos dias de hoje que não está nem aí para roupa. É um personagem que repete muita roupa — disse Natália Duran, que assina o figurino da série com Cao Albuquerque.

Cada personagem homenageia uma época ou estilo, fazendo uma viagem em todas as décadas em que Domingos Oliveira viveu. 


Sophie Charlotte é Maria Alice, uma das protagonistas

_ A Maria Alice é a mais clássica e atemporal de todas. A Fernanda Torres, que interpreta Estela, mas que já foi Maria Alice na década de 90, homenageia esta época, com os cabelos levemente repicados. Já Dionara (Lilia Cabral) foi inspirada na atriz britânica Tilda Swinton nos anos 2000 — citou Anna Van Steen, responsável pela caracterização da série.

Na escolha das roupas, a equipe do seriado apostou em profissionais que trabalham com sustentabilidade e tingimentos orgânicos. Peças de brechó também foram utilizadas

 Música

A música que faz parte da abertura de Todas as Mulheres do Mundo é a mesma: Carinhoso, de Pixinguinha e João de Barro. A diferença é que, em cada episódio, uma cantora diferente dará voz à canção. Algumas artistas foram convidadas a gravar a música, como Céu e Alcione. De outras, foi aproveitada gravações já existentes, caso de Elis Regina e Marisa Monte, que aparece na abertura do primeiro episódio.



4 – Sem bandeiras


Além de as mulheres serem a maioria no elenco, a equipe que fica atrás das câmeras também é majoritariamente feminina – e a escolha foi proposital. De acordo com a diretora artística Patrícia Pedrosa, a ideia foi contar a história pelo lado mais feminino possível. Porém, não houve a intenção de transformar a série em uma narrativa feminista:

— Não precisamos disso. Falamos sobre pessoas, sobre amor, sobre afeto, sobre mulheres diferentes, sobre paixão. Não queremos pegar um assunto e transformar essa série em política. Estamos só falando de amor, esse é o ponto da série — falou Patrícia.

5 – A obra de Domingos Oliveira

Autor de mais de 120 obras no teatro, cinema e TV, Domingos Oliveira fez parte da equipe de autores de séries de sucesso nos anos 1970 na Globo. Foi também ator de novelas. Entre os trabalhos que fez na emissora, estão Show da Noite, Ciranda Cirandinha, Amizade Colorida, As Noivas de Copacabana, Contos de Verão e a minissérie JK, seu último trabalho na televisão, em 2006. 

Quem conhece o trabalho de Domingos, vai identificar diversas referências em Todas as Mulheres do Mundo. Várias cenas do filme de 1966, que deu o nome para a série, estão espalhadas no seriado. Nos diálogos, aparecem diversas frases escritas por Domingos, faladas de forma poética e literal pelos personagens. 

Em Todas as Mulheres do Mundo, há também a representação dos alter egos de Domingos: o protagonista Paulo é o lado intenso e apaixonado do autor. Já seus dois amigos, Cabral (Matheus Nachtergaele) e Laura (Martha Nowill), representam a faceta feminina e o lado mais sábio e subjetivo do dramaturgo. Domingos é lembrado até no mascote da série e fiel companheiro de Paulo e Cabral: o cão recebeu o nome de Oliveira.
Victor Pollak / GloboLaura (Martha Nowill), Paulo (Emílio Dantas), Maria Alice (Sophie Charlotte) e Cabral (Matheus Nachtergaele), junto com o mascote Oliveira (Flint)




Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 

Canção de Segunda: JUNTO A MIM Acústicos & Valvulados ft. Rafa Machado

Junto a Mim é o novo single dos Acústicos & Valvulados, e tem a participação especial do vocalista da Chimarruts, Rafa Machado. A canção tem um clima acústico e intimista, e é conduzida basicamente pelos violões folk e pelas percussões de Vicente Guedes.

O vocalista Rafael Malenotti celebra a parceria com o amigo (e xará) Rafa Machado. "Mais uma vez, esbanjou simpatia e alto astral, que são características marcantes da sua trajetória artística, registrando a canção de forma magistral e em total sintonia com a proposta da banda."

 


A composição é assinada por Alexandre Móica, e foi originalmente criada para o álbum solo do guitarrista. Posteriormente, entrou no repertório do show Acústico, Ao Vivo e a Cores, lançado em CD e DVD (2007). Agora, nesta nova versão, Móica faz o solo da música com uma Cigar Box Guitar, instrumento de quatro cordas feito com caixas semelhantes às de charutos.

