Blog
Mostrando postagens com marcador Blog. Mostrar todas as postagens

25 de novembro de 2017

Por que eu blogo?


 A Isadora do blog E agora Isadora? teve a idéia de entrar no Amorzices e acabou me dando uma ideia com seu texto. Eu já escrevi sobre escrever e já escrevi sobre como é ser alguém que escreve em blog. Mas, mas acho que nunca escrevi direito sobre blogar. 

Eu nunca tive vergonha de dizer que blogo. Porém, eu tanbém use diariamente a palavra de maneira sarcástica do mesmo jeito que fazem com blogosfeira ou blogayrinha. Eu escrevo uma coisa aqui, outra ali e fotografo acolá na blogosfera mas, eu não me refiro a mim mesma como blogueira. Nem sei quando isso virou motivo de orgulho [irônico, né?]

Qual a motivação de escrever na Blogosfera? 

Desde o inicio, quando começaram a surgir os primeiros blogs eu nunca soube o que estava fazendo "A minha amiga tinha um site pessoal que era muito parecido com o formato dos blogs pessoais dos dias de hoje... Eu sempre achei tudo aquilo o máximo! Queria fazer um "site pessoal" no mesmo estilo ..."A primeira vez que visitei a plataforma e apertei no botão -criar um blog -  A cada texto que eu escrevia e publicava a sensação de não saber o que eu estava fazendo permanecia...
Conheci pessoas que não faziam a menor idéia da dimensão que tudo aquilo iria tornar-se, éramos somente pré- adolescentes escrevendo sobre dramas de adolescentes.

Tem coisas que só sai da gente por escrito... Eu tenho necessidade de escrever. E expremendo um pouquinho sai um texto bacana.

Quando eu escrevo no blog vejo que eu acabo ultrapassando os meus próprios limites e acabo transformando cada texto banal em algo tão pessoal. É irônico pois, acabo escrevendo mais de mim do que posso suportar lendo. Tenho necessidade de escrever e fotografar para expressar de alguma forma tudo o que sinto e na maioria das vezes eu não consigo falar.

O Lado Milla foi criado em Fevereiro/2014 eu ja não era a pré-adolescente  do inicio desse texto. Mas algumas coisas da adolescencia permanecem firme e forte na vida adulta como o meu gosto pela escrita na blogosfera.

Eu gosto muito de escrever para vocês sobre os meus últimos semestres da faculdade de Psicologia, como foi os meus estágios obrigatórios de Psicologia escolar e Psicologia Social, escrevi cartas que eu nunca tive coragem de entregar aos devidos remententes ou sobre as minhas estranhezas. Sobre como eu estou lidando com o meu desemprego de uma recém-formada. Estou lendo livros para passar o tempo e escrevo as resenhas aqui na medida que eu vou terminando de ler esses livros.

Dificilmente eu conseguiria escrever sobre algo imposto: sobre lançamentos, tendências, recebidos do mês... Eu sempre quis fazer parte dos blogueiros que fazem parceria com grandes e pequenas editoras de livros para receber os lançamentos. Mas, isso não iria alterar sobre a qualidade e a minha opinião sobre a minha leitura.

O " fazer parte..." na Blogosfera é complicado... Surgiram grupos desses de divulgação do facebook na época do BEDA  que quizeram me obrigar a usar o "selinho do grupo" no final de cada postagem do meu Blog ou no lado na barra do Perfil e quando eu neguei me tiraram do grupo dizendo que eu não me encaixava no grupo desses blogueiros. Eu nunca senti a necessidade de comprar uma hospedagem porque eu não queria monetizar esse espaço. Eu preciso escrever para fugir desse mundinho capitalista que tudo tem um preço $$$ e ter um blog gratuito me faz sentir que estou nadando contra a corrente e isso é libertador.

São poucos blogueiros que resistem: "escrevem, blogam, publicam, se preocupa, insiste, toma na cabeça e volta...". Escrever no blog faz parte de mim de uma maneira bem intrínseca, começou na adolescencia escrevendo crises existenciais de adolescente  e quando eu me dei conta eu estava escrevendo sobre a crise dos 30 anos que  me pegou em cheio!  e pretendo carregar para a vida. 

São poucos blogueiros que seguem "por ai", Eu continuo sendo aquela pré-adolescente que não sabe muito bem o que esta fazendo quando estou escrevendo e publico uma postagem. Eu continuo seguindo a vida e devesenquando as pessoas lembram da gente e dizem: Eu me identifico! e o seu cantinho é muito especial.

Tem coisas que só sai da gente por escrito... Eu blogo porque eu gosto de lêr. Eu gosto de blogar porque cada comentário maravilhoso que vocês escrevem, arrancam meu coração e fazem paçoca de tanta doçura. Eu blogo porque eu estou na blogosfera desde 2000. Eu blogo porque conheci vários amigos assim. Eu gosto de mim quando escrevo, eu queria que alguém gostasse das coisas que eu escrevo, Eu escrevo por que sinto que me liberto das minhas mazelas.

Porque, para as coisas fazerem sentido na nossa vida, a gente tem que fazer o que nos faz sentir felicidade. 

A Isadora fez um apelo no blog dela que todos os blogueiros deveriam aderir: "comentem. Não aqui, nesse post (só), mas nos posts que gostarem aqui do blog, de outros blogs, dos blogs amigos. Naveguem, conheçam os blogs de amigos dos amigos...".

