BEDA2K18
Mostrando postagens com marcador BEDA2K18. Mostrar todas as postagens

31 de dezembro de 2018

[Retrospectiva 2018] Acabou o ano. Glória a Deuxxxxxx!




Hoje faltam um dia para o fim do ano. Conto ansiosa os dias para a virada do calendário pois 2018 se encerra como um dos anos mais Loucos da nossa história. 

As melhores coisas de 2018 aconteceram como o inicio de um novo ciclo: Depois de um ano sabático após a Formatura em Psicologia. Nesse ano, eu comecei a pós graduação em Arteterapia. Sonhos!


Hoje escrevo o texto em primeira pessoa, eu não sei escrever de outra maneira... Nesse ano, eu escrevi MUITOS desabafos cansados e esperançosos... Nas outras vezes, escrevi sobre outros assuntos: Filmes, séries, livros ou resenhando sobre a ultima leitura... Qualquer assunto que não fosse a vida real.

Esse ano foi o ano de copa do mundo na Russia. O enesquecivel 7X1 da ultima copa do mundo não foi a nossa unica vergonha do futebol mundial. O futebol Brasileiro não é mais um dos favoritos como o Tite encheu a boca para dizer "Somos um dos favoritos, sim”. Que o Temer finalmente foi embora, das eleicões mais violentas do mundo! Do "Ele não" - Slogan crítico a Jair Bolsonaro que marcou a eleição de 2018 a partir de uma mobilização de mulheres pela internet do "Ele sim". - Da verdadeira limpeza do PT nos 4 cantos do Brasil! As coisas mais improváveis no cenário nacional e mundial ocorreram  e foi uma eleição democratica pendendo para o lado que a maioria dos Brasileiros querem para os próximos 4 anos.

Fui percebendo aos poucos, que mesmo sendo Mulher que não votaria no Bolsonaro eu jamais votaria no PT por toda a corrupção e roubalheira que esse partido representa... Fui observando que surgiam mais bandeiras... o auge da minha decepção foi quando surgiu pessoas vestidas com a camiseta do Lula livre ai senti que eu não fazia parte daquela vergonheira e fui embora!Quando eu cheguei em casa eu li o post da Luma costa eu acabei percebendo que eu não era a unica que estava se sentido muito burra em ir protestar. Pois, "miraram no #ELENÃO e acertaram no Lula livre.

Esse ano teve copa do mundo e eleições e diferente dos anos anteriores MUITAS coisas mudaram e ainda irão mudar... O GIGANTE aquele mesmo de 2013 ACORDOU! Com frases emblematicas: “Se não está conseguindo falar a língua do povo, vai perder mesmo” ou “Lula o quê? O Lula tá preso, babaca”. A comunicação não violenta nunca foi tão falada nesse ano... Mas, ninguem colocou isso realmente em prática. 

No campo dos negócios, começamos do inicio dessa vez. Aprendemos a ser "marinheiros de primeira viagem" que queriam abrir o seu negócio próprio.Sou da turma que agregou experiências com os acertos & erros nesse ramo. Estou como apoio como já deveria ter sido desde o começo. A minha mãe terminou o curso de cabeleleiro para se profissionalizar melhor nessa área.

Nesse ano, as pessoas me impressionaram com a falta de educação em todos os níveis... Ninguém segurou a mão de ninguém! No início, me preocupei horrores, qual a necessidade de desfazer amizades, bloquear e até duvidarem da qualidade do meu TCC sobre Problemas Psicológicos na Migração com os Haitianos na cidade de Florianópolis/SC. Em dois anos de estagio, eu nunca ouvi nenhum governante (independente do partido politico) falando da quantidade exacerbada de Imigrantes que vem de diferente formas aqui para o Brasil... Politicos que enxerguem o imigrante como sujeito de direitos.

Não apenas pessoas que devem ir embora o mais rápido possivel do seu pais... Teve uma discussão bastante acalorada na pós-graduação logo no dia que a Luisa fez a transferência para Camboriú/SC e tive a pior crise de choro do ano.


Encontrei um namoradinho de adolescência. E começamos a conversar durante dias no Watssapp e quando finalmente nos encontramos ele estava em uma vibe muito pesada... Uma tristeza que começou a me afetar de uma maneira que fui ficando cada vez mais deprê... Tentei conversar mas ele era o tipo de pessoa que para 1 solução encontrava 10 problemas no caminho... Saímos no final de semana e na segunda-feira ele enchia o whatsapp de áudios cheios de neuras e isso foi desgastando... 

A ultima mensagem que trocamos foi ele falando algo bastante desrespeitoso sobre mim em uma situação absurda. Então, depois de uma DR acalorada por áudio eu resolvi colocar um ponto final naquilo... Antes que a falta de respeito se tornasse algo pior... Terminei por áudio mesmo! Não, merece o meu respeito alguém quem não me trata com o respeito que Eu sei que mereço! Tentei ser compreensiva com o momento que ele se encontrava. Por isso mesmo, eu acho que eu merecia ser mais respeitada. 

Foi o ano, que finalmente consegui entrar em um trabalho voluntário bacana. Que usei a técnica do Bullet Journal para me organizar e aposentei as agendas e bloquinhos largados no decorrer do ano e me senti bastante produtiva nas minhas atividades diárias.

No dia 31 de dezembro eu estarei comemorando com os meus amigos em Balneário Camboriu Sou da turma que estará sentada na beira do mar esperando ansiosamente a contagem regressiva para 2017, sem tantos pedidos, metas, planos... pelo menos não nos primeiros segundos do ano-novo.








Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei comentando com vocês sobre o Blogmas2k18:

28 de dezembro de 2018

LADO MILLA AWARDS:. Musicas que eu ouvi em 2018


No LADO MILLA AWARDS 2018. escreverei sobre as musicas que eu ouvi de acordo com a minha Playlist de 2018 do Spotify. O que é bastante irônico. Pois, a ironia começa no título desse texto "Discografia de 2018". Ouvir musicas no modo aleatório no Spotify ainda me parece algo muito moderno para uma pessoa da geração 80-90, que colecionavam CDs dos musicos e das bandas preferidas e colocava para tocar no Disckman (lembram?).   

... Eu não quero mais conversa com quem não tem amor/ gente certa é gente aberta, se o amor chamar eu vou... 


Carlos, Erasmo é um álbum do cantor e compositor Erasmo Carlos, lançado em 1971. O disco é visto como um dos melhores trabalhos de Erasmo Carlos, pois apresenta uma boa gravação e bons arranjos feitos por Chiquinho de Moraes. O LP foi eleito em uma lista da versão brasileira da revista Rolling Stone como o 31º melhor disco brasileiro de todos os tempos. O cantor deixou um pouco o rock de lado e decidiu investir mais no soul e na MPB. Exemplos disso são as canções como Gente Aberta, Mundo Deserto e Ciça Cecilia, todas escritas em parceria com Roberto Carlos. Também está presente a música De Noite na Cama, de Caetano Veloso. As únicas músicas de rock que o disco possui são a chuckberriana É Preciso Dar Um Jeito Meu Amigo, também em parceria com Roberto, e a pesada Agora Ninguém Chora Mais, de Jorge Ben. O disco também tem a participação do baterista Dinho Leme e do baixista Liminha, ambos da banda Os Mutantes.


Há um bocado de gente na mesma situação/Todo mundo gosta dela na mesma doce ilusão/A vizinha quando passa e não liga pra ninguém/ Todo mundo fica louco e o seu vizinho também.

Braseiro é o álbum de estreia da cantora Roberta Sá. Foi lançado em 2005 e conta com participações especiais de Ney Matogrosso, MPB4 e Pedro Luís e a Parede, bem como com canções de compositores já consagrados do samba, como Chico Buarque, e novos nomes da música brasileira, como Rodrigo Maranhão (da banda Bangalafumenga), Marcelo Camelo (ex-integrante da banda Los Hermanos), Teresa Cristina, Pedro Luís.


Há primeira vez que ouvi a Roberta Sá foi em um desses programas musicais que passa na TV... Na época, eu baixei o álbum completo no computador e passei as musicas para o meu celular que ouvi praticamente a semana inteira! Esses dias eu estava ouvindo no spotify...


Se navegar chegou, deixa navegar/Chegou deixa chegar/Se navegar chegou, deixa navegar/Chegou deixa chegar...


“Afinar as rezas”, primeiro álbum do Dazaranha sem a participação de Gazu, o novo trabalho é superior ao “Daza”, de 2014 – ainda que com ressalvas. Gravado no Rio de Janeiro, novamente com produção do renomado Carlos Trilha, o disco traz 11 músicas e uma vinheta, totalizando 40 minutos, e foi financiado por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Florianópolis, com patrocínio da Fundação Franklin Cascaes.


Apesar dessa melhora em relação ao trabalho anterior, o Dazaranha virou refém da sua obra. Musicalmente falando, a banda construiu um legado tão rico e próprio nestes 25 anos de carreira que os fãs esperam ouvir o “velho Daza” a cada novo lançamento. Em “Afinar as rezas”, o grupo busca novos caminhos, com uma sonoridade mais moderna e pop, mas sem perder a identidade. A faixa título abre o álbum com Moriel nos vocais. É preciso reconhecer: a presença de Gazu ocultava esse talento de Muruca, que nasceu para ser protagonista. Chico Martins, no entanto, é quem mais canta no novo disco. O guitarrista, que assina duas composições, assume o microfone em sete das 11 músicas.


... Vou reerguer o meu castelo/Ferro e martelo/Reconquistar o que eu perdi/Eu sei que vão tentar me destruir/Mas vou me reconstruir/Voltar mais forte que antes ...



Sem dúvida alguma a cantora IZA foi um dos grandes nomes do pop brasileiro em 2018 e Dona de Mim, seu disco de estreia, veio repleto de grandes hits e participações especiais que acrescentaram bastante a uma artista que tem luz própria. Ivete Sangalo, Marcelo Falcão, Thiaguinho e Rincon Sapiência abrilhantaram um trabalho que deixou claro: IZA será uma das maiores nos próximos anos.


... Quem caminha pelo vento sabe o bem que ele traz Só quero amor, só quero paz Pura eletricidade vem da força que ele faz Só quero amor, só quero paz ...


Segundo os arquivos desse querido Blog, a primeira vez que eu ouvi Moinhos foi em 2014. Em um programa de uma rádio online do Rio de Janeiro/RJ chamada MPB fm (chuchu até no nome **) além de tocar musicas brasileiras de qualidade, no horário das 18 h:00s tem o programa MPBmusical com cantores conhecidos da grande mídia e outros nem tão conhecidos assim... Quando eu vi que finalmente tinham lançado um albúm eu fiquei durante dias ouvindo com a mesma vibe que eu ouvi pela primeira vez...


Os integrantes que fazem parte desse “Power Trio” são: Emanuelle comandou os vocais da Banda Eva durante alguns carnavais; Lan Lan tocou com Cássia Eller, Nando Reis & Os Infernais e com os Tresloucados - um projeto de Preta Gil e Davi Moraes -, além de ter liderado Lan Lan & Os Elaines; Toni, por sua vez, já acompanhou os principais baianos ainda na ativa, como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Maria Bethânia, Moraes Moreira, Gal Costa, além de artistas como Luiz Melodia, Elba Ramalho, Nelson Gonçalves, Sérgio Sampaio e Adriana Calcanhotto. Para as bandas Paralamas do Sucesso e Herva Doce, Toni ainda fez alguns arranjos.  