 

Este é o quinto single da coletânea Diamantes Verdadeiros Vol. II, álbum que será oficialmente lançado em julho de 2021 para comemorar os 30 anos da banda. A proposta é resgatar, com novos arranjos, músicas que se destacaram nessa trajetória. Cada uma das 10 faixas conta com a participação de um vocalista convidado – Serginho Moah, Beto Bruno, Duda Calvin, Rafa Machado, Carlinhos Carneiro, Fabrício Beck, Frank Jorge, Jacques Maciel, Luciano Albo, e Alemão Ronaldo. Além disso, os arranjos ganharam o reforço de grandes músicos, como Henrique Portugal (Skank), Luciano Leães e Vicente Guedes.

 

“Diamantes Verdadeiros Vol. II” foi gravado, mixado e masterizado no Estúdio Tabuleiro, em Porto Alegre, com produção de Felipe Magrinelli e Diego Lopes.

 




Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 

1 de fevereiro de 2021

07 anos!



Hoje, dia 1° de fevereiro de 2021 o blog Lado Milla completa 07 anos! Ultimamente eu tenho refletindo bastante sobre ser "Alguém que escreve na Blogosfera..." Mas escrever sobre os meus delirios é a unica coisa que sei fazer para não enlouquecer... Parodiando aquela marca famosa de shampoo: "O layout continua o mesmo, mas as cores, quanta diferença...". Encontrei esse TEMA-BASE na blogosfera a um tempo atrás e fiquei encantada com a possibilidade mexer nas cores diretamente na configuração do Blogger já que sou um zero a esquerda em HTML e tem um formato mais clean na qual, eu curto bastante.

Desde a primeira vez que visitei a plataforma Blogger.com e cliquei para criar um Novo blog e escrevi as primeiras linhas da 50° postagem. Eu acabei percebendo que escrever na Blogosfera ainda é essencial e contar o meu lado da história. Isso é necessário para registrar& organizar a lyfe.

Escrever no blog é uma das minhas terapias. Incluindo em sair por ai para fotograr... E lêr um bom livro. Preciso seguir alguns "rituais" para que a minha escrita consiga transmitir o que eu estou sentindo naquele momento. Escrevi resenhas e fotografei os livros que eu estou lendo... 

Escrevi sobre os últimos semestres da faculdade de Psicologia e sobre os estágios obrigatórios de Psicologia Infantil. Escrevi sobre o estágio especifico que era um projeto de pesquisa que virou um campo de estágio na Pastoral do Imigrante e transformou-se no meu TCC sobre Problemas Psicológicos na Migração com os Haitianos na cidade de Florianópolis/SC. Escrevi então sobre as ultimas matérias que faltavam e finalmente sobre a minha formatura.

Escrevi exaustivamente todos os dias do mês de agosto para o Blog Every Day August mais crazy da Blogosfera. E mesmo lembrando o quanto foi gratificante naquele ano, eu acabei desistindo de escrever nos anos seguintes.... Todo final do ano, tem a Blogagem Especial do Final do Ano e descobri que adoro escrever nessa época. Adoro escrever sobre o espírito natalino e sobre os filmes/série que contenham episódios com essa temática... E sobre a expectativa para os próximos dias do ano novo.

Ano passado, eu comemorei de uma forma diferente deixar as palavras de lado e prestar um pouco de atenção aos números... E a seguir então, os números dos 07 anos do Lado meio Milla:

Foram 2.557 dias e desde então o blog foi vizualizado 386734 vezes... Escrevi 856 Postagens. Todos esses posts receberam ao todo 3110 Comentários, que é uma parte em que eu nunca tinha pensado antes de começar a escrever. É muito bom saber que as pessoas param para ler o que eu escrevo, e que às vezes ainda tem um tempinho para deixar um alô.
Escrever continua sendo uma atividade solitária... Ainda é estranho esse exposição gratuita na internet. Mas, eu não saberia viver sem ter esse espaço na Blogosfera.
  




Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.

31 de janeiro de 2021

Tagarelando sobre o mês: Tchau Janeiro!

 

O ano de 2020 pareceu a uma temporada de mau gosto de Black Mirror... Eu estava precisando de um inicio do ano mais leve. O 2/365 foi necessário, eu tinha que seguir algumas tradições para a minha própria saudade mental. Por exemplo: Eu e meus pais passamos o Reveiwon na casa dos meus avós. Na praia, com meu tio que veio de Cuiabá/MS; Compramos espumante rose (maravilhoso!) até consegui dar uns golinhos... Faltando alguns minutos para 00:00 fui na beira do mar para as águas renovarem as minhas energias...