Semana passada, eu atualizei o blogroll do Lado Milla pois, conheci uma porrada de gente que bloga. Precisamos mostrar a essas pessoas que nos importamos com o que o amiguinho escreve e oque nós escrevemos importa, vamos curtir/comentar e compartilhar deixar o coraçãozinho desses blogueiros quentinhos de tanto afeto

"Deixem as outras pessoas saberem que o que a gente faz importa, ainda que tenha sido por 5 minutos na vida de um completo desconhecido. É assim e por isso que a gente continua.".

O Amorzices é um projeto mensal, publicado todo dia 15, criado pelo trio de blogueiras sernaiotto + serendipity + desancorando e que terá um tema de base: amor. a partir daí, elas vão falar sobre um monte de coisas. o tema de novembro é amor na blogosfera. eu resolvi aderir ao tema, tá aqui minha contribuição. se você também quiser participar, deixa o link lá no blog delas!


Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):

17 de outubro de 2016

Aleatoriedades da semana #01



Faz uns três meses que o #resumodomês não aparece aqui no Lado... A bagunça na vida real, fez com que me faltasse tempo&criatividade para escrever aqui no blog e espalhar conteúdos bacanas na blogosfera (cof,cof...). Pensando nisso, eu gostaria de escrever sobre "a life" e sobre coisas aleatórias mais ou menos relevantes que aconteceram na semana: um filme, uma musica, um livro que eu esteja lendo... O ultimo episódio do seriado que eu vi no Netflix... Sem a pressão de escrever uma resenha sobre esses assuntos.
Nesses últimos três meses: Esse é o último semestre da faculdade de Psicologia e depois formatura! Fiz 7 matérias depois do TCC (não recomendo isso para ninguém...). O meu rendimento nas aulas já foram melhores... As aulas, as provas e os trabalhos andam tirando o meu sono... #cansada.



Terminei de ver a 1° temporada de Gilmore Girls: Quando a série GG foi lançada, no ano 2000 no canal Wharnner Channel (canal a cabo) eu cheguei a ver alguns episódios aleatórios na época e algumas reprises da série em horários alternativos no mesmo canal. A identificação com essa série foi quase de imediato: A relação mãe e filha, o vicio por café, o habito de sempre ter um livro na bolsa... Na época, eu cheguei a pensar na possibilidade de comprar o Box com os DVDs da série Gilmore Girls. Mas, logo fui demitida e acabei adiando esse "presente".

Quando eu vi a série Gilmore Girls no catálogo da Neteflix eu pirei com a possibilidade de maratonar(?) saboreando cada gole de café, com hambúrguer decorado de papai noel... Terminei a 1° temporada de Gilmore Girls nesse final de semana... com a empolgação de quem espera ansiosamente por novos episódios... Estou tentando nao ficar lendo "spoiller" na internet para não perder o intusiasmo de ver cada episódio.


O meu ritmo de leitura anda devagar ultimamente... O ultimo livro que li foi Cartas de Amor aos Mortos (resenha).  Eu fiz algumas tentativas -mal sucedidas- de começar as ultimas leituras mas, acabei desistindo de ambos os livros.



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 
Snapchat: Lmilla5



18 de agosto de 2016

BEDA#18: T.A.G - Daydream







Oi pessoal!!!

Eu faço parte de um grupo no Facebook chamado Daydream. É um grupo muito fofo só de Blogueiras e fui tagueada por alguém do grupo que não lembro. Essa é a primeira Tag do grupo que eu respondo e espero que venham muitas outras por aí! Vou falar um pouquinho sobre o blog e como tudo começou. Espero que gostem!

1 – Como surgiu o nome do seu blog?

Tenho uma necessidade urgente de escrever! Naquele momento, eu precisava de um "canto" mais organizado na blogosfera para colocar os #mimimis diário, meus textos aleatórios e os meus registros fotográficos. "Um novo ciclo..." foi esse o primeiro pensamento que surgiu quando cliquei no botão ‘criar’ e comecei a montar esse blog. Então, o blog se chamaria "Um lado meio Milla..." por ser um blog pessoal nada mais justo ter meu apelido de infância no nome do blog.

2 – Qual foi seu primeiro investimento? Se arrepende?

Eu nuca investi dinheiro no meu blog. Tenho uma câmera fotográfica Canon T3 com duas lentes 18: 55 e a minha queridinha "cinquentinha" para os meus trabalhos de fotografia free-lance e uso quando vou fotografar as imagens para o meu blog.

3 – Se você fosse convidada para um programa de TV por ser blogueira, qual programa você gostaria de ir?

No programa do  Soares. Acho o Jô um artista impar  e todas as suas entrevistas são super inteligentes.

4 – Quem te inspira? O que te levou a fazer o primeiro post?

Que pergunta difícil... Já conheci muitas pessoas na blogosfera.Mas, nenhuma ao ponto de me inspirar. "Um novo ciclo..." foi esse o primeiro pensamento que surgiu quando cliquei no botão ‘criar’ e comecei a montar esse blog.

5 – Já conseguiu parcerias? Dê dicas de como conseguir.

Não.

6 – O que já investiu no seu blog e o que pretende investir futuramente?

Não pretendo investir no blog.

7 – O que mudou na sua vida depois de criar um blog?

Acho que nada...

8 – Quais são os melhores meios de divulgação?

Grupos de divulgação no Facebook, page do blog, Google.

9 – Há quanto tempo você tem o blog?

2 anos.

10 – O que te motiva a continuar o blog?