Vagabundo vai correr, vai brincar/ Vai chover, vai sujar/Deixa o menino jogar, que é Sexta-feira/Pra proteger é que existe a rezadeira/A rezadeira vai rezar (rezadeira) vai rezar(Rezadeira)…


Foco, Força e Fé é o primeiro álbum de estúdio do rapper e compositor brasileiro Projota, lançado em novembro de 2014 pela Universal Music, primeiro lançamento assinado por uma gravadora. O álbum possui 15 faixas, e possui participações de Marcelo D2, Negra Li, Dado Villa-Lobos, J Balvin e Marlos Vinícius


Acho que esse CD também entrou na retrospectiva de 2017. Eu ainda não consegui superar Upside Down eu lembro dessa musica por causa do macaquinho no clipe.


Jack Hody Johnson (Honolulu, 18 de maio de 1975) é um cantor, compositor e surfista americano. Cresceu na Baía Norte de Oahu, no Havaí, e atualmente vive em Haleiwa. Antes de lançar o seu primeiro álbum de estúdio, Jack Johnson fazia filmes de surfe. Por ser um surfista e músico, seu estilo é erroneamente classificado como surf music, um subgênero rock surgido nos anos 60.

Esse é o album preferido da minha familia quando vamos viajar... Eu consegui viciar os meus pais a ouvir rock gaucho de alguma maneira.


o Rock de Galpão – grupo que resgata o cancioneiro gaúcho, criando versões contemporâneas para clássicos da música regionalista – O Rock de Galpão é formado por Tiago Ferraz (voz e guitarra), Rafa Schuler (guitarra e vocais), Guilherme Gul (bateria), Mestre Kó (teclados e vocais), Paulinho Cardoso (acordeon) e Gustavo Viegas (contrabaixo), além do artista convidado Diablo Jr. (percussão e boleadeiras).


Roberto Carlos é o trigésimo sexto álbum de estúdio do cantor e compositor Roberto Carlos, lançado em 1993 pela gravadora CBS. Eu acho esse CD realmente maravilhoso! Todas as faixas: O Velho Caminhoneiro, Coisa Bonita, Hoje é Domingo, Obsessão,Nossa Senhora,Tanta Solidão, Se Você Pensa, Parabéns, Mis Amores. Fazem esse o meu CD preferido do Roberto Carlos.

Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 
Estarei comentando com vocês sobre o Blogmas2k18:

13 de dezembro de 2018

#13 Antes que 2018 acabe...


No blog Lado Milla é tradição escrever um post intitulado de 14, 15, 16 coisas para fazer naquele ano. Porém, em 2017 eu esqueci de escrever as 17 coisas que eu gostaria de fazer em 2017(...). Nesse ano, eu percebi que eu gostaria de escrever sobre as 8 coisas que eu fiz nesse ano:

🎨PÓS GRADUAÇÃO EM ARTE-TERAPIA; Na inicio  do ano, fui assistir uma palestra sobre Introdução a Arteterapia a palestra foi tão maravilhosa, que em um certo momento eu tive um click! na minha cabeça: A metade das minhas dinâmicas de grupo para as crianças e os trabalhos na faculdade eu usava os diferentes tipos de ARTE ( fotografia, desenhos, musicas...). A Pós em Terapia Cognitivo Comportamental acabou ficando em segundo plano (Uma segunda especialização talvez) e acabei me inscrevendo na Pós-Graduação em Arteterapia.

💪CONTINUAR O TREINO NA ACADEMIA; Eu continuo treinando 3x por semana. Depois de fazer alguns ajustes horario/treinador os treinos ficaram mais divertidos.

📖COMPRAR/LER LIVROS ; Observei que em 2018 eu comprei mais livros do que realmente me organizei na leitura desses livros. Amarguei em apenas cinco leituras em 2018

📚ORGANIZAR OS MEUS LIVROS NA ESTANTE: Eu sempre acho que a minha estante está desarrumada...  Organizo os meus livros 2X por semana ou quando adiquiro mais livros.

💻MANTER O BLOG ORGANIZADO: Eu tenho necessidade de mudanças... Porém, devezenquando eu sou nostálgica. Há um ano atrás, encontrei esse Layout original da Maira Gall bastante famoso na blogosfera e fiquei encantada com a possibilidade mexer nas cores diretamente na configuração do Blogger já que sou uma zero a esquerda em HTML e tem um formato mais clean na qual, eu curto bastante.  As peças do quebra-cabeça estão embaralhadas... A identidade visual do blog é a mesma que uso no cartão do Blog. Fiz isso porque facilita no momento da pessoa assimilar e reconhecer o blog no material gráfico.  Senti saudades dessa "identidade visual" me deixando bastante saudosista nesses dias...

📷FOTOGRAFEI DOIS EVENTOS: Fotografei um festa de Halllowen e um aniversário de 80 anos

🎉VIAJEI SOZINHA: Foi praticamente um bate-volta na cidade de Balneário Camboriú para comemorar o aniversário de uma amiga. Mas, valeu a pena.

📑ORGANIZAR O BULLET JOURNAL; Conheci a idéia de Bullet Journal em Julho/2018... Depois de muitas agendas esquecidas... Bloquinhos e folhas aleatórias perdidas ou no lixo. O BuJo entrou na minha vida como algo mais leve... Hoje, o bullet journal se tornou algo essencial para eu poder me organizar diariamente.