Estou em um uma vibe de organizar os marcadores do blog: Sentindo a necessidade de escrever mais sobre música de bandas que ouço com freqüência e sobre “descobertas musicais” da semana.

Em Setembro/2014, foi criado o #CançãodeSegunda em formato de marcador onde praticamente todas Segundas-Feiras eu escrevo sobre musicas e bandas que foram ‘minhas descobertas’ ou música que eu estou ouvindo com uma certa freqüência... Canção de Segunda: Organizando alguns marcadores...Essa semana, eu percebi "algum erros.." dos vídeos inseridos do Youtube para o Blogger e como os posts do #CançãodeSegunda é extremamente musical me senti na obrigação de organizar esses marcadores e re-escrever de alguma forma que as pessoas que não viram poder curtir esses posts também. Canção de Segunda #02 :Anavitória

Escrevi outras coisas: Micro-contos:Diálogos maternos... A Bruxinha de Biscuit.... E escrevi um texto para reinaugurar o Template & Nostálgia Enquanto eu estava organizando pela milésima vez a identidade visual desse blog. Um sentimento um tanto quanto nostálgico invadiu: Eu lembrei da Camyli de 15 anos com as suas imagens piscantes...; Da Camyli de 20 anos que escutava Bossa, e estava aprendendo a organizar a sua escrita; Até a Milla de hoje em dia que encontrou a suas maneira de escrever... Perdeu a vergonha de colocar o seu "Registro Fotográfico". Na verdade, eu perdi vergonha de muitas coisas... HEHEHE.

Nas Quartas-feiras, nós usamos rosa... Temos o Projeto 52 semanas que consiste em citar 5 respostas para cada uma das 52 perguntas fazendo assim, um Top 5 por semana: Semana 39: Minhas melhores qualidades; Semana 40: Meus "cheiros" preferidos são.

Ganhei a assinatura anual da mamys da Tag e sempre estou fazendo UMBOXING TAG INÉDITOS: O MAPA DE SAL E ESTRELAS. tanto aqui quanto no Expresso Literário.

O QUE EU LI ESTE MÊS




A leitura do mês de Janeiro, fez parte de dois projetos que eu estou participando: #JaneiroBranco e #Desencalha21 o livro que eu escolhi foi a releitura do livro Em Algum Lugar Nas Estrelas (Navigating Early) da escritora Clare Vanderpool da editora Darkside Books: https://expressoliterarios.blogspot.com/2021/01/resenha-em-algum-lugar-nas-estrelas.html

O QUE EU ouvi ESTE MÊS


Crash Test Dummies é um grupo de Folk-Rock canadense de Winnipeg, Manitoba, popular no início dos anos 1990. Seu primeiro álbum muito embora fosse um sucesso enorme em sua terra natal, o Canadá, era pouco conhecido no resto do mundo....



O QUE EU ASSISTI ESTE MÊS


Eu comecei assistir a novela biblica Gênesis da Record. Embora o enredo biblico seja uma maneira diferente de assistir uma novela... Ainda escreverei sobre as minhas percepçôes sobre a novela.

Assisti o filme Jovens Bruxas de 1996 Ano que vem Jovens Bruxas completa 25 anos de lançamento. O filme fez sua pré-estreia em Hollywood no dia 26 de abril de 1996, e seguiu para o grande circuito pelos EUA em 3 de maio do mesmo ano. No Brasil, o filme foi lançado no dia 18 de outubro de 1996, bem a tempo para o halloween.




Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 


27 de janeiro de 2021

Semana 40: Meus "cheiros" preferidos são:

    


Encontrei o projeto 52 semanas bem bacana na Blogosfera que consiste em citar 5 respostas para cada uma das 52 perguntas abaixo, fazendo assim, um Top 5 por semana. É o projeto mais longo que eu já participei... Mas, parece ser divertido !!! Pretendo responder ao projeto todas as Quartas-Feiras.

CHEIRO DE CAFÉ FRESQUINHO...


CHEIRO DE LIVRO NOVO:


CHEIRO DE CHUVA:


PERFUME MY LILY:


CHEIRO DE FRUTOS DO MAR:


Eu moro em uma cidade praiana né? Eu gosto do cheirinho do peixe e todos os frutos do mar preparado na brasa.


Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 


25 de janeiro de 2021

Canção de segunda: Crash Test Dummies- Mmm Mmm Mmm Mmm



Crash Test Dummies é um grupo de Folk-Rock canadense de Winnipeg, Manitoba, popular no início dos anos 1990. Seu primeiro álbum muito embora fosse um sucesso enorme em sua terra natal, o Canadá, era pouco conhecido no resto do mundo....





Once there was this kid whoUm dia houve um garoto queGot into an accident and couldn't come to schoolSe envolveu em um acidente e não pôde voltar da escolaBut when he finally came backMas quando ele finalmente voltouHis hair had turned from black into bright whiteSeu cabelo havia se transformado de preto em um branco brilhanteHe said that it was from whenEle disse que isso foi de quandoThe cars had smashed him so hardOs carros bateram nele muito forteMmm Mmm Mmm MmmMmm Mmm Mmm MmmOnce there was this girl whoUm dia houve uma garota queWouldn't go and change with the girls in the change roomNão pôde ir se trocar com as garotas no quartoBut when they finally made herMas, quando ela finalmente conseguiuThey saw birthmarks all over her bodyElas viram marcas de nascimento por seu corpo inteiroShe couldn't quite explain itEla não pôde explicar exatamenteThey'd always just been thereQue elas sempre estiveram láMmm Mmm Mmm MmmMmm Mmm Mmm MmmMmm Mmm Mmm MmmMmm Mmm Mmm MmmBut both the girl and boy were gladMas ambos, a garota e o rapaz eram gratos'Cause one kid had it worse than thatPorque uma criança sofreu mais do que isto'Cause then there was this boy whosePorque então havia um garoto de quemParents made him come directly home right after schoolOs pais fizeram-no vir diretamente pra casa após a escolaAnd when they went to their churchE quando eles foram para sua igrejaThey shook and lurched all over the church floorEles se abalaram e capotaaram sobre o chão da igrejaHe couldn't quite explainEle não pode explicar exatamenteThey'd always just gone thereEles simplesmente sempre foram láMmm Mmm Mmm MmmMmm Mmm Mmm MmmMmm Mmm Mmm MmmMmm Mmm Mmm Mmm

curiosidades 








O vídeo de "Mmm Mmm Mmm Mmm" transforma a letra da música em uma peça de teatro em três atos, cada um deles interpretado por crianças. Ao longo do vídeo, as cenas da peça são intercaladas com as cenas da banda Crash Test Dummies tocando a música no palco ao lado. O primeiro ato mostra um cruzamento urbano, conta a história de um garoto envolvido num acidente de carro. Quando ele voltou de seu coma profundo , o seu cabelo mudou de preto para branco, devido ao tempo. O segundo ato conta a história de uma garota que nunca costumava "se trocar com as garotas no vestiário", até que o dia em que as outras garotas (caracterizadas na peça como três detetives) a forçam para mude de roupa junto a elas, somente para descobrir que seu corpo é repleto de marcas de nascimento. O ato final mostra um garoto que mostra sob a rígida disciplina de seus pais austeros e como a família frequenta a igreja, onde os frequentadores se chacoalham e balançam durante o culto. Durante a estrofe, o garoto em questão olha nervosamente para um casal na plateia, que parece desconfortável com o assunto, mostrando que os três são a família relatada na canção. Ao final, a plateia aplaude a peça e as três crianças agradecem juntas. Entretanto, o casal continua não gostando do que vê e aplaude forçadamente. Todos vão embora e a banda continua tocando a música.

"Mmm Mmm Mmm Mmm" Uma versão alternativa tocada ao vivo algumas vezes muda a terceira estrofe para a história de um garoto cuja mãe perdeu as amígdalas após uma tonsilectomia, impedindo que ele as levasse para mostrar em uma exposição.

A canção ''Mmm Mmm Mmm Mmm'' Cada estrofe descreve a isolação e o sofrimento de uma criança, sendo que duas delas sofrem de alguma anomalia física: o menino que ficou prematuramente grisalho depois de um acidente, e uma garota inteiramente coberta com marcas de nascimento. A terceira criança é um garoto cujos pais o levam para a igreja deles, onde eles costumam "chacoalhar e sacudir" pelo chão. A situação dele é descrita como pior ainda do que a das outras duas crianças.



© Lado Milla
Maira Gall