Escrever os meus desabafos e mazelas diárias 

11 – Qual a frase inspiradora que faz com que você continue em frente?

Enquanto eu tiver perguntas e não houver resposta continuarei a escrever....  Clarice Lispector.

12 – Quem você entrevistaria?

O Jô Soares  hehehehe

13 – Qual sua opinião sobre o bloqueio criativo? E qual seu método para combater?


Quando eu comento que eu não combato o bloqueio criativo as pessoas acham isso muito engraçado. O “Lado Milla” ficou três meses em Hiatus nessa época de bloqueio criativo e cansaço.


14 – Qual sua banda favorita? Já foi ao show? Como foi?

Amo Rock Gaúcho desde a minha adolescência rebelde.  A primeira banda que ouvi desse gênero foi Acústicos&Valvulados os meninos acabaram virando amigos de estrada de tantos shows que eu já fui deles... Falei um pouco mais nesse post  aqui.

15 – Qual sua música para momentos tristes?


Ouço bastante musicas Gospel quando eu estou passando por algum momento triste.


Bom pessoal, essa Tag foi incrível de ser respondida, obrigada a todos que leram até aqui. Espero que tenham gostado. Ao final dela é preciso indicar algum blog que faça parte do Day Dream para responder, então confira os blogs que selecionei.

Meus blogs indicados:

Rogerio Hudson, Aline Simões Lívia Alves Santana
Adria Sofia, Tanise SilveiraAna Julia,
Gaby Fagundes, Amanda Franzão Soldi










Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei comentando com vocês sobre o BEDA (principalmente no Snap!!):
Snapchat: Lmilla5 

8 de agosto de 2016

BEDA #08 - CANÇÃO DE SEGUNDA: O Segundo Sol - Nando Reis



José Fernando Gomes dos Reis, conhecido artisticamente como Nando Reis é ex-baixista da banda de rock Titãs, atualmente segue em carreira solo, acompanhado pela banda Os Infernais.

 

Nando Reis, ficou conhecido como um dos maiores compositores da sua geração, compondo sucessos como "Diariamente" (com sua ex-namorada Marisa Monte), "All Star", "O Segundo Sol" e "Relicário", gravados por Cássia Eller;




O título dessa canção, logo a principio, leva ao questionamento do que seria verdadeiramente o segundo sol. O princípio do relativismo, caracteriza-se por afirmar que em certas áreas a verdade é relativa a um certo ponto de vista, quer seja do singular quer seja do plural, ( Nogueira e Paulo Gadelha, 2003), ou seja, o que para uma pessoa significa verdade, para outra pode não ser. E o Segundo sol seria justamente a transformação de conceitos, o surgimento de novas opiniões, sejam elas neste caso, referentes ao amor ou não.

A primeira estrofe da música retrata:

“Quando o segundo sol chegar, para realinhar as órbitas dos planetas, derrubando com assombro exemplar, o que os astrônomos diriam se tratar, de um outro cometa”



Primeiramente, nota-se que Nando Reis refere-se à um acontecimento cósmico, entretanto, implicitamente esta estrofe remede a ideia de que a chegada do Segundo Sol, uma nova verdade, desconstruiria antigos conceitos, levando a formulação de novas opiniões. 


Logo em seguida, têm-se o seguinte:

“Não digo que não me surpreendi, antes que eu visse você disse, e eu não pude acreditar, mas você pode ter certeza, de que seu telefone irá tocar, em sua nova casa, que abriga agora a trilha, incluída nessa minha conversão”



Nessa estrofe percebe-se que a nova verdade que chega, causa surpresa promovendo a conversão, que neste caso seria a transição de conceitos.


O Segundo Sol finaliza-se com a seguinte estrofe:

“Eu só queria te contar, que eu fui lá fora e vi dois sóis num dia e a vida que ardia sem explicação. Explicação, não tem explicação”.


Essa última, porém não menos importante estrofe, mostra que uma pessoa está sujeita a deparar-se com “dois sóis”, ou seja, com mais de uma verdade. A verdade que prevalecerá, será a que tal pessoa achar mais conveniente acreditar, mostrando que, em determinadas circunstâncias, os acontecimentos não são explicados, por não ser possível ou por não merecerem esclarecimento. Sendo assim, a música “O Segundo Sol”, de Nando Reis, popularmente conhecida na voz de Cássia Eller, é resultado de uma combinação harmoniosa entre uma melodia suave e uma estética musical digna de ser apreciada por todos que tenham bom gosto com relação à música.

Os apreciadores dessa canção são submetidos as mais variadas sensações, desde o relaxamento à empolgação, transmitindo a mensagem de que os seres humanos estão propícios a aceitarem como verdade aquilo que lhes convêm. Desse modo o segundo sol, segue como um termo que refere-se a qualquer assunto, desde que este proponha o recomeço. Seria então a transição de conceitos e as constantes e incessantes mudanças de opiniões, deixando um espaço aberto para as mais diversificadas interpretações.



                              



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 
Estarei comentando com vocês sobre o BEDA (principalmente no Snap!!):
Snapchat: Lmilla5

4 de junho de 2016

Ensaio sobre a canseira.


Se, um dia eu viesse a escrever um livro... Escreveria uma auto-biografia. Não que, a vida de uma garota/mulher vivendo atualmente á crise dos 30 anos, tenha algo interessante ou rendam mais de duas mal-escritas páginas. Eu já me atrapalho o suficiente escrevendo as postagens mais pessoais aqui no Blog.