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 
Estarei comentando com vocês sobre o Blogmas2k18:

8 de dezembro de 2018

#08. Sobre o espirito Natalino...


O Natal é aquela época que ou se ama, ou se odeia. Na minha opinião, um dos fatores importantes que fazem alguém amar/odiar essa data comemorativa é o tal do "espírito natalino".


"espírito natalino" o que me parece, é algo bastante capcioso. Pois, não envolve somente religiões&crenças. Todas as pessoas, mesmo aquelas que se considerem Ateus por exemplo, usam essa data para visitar os parentes e confraternizar com toda Família com toda a fartura de: comida e os presentes que envolvem a noite de véspera de Natal. O espírito natalino é: União e confraternização com a família e parentes... Nada a ver com religião.

O meu problema, não é necessariamente com o Natal... É a tentativa de enfiar o "espírito natalino" pela goela abaixo, ainda no final do mês de Novembro.

Nesse mês, as lojas e departamentos com decorações natalinas e para piorar, tocando o CD da Simone no ultimo volume: Então é Natal... Nem parece que há dois meses atrás as pessoas entraram em calapso por causa das eleições. E mesmo estando na primeira semana de Dezembro ainda estamos trocando farpas nas redes sociais.

Na maioria das vezes o "espírito natalino" vem um pouco tarde... Outras vezes, ele nem vem. Paciência...


Na véspera de Natal, antes de me deliciar com a ceia Natalina... Vou a missa, acho importante esse momento de conversar com Deus e agradeço por meio, das minhas orações para agradecer todos os momentos e acontecimentos do ano. O Natal pontualiza os nossos próprios sentimentos. O "milagre natalino" não funciona como um "passe de mágica" para nos sentirmos melhores... O Natal só te fará feliz se você for Feliz no decorrer do ano.

Na infância, o Natal era um momento mágico! Eu curtia mais as decorações natalinas no centro da cidade e até das musicas natalinas das lojas... A árvore de natal na Beira-Mar, as atividades de natal na escola, os filmes clássicos, o especial da Xuxa de Natal os presentes mais desejados que são prometidos para as crianças no Natal.

Ano passado, foi com a minha família. Sem parentes com a tal "falsidade natalina" e momentos constrangedores... Na casa dos meus avós maternos as ruas estavam levemente decoradas, enchi a barriga com a ceia e a sobremesa e as outras guloseimas que comi no caminho... E sentei na sala para ver o especial de natal na Globo.

Eu não suporto o sentimentalismo barato nessa época do ano. Principalmente, das pessoas que sentem obrigadas á fingir que está tudo bem e que, nada se passou durante o ano apenas porque é Natal. As "boas ações" e a solidariedade com o próximo deveriam ser exercitado todas as épocas do ano. Não é preciso ser Natal para todos se lembrarem de se darem bem uns com os outros.

31 de agosto de 2018

Blogday: Reflexão sobre a blogosfera atual...



Eu posso contar a minha vida antes e depois de ser blogueira. Em 2002, quando eu tinha 16 anos, entrei oficialmente pra blogosfera, quando criei o meu primeiro blog era hospedado gratuitamente em um site jornalístico. Escrevia as minhas mazelas de adolescente em uma narrativa de 3ou9 linhas e decorava com aqueles gifs piscantes... A hospedagem era bastante precária para ter muitas mudanças.

Naquela época, eu adorava conhecer blogs novos e pesquisar imagens piscantes e acessórios para colocar no meu blog... Porém, não suportou a maioria das minhas mudanças... E mudar era praticamente regra na blogosfera dos early 2000s. Aliás, a coisa toda era muito diferente naquela época. 

Quando tudo isso aqui era mato... Eu era uma leitora assídua do blog da Liliane Prata que era hospedado no site da Uol eu nem sabia que ela tinha seguido a carreira de escritora e chegou a ter uma coluna na revista Capricho. Eu fiz algumas tentativas de montar um blog nessa plataforma e criei um no zip.net que era a plataforma gratuita da UOL. Nessa época, o blog sofria mudanças drásticas praticamente TODA a semana. Começava a semana com o template da Hello Kitty e terminava a semana com o template do seriado Gilmore Girls que eu comecei a assistir alguns episódios naquele ano.

Nessa época, surgiu as primeiras amizades na blogosfera... 
A maioria dessas amizades tinham o blog hospedado no blogger/blogspot ou estavam migrando para essa plataforma. A plataforma gratuita da UOL estava bastante zoada nessa época... E acabei criando outro blog. Em 2008, depois de uma looonga conversa no Messenger com a minha amiga virtual na época, ela também era blogueira... Além de ser mais moderninho, A linha editorial daquele blog era escrever textos pessoais e colocar as minhas fotografias que eu tirava na minha maquina digital que era a coisa mais moderna daquela época. Sem nenhuma figura cheia de glitters ou templates muito elaborados como era comum na blogosfera.