Mas, se um dia eu viesse a escrever um livro...

O titulo desse livro seria "Ensaio Sobre A Canseira" parafraseando o romance do escritor português José Saramago. A capa do livro seria da cor branca, a cor do titulo do livro seria vermelha e com essa ilustração: de uma garota tentando escrever, mesmo estando completamente exausta. Aliás, essa ilustração define a minha vida nesses dois últimos meses ... 

O semestre da faculdade (3 matérias pendente) está bem tranqüilo, me formo em Psicologia no final desse ano. A grande novidade de 2016 é que minha mãe comprou um salão de beleza (funcionando...). E me chamou para trabalhar na parte financeira. A equipe de funcionarias nos recebeu com bastante resistência e estamos em um processo longo de adaptação... Eu ainda não consegui "curtir" o fato de estar trabalhando em um negócio próprio sem pensar no stress que é cada pequena mudança. 

Isso anda consumindo a maior parte do meu tempo e energia que eu reservaria para escrever no Blog. Gosto de escrever ou fotografar como válvulas de escape, para descarregar todos os meus "demônios interiores" e com isso me sentir aliviada das minhas mazelas e mimimi´s diários. Mas, Ao olhar os "Arquivos" no mês de Maio sinto uma pontinha de remórcio por ter apenas uma postagem sobre uma TAG literária com fotos antigas... Seria mais decente assumir o Hiatus por um tempo.

Enquanto ao livro...

Estamos naquela parte da história em que o personagem esta se esforçando para que as coisas terminem bem, faltando bastante para a moral da história e faltando mais ainda para o Fim.

16 de abril de 2016

Correios #04 - Cartões de visita do blog.

O blog Lado Milla agora tem cartões de visita personalizados. Conheço algumas pessoas que não tiveram boas experiências com serviços gráficos e por isso resolvi contar um pouco sobre como foi o processo de criação, produção e impressão do material que fiz para o blog. Vale destacar que, os preços variam de acordo com o tipo de trabalho solicitado.


A necessidade de fazer cartão de visita para o blog surgiu quando eu comecei ir a eventos: como encontros de blogueiros/vlogueiros e encontros literários promovidos pelas editoras. Durante a conversa com os outros blogueiros eu falava sobre o meu blog e a pessoa pedia um cartão do Blog e várias vezes eu entreguei o cartão da fotografia para a pessoa. Ficava uma situação complicada, pois o assunto em questão não era fotografia.,, A partir daí, percebi que precisava fazer os cartões para o blog o mais rápido possível para evitar novos constrangimentos.

1º passo: Design 

Confesso que, eu não tenho nenhum conhecimento em Design. Os sites que me auxiliaram bastante para montar a arte do cartão de visita foi o colourlovers que te dá à possibilidade de colorir as imagens de fundo (peças do quebra-cabeça) e o Canva me possibilitou colocar a minhas idéias no papel. Aliás, esses sites também me auxiliaram a montar um Banner para o blog Lado Milla.


Para criar o cartão usei a mesma identidade visual aqui do blog. Fiz isso porque facilita no momento da pessoa assimilar e reconhecer o blog no material gráfico.

2° passo: impressão

No segundo semestre de 2015 resolvi adotar a figura de uma peça de "Quebra Cabeça" aqui no Lado Milla inspirada nos meus blogs favoritos como já falei em alguma postagem aqui no blog. Quando eu (finalmente) concluí as artes, pensei na possibilidade de ir atrás de gráficas aqui de Florianópolis, mas não tive uma experiência muito boa com os meus cartões de fotografia:
“Quando eu senti a necessidade de ter um cartão de fotografia fui atrás de uma gráfica que fica próxima a minha casa. Eu não me lembro do valor/quantidade que foi na época, o profissional não deu liberdade nenhuma de montar um cartão de visita do jeito que eu queria e fiquei meio que sem jeito de pedir...”
Eu conheci a gráfica virtual 360 imprimir pelas pesquisas que fiz na internet e vi que muitas pessoas recomendavam os serviços da 360 imprimir. No começo fiquei insegura, mas o site é muito fácil de manusear dando ao usuário a liberdade de fazer o cartão de visita do nosso jeitinho... 


Para fazer serviços gráficos na 360imprimir você tem a opção de fazer download da sua arte pronta (o meu caso, por exemplo) ou usar um dos modelos que eles disponibilizam no site. Os valores variam conforme acabamento, cor e corte do seu produto.

Eu paguei R$ 19,99 em 250 cartões de visita. Os cartões foram feitos com acabamento para a impressão ficar correta, o papel veio reforçado e nem parece que a minha impressão é a sem verniz porque os materiais ficaram com superfície lisa e impecável. Tem a opção de pedir revisão de um profissional para a sua encomenda paguei R$ 9,99 por esse serviço. O frete custou R$ 16,00 e no fim a minha conta na 360imprimir fechou em R$ 36,00.

O capricho da gráfica está, desde a impressão até o envio dos produtos. Recebi os cartões em uma caixinha de papelão reforçada. O material também estava bem acomodado e sem amassar. O prazo de entrega demorou menos de 15 dias mesmo pedindo pedi produção lenta (se você pede produção rápida, eles cobram uma taxa). 


Para conhecer o trabalho da 360imprimir é só clicar AQUI e acessar o site da empresa.