Um lado meio Milla... que depois ficou somente Lado Milla veio para abrir um novo ciclo! Em 2014 eu escrevi sobre os acontecimentos da life e sobre a roda viva que carrega os nossos sonhos para lá... Nesses últimos quatro anos a faculdade deu uma guinada, os sonhos foram realizados em formato de estágios obrigatórios, teve estagio especifico que virou GETEP e transformou-se no meu TCC que foi um projeto de pesquisa sobre Problemas Psicológicos na Migração com os Haitianos na cidade de Florianópolis/SC. Escrevi bastante sobre os livros que estou lendo... As musicas que eu estou vindo e os shows que de vez em quando rendem um "diário de chalaça".
__________

Desde a época do Orkut... As redes sociais ajudam/atrapalham a Blogosfera desde então:

Em 2015, 1 ano depois de criar o Lado Milla. A blogosfera estava lá, agitadíssima e muito diferente daquela coisa deliciosa e pacata que ela era há alguns anos... Virou uma onda de comércio gigante, tinha mais blogueiro de publi e blog monetizado que qualquer outra coisa. Tinha um "grupo de divulgação" que pregava a blogosfera oldschool. Tem gente tipo eu, que só quer ler sobre o que o amigo comeu no almoço " Grupo de blogueiros vintages...". Essa diretoria, decidiu que mandavam na blogosfera. Essa blogosfera LEVE, que era pregada, deixava assim de ser leve, porque de repente tinha regras. E tinha donos.

 Depois de várias vibes erradas: EU inventei elementos cor de violeta no layout do blog e ninguém pode fazer igual” ou ainda “EU postei sobre cachorrinhos e na semana seguinte fulana postou também”. A diretoria  resolveu fechar o grupo: 


"_Vocês não merecem falar comigo nem com o meu anjo!".

Pipocaram outros "grupos de divulgação" no Facebook não tão famosinhos mas, com as mesmas Vibes erradas: Tinha uma blogueira que de cinco post´s que ela escrevia um era como ser criativa... "Como as pessoas tinham a audácia de roubar as SUAS idéias e as SUAS ilustrações...". Depois de me estressar bastante nesses grupos... Eu resolvi que agora eu participo de poucos grupos como esse. 
Depois da Blogosfera oldschool e seus resquicios a blogosfera atual... Anda mais calma, lebrando um pouco como era escrever antigamente na blogosfera dos early 2000s. 




ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também 

16 de agosto de 2018

[Projeto] 101 em 1001



A Missão:
Completar 101 tarefas predefinidas em um período de 1001 dias.
Critérios:
As tarefas devem ser específicas (ou seja, sem ambiguidade) com resultados que sejam mensuráveis ou claramente definidos. As tarefas devem ser realistas e representar certo esforço para completa-las.
Por que 1001 Dias?
Muitas pessoas têm criado listas/metas com objetivos frequentemente simples, como as resoluções de Ano Novo. Só que quase invariavelmente a procrastinação acaba vencendo o esforço. Estabelecer um prazo mais realista como  1.001 dias (cerca de 2,75 anos) torna os objetivos mais palpáveis, um período de tempo maior nos permite várias temporadas para completar as tarefas, o que é melhor para a organização  das mesmas, ao mesmo tempo que permite recomeços em caso de algum ‘fracasso’.
Início: Quinta, 16 de agosto de 2018
Término: (...)
Concluído -  Cancelado 


  1. Comprar ou ganhar uma câmera fotográfica (abril de 2012)
  2.  Começar um curso de fotografia (Julho á dezembro de 2012) 
  3.  Comer um fruta por dia (por 30 dias)
  4.  Dormir antes das 23h00min e acordar antes das 07h00min em dias de semana (por seis meses) (Julho de 2012)
  5.  Não roer mais as unhas 
  6.  Tomar outro tipo de refrigerante.
  7.  Comer pelo menos um tipo de salada no almoço e no jantar. 
  8.  Doar Sangue 
  9.  Fazer as Unhas Semanalmente durante um semestre 
  10.  Comprar um estojo de 12 canetinhas da Fabber Casttel 
  11.  Comprar um estojo com 12 lápis de cor da Fabber Casttel
  12.  Comprar um livro de fotografias (ganhei de um amigo em 2012 e outro ganhei do curso) 
  13. Comprar um Bom óculos de Sol [fevereiro de 2010] 
  14.  Blogar pelo menos uma vez por semana (nos dias de semana) 
  15. Participar de um projeto de fotografias (6on6)
  16.  Retribuir e visitar blogs amigos. 
  17.  Ir três vezes ao teatro [1] [2] [3] 
  18.  Fazer aula de dança 
  19.  Viajar em família 
  20.  Andar na beira-mar ouvindo um som 
  21.  Fazer um cruzeiro 
  22. Comprar uma estante para guardar os meus livros. 
  23.  Guardar os trocos em moedas (janeiro de 2013). 
  24. Acordar cedo e não ficar enrolando na cama 
  25.  Beber mais líquidos durante o dia 
  26.  Ficar sem tomar Coca- cola por uma semana. (promessa de 365 dias) 
  27.  Ler um capitulo toda noite de um livro de escolha própria 
  28. Rezar antes de dormir por 1 semana 
  29. Estudar na biblioteca da faculdade todas as quartas-feiras [Julho/2014 - Julho/2015] 
  30.  Frequentar um Templo Cristão por pelo menos um semestre e meio 
  31.  Ser paciente com as pessoas as quais dificilmente eu seria 
  32.  Não entrar em nenhum relacionamento confuso ou que não tenha nenhuma possibilidade de dar certo. 
  33.  Conhecer outras doutrinas religiosas além da católica 
  34.  Comprar pelo menos cinco livros por seis meses 
  35.  Ler pelo menos um Livro dos clássicos da literatura 
  36.  Fazer Exames Gerais 
  37.  ler algum livro da Clarice Lispector 
  38.  Ler cinco livros inspiradores de filmes que já assisti [1] culpa das Estrelas [2]Cidade depapel [3] Menino do pijama Listrado [4]Oquarto de Jack[5] O diario de Anne Frank
  39.  Assistir 10 filmes que ‘todo mundo viu’ menos eu [1][2][3][4][5][6][7][8][9][10] 
  40.  Fazer uma lista ilustrada de 101 coisas que me fazem Feliz 
  41.  Ir três vezes ao teatro [1] [2] [3] 
  42.  Montar um Blogue de fotografias estilo um portifolio 
  43.  Fazer um Piquenique 
  44.  Participar de uma manifestação com teor Político
  45.  Ir a 10 bons shows [1]Acústicos e Valvulados [2] Nenhum de Nós [3] Engenheiros do Hawaii [4] Falamansa [5] Rappa [6] Cartolas [7] Vera Loca [8] Comunidade New Jitisu [9]Raça Negra [10] Cachorro Grande
  46.  Pensar em um tema para o TCC e estudar
  47.  Revelar 30 fotos (Clikadas por mim) por mês.
  48.  Scanner as fotos da Família
  49.  Escrever (e enviar) 10 cartas manualmente [1] [2][3][4][5][6][7][8][9][10]
  50.  Tirar uma foto de mim mesma no primeiro dia de cada mês dos 1001 dias
  51.  Fazer Postagens Mensais sobre o andamento do Projeto 101/1001
  52.  Começar a treinar em uma academia
  53.  Ler a bíblia.
  54.  Fazer Clareamento Dentário
  55.  Fazer limpeza de pele
  56.  Fazer pelo menos uma sessão de massagem
  57.  Comprar um caderno de desenho e desenhar uma vez por semana
  58.  Re-lêr os livros da minha estante.
  59.  Ler toda a Obra de Machados de Assis
  60.  Ler 10 livros Clássicos da psicologia (Acadêmicos mesmo) [1] [2][3][4][5][6][7][8][9][10]
  61.  Catalogar meus Livros
  62. Presentear 10 amigos com Livros [1][2][ [3][4][5][6][7][8][9][10]
  63.  Fazer uma Lista com minhas 101 músicas preferidas
  64.  Aprender 15 receitas Novas
  65.  Preparar um jantar
  66.  Procurar um antigo desafeto e pedir desculpas
  67.  Fazer um Encontro pra reunir 10 a 15 amigos da faculdade
  68.  Fazer algo Diferente por/ para minha mãe
  69.  Fazer uma Faxina Geral na Casa (aplicar o desapego)
  70.  Acampar
  71.  Escrever em um caderno de caligrafia
  72. Revelar 500 fotos [36/500]
  73.  Presentear um Desconhecido com um Ingresso
  74.  Plantar um Ipê
  75.  Criar uma cápsula do tempo para abrirmos depois de 10 anos
  76.  Fazer um desenho em folha em branco e guarda-los em uma pasta
  77. Fazer estágio na Psicologia Escolar
  78. Fazer estágio na Psicologia Social
  79. Viajar sozinha