18 de dezembro de 2015

#18- Links da Blogosfera #04

Links da Blogosfera: Toda sexta-feira, compartilharei aqui as postagens que eu mais gostei de ler (ou assistir!) a idéia inicial, é que as postagens sejam recentes mas vai depender o quão corrida estará a life.... Porém, de qualquer forma o conteúdo será escolhido sempre com muito amor e carinho!



DIRETO DA TERRA DO MICKEY; A Evelyn está trabalhando na Disney e contou um pouco como esta sendo a experiencia e registrou fotografias lindas! 

INSPIRAÇÕES PARA A ÁRVORE DE NATAL; Eu sempre estou visitando/comentando o blog da Dell e essa postagem me chamou bastante atenção por conter diferentes inspirações para decorar uma arvore de natal mesmo ela sendo budista e ela mudou o visual do blog também!http://bonjourcircus.blogspot.com.br/2015/12/inspiracoes-para-arvore-de-natal.html

Show: Nenhum de Nós; Eu adoro ler "diário de chalaça" e sempre estou escrevendo sobre os shows que eu vou... Essa semana, A camila escreveu sobre o show do Nenhum de Nós em POA como uma riqueza de detalhes e sentimentos que me deixou morrendo de vontade de ver esse show na minha cidade

Book Haul: Novembro e Dezembro; Eu adoro esse tipo de postagem e até fiz ano passado divididos em semestres... O diferencial desse Book Haul é que alguns livros ja foram resenhados em seu blog. O que me encomodava em outras postagens como essa é a " ostentação" de livros que as vlogueiras fazem sem a intenção de ler esses livros.


Semana que vem dia 26/12/2015 
teremos  o ultimo Links da Blogosfera do ano!

16 de dezembro de 2015

#16 Sobre os 182 dias que restaram...

O mês de Julho, seria um mês de LEITURA INTENSA! Porque eu estava de recesso da faculdade e o meu estágio terminaria em junho... Porém, escolhi acrescentar um mês no meu estágio de Psicologia (estagiei nas férias!).


Resolvi dar continuidade ao meu estágio na Pastoral do Migrante por causa da continuação do GETEP que terminou antes mesmo da finalização desse semestre... Esse ultimo mês, não teve a pressão de escrever pequenos relatos afim de, montar um relatório de estágio.

O meu semestre na faculdade foi assim: 



Psicologia hospitalar (optativa) Conheço a professora que ministrou essa matéria de outras matérias que fiz ao longo do curso... Mesmo depois dos estágios essa matéria trouxe muitos aprendizados 

Gestão, desenvolvimento e qualidade de vida A matéria em si foi o "mais do mesmo" da disciplina Psicologia do trabalho que eu tive ao longo do curso. A professora foi contratada recentemente e era toda "meticulosa" e tal... Matéria chata! Professora chata! 

Psicologia e direitos humanos (optativa) é um professor bastante querido na graduação, sempre tínhamos calorosas discussões com as temáticas cada vez mais polêmicas.

Sem Estágios, sem GETEP apesar dos bons frutos esse semestre foi bastante deprê...

A Blogosfera atual não esta nos seus melhores momentos... Porém, "devezquando" surgem projetos como o BEDA que fazem aflorar o melhor/pior de cada Blogueira(o) e seria engraçado se não fosse trágico um desafio um tanto engraçado (A galera tem conteúdo mesmo!) as outras blogueiras que não aderiram ao BEDA pelo motivo que diminuiria as visualizações de cada postagem... Resumindo: ainda existe blogueiros que se importam com o conteúdo. 

Enfim, férias... A única programação para esses dias é descansar muito! E ler os livros que recentemente eu comprei e as outras leituras que acabei atrasando ao longo desse semestre.

5 de setembro de 2015

Reflexões do BEDA e da blogosfera atual




Como é de costume, nesse humilde espaço temos o  "Resumo do Mês" nos dias que finalizamos cada mês. No mês de agosto, os resumos foram semanais. Leiam, os resumos da semana nesses links: 1°Semana, 2°Semana, 3°Semana e a 4° e ultima semana

Em 2002 eu tinha uma "amiga" o nome dela é Elisa do grupo de jovens que, tinha um site pessoal (luxo!!!) . O site da Elisa, era muito parecido com o formato dos blogs pessoais de hoje em dia...

Ela colocava musicas americanas com as traduções em português, algumas fotos dos seus amigos de faculdade/grupo e imagens dos seu seriados preferidos... Lembro-me de ter pedido um help para fazer um site para mim, ela tascou-lhe-me um FODA-SE no meio da testa! Dizendo que, mesmo ela sabendo como fazer um site ela não iria me ajudar.

Em 2004, encontrei um site chamado Comunique-se que hospedava blogs para jornalistas. O nome do meu Blog-se por incrível que pareça era "Minha vida como ela é..." Nelson Rodrigues deve ter dado muitas cambalhotas no caixão pelas baboseiras que eu escrevia na época (escrevia?) Naquele blog eu comecei a escrever algumas frases... Postava os meus milhares de gifs e algumas fotos da minha primeira máquina digital. Esse blog durou dois anos.