15 de agosto de 2018

A ânsia



Ouço um programa de rádio na madrugada e quando dá 00h:00min em ponto o radialista lê frases, poemas e textos... e sempre te faz pensar sobre as várias temáticas... 

A ânsia


Tão simples seria, se tivéssemos a mesma interpretação das palavras, e não somente delas, mas também dos gestos. 

Se hoje habitam, aproximadamente, sete bilhões de pessoas na Terra, quantos mais por aqui passaram e deixaram seu tempo um pouco diferente do agora!

O fato é que a complexidade, a perfeição do homem é tamanha que faz dela própria (a perfeição) sua maior imperfeição, sem que ele mesmo se dê conta disso. 

Que coisa louca!

Não existe nada mais completo e possível do que a natureza humana com todas as suas riquezas possíveis e imagináveis e, é claro, o contrário dessas, as quais só o tempo haverá de mostrar o quanto ali já habitam.

Cada comparativo que seja feito, de um para com o outro, pode mostrar inúmeras verdades que ali se estabelecem. Mas, ao mesmo tempo, faz destas mesmas verdades, uma possível mentira, criada a partir do que ele tenha somente como vontade e não por fato.

A distância que move a verdade (até que essa se torne fato) faz, através do tempo, uma possibilidade de variações na interpretação de uma mesma coisa. 

Se esse tempo fosse único para todos, é bem provável que estaríamos à mercê do acaso que o próprio acaso seria capaz de fazer. Mesmo assim, poderia não ser o acaso o acaso dele mesmo, mas sim, o feito da verdade de todos.

Como existem infinitos tempos para infinitas existências pessoais, ficamos tentando determinar o momento em que faremos da “nossa verdade” o “fato” para o maior número possível de pessoas, transformando, dessa forma, o tempo de cada uma num único que cubra nosso pensamento e existência, com a mesma interpretação desejada no sim da verdade.

Enquanto nada disso acontece, ou, pelo menos, boa parte não aparece, vamos somando instantes, momentos, tempos em tempos de ânsias, supostamente chamados de “felicidade”. 

Cada vez que a ânsia aparece, parece que o tempo acelera e passa lento tal qual a felicidade que nunca chega.

De todas as vezes que a felicidade não chega, na maior parte delas, quem fecha a porta (e nem sequer uma fresta deixa) é ela que ali está, a ânsia, com seu tempo (que se diz ser infinito, mas finito é) e seu jeito egoisticamente pretensiosa de mostrar ao mundo o que não deveria, mas que o faz sem saber.

No tempo da ânsia, não existe felicidade. Quando existe felicidade, a ânsia simplesmente dá lugar à vida. Isso, se todos nós tivéssemos a mesma interpretação das palavras, bem como dos gestos.


Por Éverton Cunha, o Mr. Pi
Pijama Místico – Pijama Show – 01/04/2009

13 de agosto de 2018

É preciso ir embora...