Naquela época, eu via aqueles templates lindos no estilo do Brumaximus em blogs mais lindos ainda mas, obviamente não tinha como colocar no blog-se... Então, fuxicando no blog Uol encontrei uma hospedagem gratuito e o endereço era Mylinda.zip.net e eu usava o codinome de La Ballerine com um template em tons pastéis, com uma imagem de uma criança vestida de bailarina... Foi nesse blog, que eu comecei a escrever de verdade. Nessa época, eu arriscava em colocar alguma fotografias registradas na minha MD da época... Postava alguns gifs piscantes nos textos que eram peças indispensáveis  na época... Esse blog durou 4 anos ( 2005 até novembro de 2008) e por causa desse blog que eu tive as minhas primeiras amizades virtuais; Ludmila, Natalia e a Cah.
Hoje em dia, elas não são mais blogueiras...

Em novembro/2008 (cansada da bagunça e da UOL...) fiz um blog novinho em folha... Porém o nome "Versos em Bossa..." surgiu durante uma conversa no MSN com as minhas amigas virtuais + um template free lindo com uma figura de rosa vermelha no canto. Nessa época, os meus textos já estavam melhores e eu fui pegando gosto pela escrita... Eu já tinha uma maquina digital bacana, para postar as minhas fotografias no blog. Esse blog durou até o final do ano de 2013 com uma ida prévia ao Wordspress mas, não durou nem mais um mês. Escrevi nesse blog durante 06 anos. Mas, a contradição do blog e a bagunça logo depois foi algo que não me definia mais.

Há 01 ano e seis meses criei o "Um lado meio Milla..." esse Blog, veio para abrir um novo ciclo... É somente mais um "blog pessoal", mais um cantinho na blogosfera para registrar meus delírios e devaneios com direito há; textos bastante pessoais, algumas crônicas e os meus registros fotográficos. 

Quando eu escolho ter um “Blog Pessoal” e de ter essa postura de “exposição gratuita” porque ser julgada pelo modo que eu penso, escrevo, fotografo? 
A blogosfera atual mudou... Graças a Deus! Comecei essa postagem escrevendo sobre a minha trajetória 10 anos e 4 blogs enquanto eu estava descobrindo a melhor plataforma para escrever... Tinham outras blogueiras fazendo nomes/pseudônimos nesse universo! Com blogs sobre: Moda, literatura, músicas, fotografias... 

Não sei em qual momento eu "cochilei" no mundo da Blogosfera...
Acordei! E vi o assunto Profissão Blogueira ser a principal pauta da revista Capricho que tem o público adolescente... Eu comecei um blog quando era adolescente. Hoje em dia, eu incentivo as adolescentes que eu conheço, a ter um espaço como o blog para escrever e exercitar a escrita... Pois, essa fase é uma das é uma das fases mais perturbadoras da vida! Escrever sobre o que está nos incomodando servem como desabafo para passar por esses momentos com calma. 

Ter um Blog para falar de: Moda, literatura, músicas, fotografias... Como profissão? Ainda não tenho uma opinião formada sobre esse assunto. Acho perigoso, não passa credibilidade uma blogueira que diz que : _ Recebi X livros da parceria com a editora Y emenda com um "Não li ainda, mas são ótimas leituras... ". Essas mesmas blogueiras(?) desanimam na primeira semana. Pois, acham que o sucesso virá do dia para noite e logo terão sucesso e fama...
Uma dica: voltem 1000 casas e encontrem o seu cérebro! 

O Rotaroots, é um grupo com a missão de resgatar os bons tempos da galera blogueira old school. No  ultimo mês de agosto, promoveu o B.E.D.A é um projeto inspirado no VEDA (Vlog Every Day April) e que significa Blog Every Day August. O que quer dizer que a ideia é fazer um postagem por dia dividiu opiniões:

1. A galera que comprou a idéia de escrever/postar TODOS os dias!
2. A outra galerinha que não aderiu o B.E.D.A pois, não teriam como promover as suas postagens e as visualizações e os comentários iriam diminuir. (What?)

Eu e a maioria das minhas amigas fizemos parte da primeira galera: Da turma das blogueiras que compraram essa idéia e realmente escreveram/postaram TODOS os dias! O Blogrool deu uma leve pirada no mês de Agosto atualizando em segundos cheio de textos maravilhosos dos "Migos&Migas". 

Nesse mês, eu escrevi textos bacanas também achei que iria postar somente Tag´s... Eu e os outros blogueiros nos jogamos em um buraco sem fundo! e conseguimos provar que, é possível escrever TODOS os dias e todos esses dias acontecem alguma coisa que podem render uma história bacana para escrevermos no Blog.


Estou um pouco ressacada... esse texto por exemplo, era para ser postado no 1° dia do mês de setembro mas as idéias andam lentas.

29 de agosto de 2015

BEDA#29: Poderia ser um papo de Pijama...

Ontem, assistindo um show de uma banda no Gnt eu pude perceber o que eu já tinha comprovado nos milhares de shows que eu fui nesses meus vinte e poucos anos... 

Uma parte do seu gosto musical, vai ser definido quando realmente você for em pelo menos 1 show do seu cantor/banda preferido. Você vai descobrir a resposta da mesma pergunta que eu já fiz um dia: O que te faz Odiar ou amar uma banda? e digo mais, você vai descobrir que " Entre o amor e o ódio a linha é tênue, também...".

Entre algumas linhas de alguma postagem desse blog eu devo ter escrito que: Faço parte de uma geração talvez a ultima que, ouvia muita musica entre as ondas de radio FM e AM do velho Walkman ... 

Na adolescência, conheci o programa Pijama Show que o radialista tinha uma voz aveludada que falava coisas malucas na madrugada e entre um papo e outro tocava algumas canções que se tornaram a trilha sonora de uma fase importante difícil da minha vida: Nenhum de Nós - Paz e Amor , Sob Um Céu de Blues, Cidadão Quem - Pinhal, Mr. Pi - A História...

Conheci o Everton Cunha (Mr. Pi) em um encontro dos Pijanautas promovido por um amigo na época... e confessei esse medo de conhecer "ao vivo" as pessoas que de alguma forma eu admiro e ele respondeu uma frase que eu levo para a vida "O Buda só é quem ele é por permanecer sentado." as pessoas são apenas… pessoas. E devemos olha-las como uma janela, não um espelho. A expectativa que colocamos nas pessoas é o significado que elas tem para nós, não o que verdadeiramente ela é (?). Esquecemos que, elas são seres humanos como qualquer um.

Porém, quando se trata de uma Banda os integrantes são vistos coletivamente e é ai que mora o perigo... A banda tem o publico na mão, o publico corresponde a cada canção do set-list com uma energia inexplicável... Já sai de um show amando/odiando a mesma banda por shows distintos por diversos motivos: Vocalista em um dia não muito bom, set-list ruim mesmo tendo musicas bacanas, o show não é tão bacana quanto, ouvir as musicas em casa no aconchego do lar... E todas essas "má impressões" uma pessoa pode ter em um único e ultimo show.

O documentário do GNT que me referi no inicio, montra essa troca de energia intensa com pessoas que acompanham a banda em cada show e aquelas que estão ali pela primeira vez... Mostrando que, a história da banda se confunde muitas vezes com as historias do público.

Escrevo mais sobre os melhores shows que eu já fui em uma próxima postagem.

20 de agosto de 2015

BEDA#20 Cadê o meu Café !?!

Leitor irritadinho(a) - Mais uma TAG???? Assim é fácil manter um Blog "atualizado".

Hoje mesmo eu vi essa TAG no blog da Anna Vitória que foi indicada pra responder uma série de perguntas sobre o processo de escrever As perguntas foram retiradas de uma espécie de meme que andou circulando pela blogosfera gringa, o Why I Write

O que eu ando escrevendo? 

Há vinte dias esta tendo postagens aqui no blog TODOS os dias. Sim, eu estou escrevendo bastante aqui no Blog, as temáticas são os assuntos de costume ( Minha life, músicas, livros, fotografia...). Fora da internet, eu escrevi o meu Trabalho de Conclusão de Curso de Psicologia que o assunto era "Impactos Psicológicos do processo migratório". Continuo escrevendo, em rascunhos juntando as palavras em frases desconexas e textos sem as devidas pontuações... 

Como minha escrita se diferencia de outras do gênero? 

Enquanto escritora, eu posso dizer que tento escrever sobre a life... O gênero é "Blog Pessoal" escrevo a minha opinião, sobre musica, livros e atualidades. é um Blog pessoal comum diante tantos outros blogs: literários, crônicas, modas, decoração... 

Recebi um comentário certa vez que a leitora escreveu que tinha a sensação de estar lendo um diário... Essa é uma característica de um "blog pessoal". Quando eu comecei a escrever na internet, os blogs não tinham tantos gêneros... Acho que eu não saberia escrever de outra forma, como "O Meu Querido Diário" eu tentei uma vez, mas os comentários me entregaram "Diz para mim que não é só literatura..." 

Por que eu escrevo? 

Na minha opinião, a melhor resposta é da Clarice Lispector. Ela disse certa vez que: "Enquanto eu tiver perguntas e não houver resposta continuarei a escrever.". Acredito que essa minha ânsia de espremer meus sentimentos em palavras, esta no jogo de perguntas/respostas ao longo dos acontecimentos da vida... 

Quero arquivar sentimentos, momentos e histórias para não esquecer... Quando eu re-lêr essas postagens do "Arquivo" que eu me sinta melhor, por ter vivido esses momentos descritos e principalmente de ter superado esses momentos de alguma forma. 

Como eu escrevo? 

Eu escrevo no Word, não me acostumei a escrever direto do Blogger... No bloco de notas do celular e rabisco em folhas de papel (Sim!) quando não estou na frente do computador. 

Eu gosto de escrever na madrugada... Porém, aprendi a produzir no fim de tarde, com uma xícara de café recém passado no lado do notebook escrevo ouvindo musica, nesses momentos de produtividade o meu gênero musical preferido é; instrumental ou internacional. 

Eu participo de um projeto literário junto com outras blogueiras todo o dia 16 nós escrevemos sobre um Tema. A escrita é instigante pois, explora a criatividade da escrita e acaba melhorando a forma de escrever. 

Escrevi um dialogo em "quatro mãos" com a Mª Fernanda e foi uma experiência muito bacana! ouve bastante troca de experiências e formas de escrever. Acho que teremos que fazer isso mais vezes! 

Como supero bloqueios criativos? 

Então... Eu não supero. Quando a escrita não flui de jeito nenhum, eu saio da frente do notebook e vou ler um livro, ver filme, sair por ai para fotografar ou simplesmente fazer café... Até a criatividade "desbloquear".


16 de agosto de 2015

BEDA #16 - Uma peça do Quebra-cabeça.


Esse foi o primeiro template do blog. Quando o meu blog ainda se chamava "Um lado meio Milla..." com uma imagem de fundo coloridinha. Logo enjoei daquele banner, fiz um LINDÃO cof porém, eu continuo não sabendo nada de Html como naquela época e acabei desconfigurando e trocando de template logo em seguida. 