Ir embora é importante para que você entenda que você não é tão importante assim, que a vida segue, com ou sem você por perto. Pessoas nascem, morrem, casam, separam e resolvem os problemas que antes você acreditava só você resolver. É chocante e libertador – ninguém precisa de você pra seguir vivendo. Nem sua mãe, nem seu pai, nem seu ex-patrão, nem sua pegada, nem ninguém. Parece besteira, mas a maioria de nós tem uma noção bem distorcida da importância do próprio umbigo – novidade para quem sofre deste mal: ninguém é insubstituível ou imprescindível. Lide com isso. 

É preciso ir embora. 

Ir embora é importante para que você veja que você é muito importante sim! Seja por 2 minutos, seja por 2 anos, quem sente sua falta não sente menos ou mais porque você foi embora – apenas sente por mais tempo! O sentimento não muda. Algumas pessoas nunca vão esquecer do seu aniversario, você estando aqui ou na Austrália. Esse papo de “que saudades de você, vamos nos ver uma hora” é politicagem. Quem sente sua falta vai sempre sentir e agir. E não se preocupe, pois o filtro é natural. Vai ter sempre aquele seleto e especial grupo que vai terminar a frase “Que saudade de você…” com “por isso tô te mandando esse áudio”; ou “porque tá tocando a nossa música” ou “então comprei uma passagem” ou ainda “desce agora que tô passando aí”. 

Então vá embora. Vá embora do trabalho que te atormenta. Daquela relação que você sabe não vai dar certo. Vá embora “da galera” que está presente quando convém. Vá embora da casa dos teus pais. Do teu país. Da sala. Vá embora. Por minutos, por anos ou pra vida. Se ausente, nem que seja pra encontrar com você mesmo. Quanto voltar – e se voltar – vai ver as coisas de outra perspectiva, lá de cima do avião. 

Fabricio Carpinejar

10 de agosto de 2018

A vida é ter pelo que esperar...



“... Eu sei que pode parecer besteira
Mas tem gente que espera
Uma vida inteira...” 

Desde quando, eu comecei a escrever no Bullet Journal fico pensando em aproveitar melhor os meus dias... Organizar o meu tempo "cheios de nadas"... A rotina de uma recém formada/desempregada é um tanto quanto sem graça: Alguns finais de semana ficam cheios por causa da pós-graduação; Eu tenho treino 3x por semana e o culto que vou toda sexta-feira. 

Na próxima semana, antes que eu sofra de uma crise de ansiedade com pensamentos fixos das coisas que eu deveria colocar na mala (Roupas, sapatos, acessórios e livros). Eu começarei a arrumar a minha mala de roupas para viajar no Domingo (12). 

No final de semana, tem pós-graduação das 8h até ás 18h/ minha amiga vem dormir aqui em casa e prometemos que dormiremos cedo. No dia seguinte, tem pós-graduação novamente das 8h até ás 18h e aniversário da Luiza em Balneário Comburiu! 

Viajarei no Domingo mesmo. Chegaremos em Balneário Comburiu ás 18:00h para comemorar o aniversário da minha amiga e passar uns dias na cidade de Balneário... Eu sempre acreditei naquela frase "A vida é ter pelo que esperar..." e eu sempre estou esperando: um show... oportunidades... até uma Viagem! 

Nos velhos tempos de “fofoloGuê” e que nem se sonhava entupir uma pagina de imagens com Hastag's, a modinha entre as adolescentes era fazer contagem regressiva para momentos bacanas que iriam vivenciar: viagens, shows, visita à casa de amigos... 

Faltam 09 dias.

9 de agosto de 2018

7 tipos de pessoas tóxicas das quais você deve fugir.



Ao longo da vida, estabelecemos relações sociais em diferentes esferas. Seja dentro da família, com colegas de estudo ou trabalho, ou até mesmo com aqueles com que tivemos relações sentimentais que se encerraram sem rancores, são muitas as pessoas com que cruzamos em nossa vida para compartilhar épocas ou momentos, mas que nem por isso irão nos acompanhar para sempre. E acontece também que, como se padecêssemos de uma espécie de Síndrome de Diógenes com as pessoas (na qual se incluem os chamados acumuladores), é bastante custoso nos desligarmos daquelas relações que já não contribuem com nada em nossa vida. Ou porque essa relação se desgastou, ou, pior, porque se tornou tóxica, é preciso parar de acumular amigos (seja no Facebook ou na vida real) compulsivamente, e começar a valorizar as relações com aqueles com quem realmente vale a pena passar o nosso tempo.

Por isso, ouvimos alguns especialistas para fazer uma lista dos tipos de pessoas das quais você precisa aprender a se distanciar um pouco, ou até mesmo aprender a dizer adeus para sempre, sem se sentir culpado por causa disso:

1. O cônjuge vitimista: Você já não sabe se ele está com você porque gosta de você ou porque você se transformou no seu lenço de enxugar lágrimas mais resistente. Há pessoas que, diante dos problemas, só sabem assumir o papel de vítima. Como explica a psicóloga Patricia Ramírez, “são aqueles que jogam a culpa de todos os seus males em outras pessoas, fugindo de qualquer responsabilidade pelo problema que acontece com eles”. O problema é que esse vitimismo pode se traduzir em que nos contagiem com sua tristeza, frustração e apatia. Por isso, é importante aprender a contê-lo a tempo. “Em primeiro lugar, é preciso lhes dizer que estamos dispostos a ajudá-los a tomar decisões e a solucionar problemas, mas não a ser o lenço em que eles afogam as suas mágoas sem se esforçar para nada”. Se isso não der certo, a melhor opção talvez seja se afastar, pois, como lembra a psicóloga, “você não o estará abandonando, mas sim dando um impulso para que ele aja”.