... E como um quebra cabeça, fui montando do jeitinho que eu queria...

No mês de março/2015 inspirada em alguns blogs que estão entre os "meus favoritos" todos esses blogs tem uma imagem que identifica. Por exemplo: O blog da MF tem um lindo dente de leão, a Bárbara é aqueles hexágonos de colmeias de abelhas e a tem uma ilustração dela com um gatinho... Uma peça de quebra cabeça é uma imagem que tenho me identificado bastante nesses últimos meses.


O template anterior e a sua possível liberdade junto com o banners nem tiveram tempo de me causar náuseas & enjoos... O que aconteceu, foi que ontem eu fiquei mexendo no canva.com e junto com algumas referências e acabei montando um novo banner para o Blog e lembrei desse template e consegui não fazer "caquinha" como no ano anterior.


14 de agosto de 2015

BEDA #14 - Segunda semana do projeto.






Essa semana foi de TAG,s (que já estavam programadas). Além do cronograma normal do "Lado Milla": (Canção de Segunda, projeto 52 semanas e Fotografando Domingos). Os textos que eu tinha para essas semana, ficaram no rascunho por não passarem de uma 1 ou 2 frases soltas...

Quase isso....

LINK´S DA SEMANA


No 08° dia do projeto: A Maira Volpato, do blog Dama Turquesa sugeriu que usássemos o Mês a mês para postar fotos relacionadas a esse mundo de bloggar. Eu escrevi uma vez aqui mesmo que não tem receita para escrev.... - Projeto Mês a Mês
No 09° dia do projeto: Coloquei o texto DNA, Martha Medeiros. Em homenagem ao dia dos pais.
No 10° dia do projeto: Músicas que aprendi a ouvir com meu pai... No auge dos meus 3 /4 anos na fase de ouvir Xuxa... Meu pai, querendo mudar o meu gosto musical e poupar os ouvidos dele. Colocava na vitrola para tocar o disco do Raul Seixas...
No 11° dia do projeto: TAG Essa com certeza não seria eu! A Analu inventou um Meme ao som de Capitão Gancho, da Clarice Falcão. Essa ser que voz escreve quaaaaaaaaaaase não é metida, resolveu fazer também e pioooooooor tentei rimar
No 12° dia do projeto: O Projeto 52X5 faz parte do cronograma do blog SEMANA 18 - Sinto saudades...

6 de agosto de 2015

BEDA #6 - #02 Sara: A minha BFF Colômbiana



O tema do meu TCC foi "Haitianos em Florianópolis/SC" no inicio, o estágio era somente de pesquisa pois, não tínhamos um campo de estágio expecifico. Foi algo diferente de todos os estágios que fiz nesses dois últimos semestres da faculdade de Psicologia... No segundo semestre, fomos convidadas a fazer o nosso estágio na Pastoral do Migrante e isso acabou dando um giro de 360° no estágio inteiro! Conheci muitas pessoas, com diferentes culturas e nacionalidades que me fez adquirir aprendizados que eu vou levar para a minha vida! 

Na pastoral, passam muitas pessoas de diferentes nacionalidades... E foi nesse contexto que eu conheci a pequena Sara!

Sara chegou na sala da Pastoral, com a mãe no (canguru) próximo ao peito da mesma e coberta com uma manta, para proteger da chuva miúda ocasionada pelo mau tempo daquela semana.. Ela tinha um pouco mais de 8 meses e vestia um Tip-Top de veludo da cor vermelha. Era morena, tinha olhos negros feito jaboticaba e um sorriso mais lindo que eu já tinha visto em um bebê. Sou o tipo de pessoa que mexo com todas as crianças que eu vejo pela frente, me julguem. 

Assim que vi a Sara fiquei encantada! e isso foi recíproco pois, logo ela começou a sorrir e aceitou vir para o meu colo. Já no meu colo, começamos a "conversar". Sim, a pequena falava (e como falava!) no código dos bebês. Claro, indecifrável na língua dos adultos... E eu acabava fingindo que estava entendendo tudo fazendo-lhe perguntas retóricas: Sério? Nossa, Sara... No maior estilo conversa de maluco.

No meio do papo, juntamente com um sorriso encantador,a pequena Sara solta a gargalhada mais gostosa da face da terra! Causando um certo espanto nas pessoas que estavam na sala, principalmente na sua mãe que me falou bastante surpresa:

_Ela nunca sorriu/ gargalhou assim para alguém! 

Sara me conquistou! No meio da conversa, com tantos sorrisos/ gargalhadas. Algo passou despercebido, o sorriso "mais encantador da face da terra" ainda não tinha nenhum dentinho! Sim, o sorriso e a gargalhada mais gostosa era banguela?

_ Sara, cadê os teus dentinhos?

A resposta foi outra gargalhada, tão gostosa quanto dá primeira vez... 

E assim foi os 3ou9 minutos seguintes. Sara com seus olhinhos de jaboticaba brilhavam tanto, quanto a sua gargalhada. Eu só conseguia mesmo rir de volta para a pequena Sara, naqueles poucos segundos de convivência, tínhamos até "piada interna" parecíamos amigas de longa data... 

A pequena Sara, acabou se tornando a minha amiga ( apesar de ser um bebê) ganhando o titulo e o meu coração de BFF: Baby Friends Forever



Obs: A pequena Sara me visita com frequência... Na ultima vez, estavam-lhe nascendo o primeiro dentinho **
© Lado Milla
Maira Gall