2. O parente cara-de-pau: Todos sofremos com um familiar que sempre nos telefona para pedir um favor, seja na mudança, seja com os filhos ou para lhe emprestar alguma ferramenta que você sabe que nunca mais vão lhe devolver, mas que nunca está presente quando se necessita dela. Como conta a psicóloga, “são pessoas que sempre querem alguma coisa de você, mas que não sabem ou não querem manter relações bidirecionais, em que deem pelo menos parte daquilo que recebem”. Assim, a psicóloga insiste em que devemos ser os primeiros a deixar claras as nossas próprias necessidades e não nos deixarmos engolir por aqueles que “tiram coisas dos outros sem lhes perguntar se estão bem ou se precisam de ajuda”.

3. As más-línguas: toda vez que encontra com você, esse amigo fala mal de todas os conhecidos que vocês têm em comum. Às vezes, até lhe telefona só para contar a última besteira que fulano ou sicrano fizeram. Acha que ele não fala mal de você também para os outros? Embora todos nós tenhamos um pouco de fofoqueiros de vez em quando, é preciso ter cuidado com aquelas pessoas que “vivem de viver a vida dos outros, porque não suportam a vida delas próprias”, como afirma a psicóloga, para quem “sua vida é sem graça demais, entediante ou frustrante demais para que se fale dela, então passam a destruir tudo o que há em volta”. O conselho para lidar com esse tipo de pessoa é claro: “Não deixe que essa pessoa faça julgamentos de valor sobre outras pessoas que não estejam presentes se você não quiser que ela faça o mesmo com você”.

4. O colega com más intenções: Aquele colega que olha você de soslaio quando você não faz aquilo que ele tinha em mente e que você sabe que, como vingança, em algum momento, decidirá aprontar alguma para cima de você, com má intenção. Sobre esse caso, Patricia Martínez é categórica: “É preciso se afastar radicalmente desse tipo de pessoa”. Com base na sua experiência, ele acrescenta que “são pessoas que vivem constantemente tomadas pela raiva, como se o mundo lhes devesse alguma coisa. Não suportam que os outros obtenham êxito, se esforcem ou tenham força de vontade, porque essas atitudes de superação as rebaixam ainda mais”. Se não mantiver distância em relação a elas, você acabará perdendo a capacidade de se defender e sofrerá com sentimento de insegurança, impotência e ansiedade.

5. O chefe manipulador: Talvez não seja o seu chefe imediato, mas sim aquele intermediário entre você e o “todo poderoso”, que você teve a sorte de que é simpático, amável, próximo e que sempre lhe inspira confiança. Pois, esteja atento. “Mesmo que sinta que ele se interessa por você, que o escuta, é importante saber que há um perfil de pessoa que guarda todas as informações que você lhe dá, para o caso de precisar usá-las contra você”, alerta, nesse item, a psicóloga emocional Nuria Álvarez. Por isso, não se deve esquecer que ele continua a ser sempre chefe e que é preciso aprender a mesurar a questão da confiança, porque “com o objetivo de conseguir o que quer, esse tipo de pessoa chega a fingir sentimentos, a enganar e a desviar de muitas situações. O que elas querem com isso? Que você se sinta culpado e ceda, em favor delas. São carrascos hábeis disfarçados de vítimas”.

6. O amor platônico e narcisista: Você passa mil anos disponível para tudo o que ele precisa, com a esperança de que se avance para algo a mais. No entanto, sempre que estão juntos, você percebe que “ele só fala dele mesmo, fica contando uma quantidade sem fim de problemas ou de coisas alegres sem perguntar uma única vez como você está ou como foi aquela cirurgia tão importante da qual você ainda está se recuperando”, comenta a psicóloga emocional. Segundo a especialista, esse tipo de pessoa tóxica não costuma se preocupar com os outros, pois está sempre centrada em si mesma e em satisfazer a sua necessidade de receber atenção. Assim, sem perceber, você se tornou um elemento fundamental na vida dela, já que alimenta a sua autoestima, ao mesmo tempo em que ela não acrescenta nem acrescentará nada a você. A especialista afirma também que esse comportamento costuma se manifestar “em pessoas que se acham superiores e melhores do que as outras e que por isso exageram quanto aos seus talentos e estão sempre à espera de que você as inveje e admire”. Enquanto você não se afastar discretamente, para que ela passe a falar da sua vida a outros, “tome cuidado e tenha paciência com as birras dela, porque, enquanto ela não se sentir reconhecida, sempre lutará para ser protagonista da sua vida e de todas as conversas”.

7. O colega de estudo pessimista: Quando iam juntos à faculdade, vocês acalentavam grandes projetos, mas, com o tempo, a realidade foi se impondo e nem tudo saiu como imaginavam. No entanto, você ainda sonha em fazer coisas novas e alcançar objetivos, enquanto ele já se rendeu. “São pessoas que só sabem ver as dificuldades do que pode ser feito. Semeiam dúvidas e temores, criam insegurança, desmotivam e podem a chegar a convencer você de que aquilo que você considerava bastante possível alguns minutos atrás agora é exatamente o contrário”, comenta Nuria Álvarez. É bom que existam pessoas que nos façam enxergar os possíveis riscos de alguma decisão a ser tomada ou de levar adiante um projeto complicado, mas essas amizades vão muito além disso. “Elas acabam se desgastando porque exalam negativismo: tudo, para elas, é um problema, vivem com medo e nunca tentam fazer nada. Não saem da sua zona de conforto e não deixam que os outros o façam”. Assim, leve isso em conta antes de avaliar a opinião dele ou decida que há coisas que é melhor não compartilhar, se você não quiser que ele lhe roube todos os seus sonhos e esperanças.

SILVIA C. CARPALLO
© Lado Milla
Maira Gall