Fotográfia
Mostrando postagens com marcador Fotográfia. Mostrar todas as postagens

10 de setembro de 2020

Resenha do livro: A bolsa amarela







Título: A bolsa amarela
Autor(a): Lygia Bojunga 
Editora: Cia das letras 
Número de páginas:140 
Classificação: ☕☕☕☕☕




Encontrei esse livro em uma banca onde vende-se Cd's, discos e livros usados com o preço razoávelmente bom... E resolvi comprar. Ao decorrer da leitura pude perceber que era um livro infanto-juvenil com uma narrativa facil para esse público. Porém, cheios de sacadas e grandes ensinamentos. Adorei a história da garotinha Raquel e acabei me identificando ao longo da história com todas as suas vontades e sonhos onde ela foi colocando todos em sua bolsa amarela, um acessório que ninguém da casa se interessou e por isso acabou em suas mãos.



 Esta obra trata-se de um romance de uma menina que entra em conflito consigo mesma e com a família ao reprimir três grandes vontades (que ela esconde numa bolsa amarela) - a vontade de ser gente grande, a de ter nascido menino e a de se tornar escritora. A partir dessa revelação - por si mesma uma contestação à estrutura familiar tradicional em cujo meio "criança não tem vontade" - essa menina sensível e imaginativa nos conta o seu dia-a-dia, juntando o mundo real da família ao mundo criado por sua imaginação fértil e povoado de amigos secretos e fantasias.Ao mesmo tempo que se sucedem episódios reais e fantásticos, uma aventura espiritual se processa e a menina segue rumo à sua afirmação como pessoa. 


A personagem principal, a pequena Raquel é de facil identificação aos leitores mais novos e aos leitores que ja cresceram... Na criança existe essa  vontade de ser gente grande pela extrutura familiar um tanto que tradicional em cujo meio "criança não tem vontade" e a liberdade que teria caso fosse menino.

.

Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.



7 de setembro de 2020

Fotografia: Fotografando Livros...


Desde a época em que cursei Fotografia eu me identifiquei com vários segmentos do mercado de fotografia profissional.: Palco, Natureza, modelos e por ultimo, oque estou usando muito ultimamente...
Produto

Uso uma câmera fotografica profissional canon rebel t3i com a lente do kit e a queridinha dos fotógrafos Cinquentinha
Fotografia de Produto é um nicho consiste em registrar e capturar produtos a serem vendidos ou divulgados. Um dos pontos mais importantes a se lembrar nesse gênero de fotografia é: o objetivo final é vender o produto fotografado, sempre. Por isso, é necessário que o fotógrafo conte com a habilidade de transmitir o valor do produto através da imagem. 

Procure objetos bacanas que "comversem" com a narrativa que tem no livro. Por exemplo os livros de enciclopédia do meu pai no canto da foto. E objetos que estão em harmonia com a sua identidade visual. por exemplo: As rendas de Bilro que são patrimonio cultural da minha cidade e são feitas pela minha vó.

Quando eu comecei a fotografar os livros, tanto para as minhas Resenhas Literárias aqui no Blog, quanto no Expresso Literário eu fui começando a perceber que eu precisava entender o "produto" que eu estava fotografando. Nesse caso, o livro: Eu preciso saber a narração, enredo os Personagens importantes... Sim, eu preciso ler a história para a composição da fotografia. Afinal, a Fotografia do Livro também é parte da construção da identidade visual. 

Procure objetos bacanas que "comversem" com a narrativa que tem no livro. Por exemplo; A chave e o gato preto.

Depois de ler o livro... É importante começar o o trabalho com um "briefing" completo para entender a sua Identidade Visual que é o seu estilo de fotografia. 


  • Qual o objetivo para a fotografia do livro? 
  • Onde as imagens serão exibidas? As fotografias serão exibidas no seu Blog ou instagram.
  • Qual o público alvo da marca? O público alvo são leitores dos diferentes gêneros literários.
  • Qual é o Gêneros Literário do Livro? 
  • Qual é a identidade visual? 
  • Essa coleção ou esse produto possuem um público ou conceito específico para eles? 
  • Qual será o tipo de fotografia de produto? Fundo branco; Contexto; Ambos. 
A fotografia de produto é um nicho consiste em registrar e capturar produtos a serem vendidos ou divulgados. aprendemos o quanto importante de se conhecer o produto que estamos fotografando. 

Os livros da enciclopédia do meu pai  e a xicará de chá e o pires que fazem parte do jogo de Bodas de ouro dos meus avós.

Você conhece quais são as partes 
de um livro impresso? 



editora Palco escreveu um artigo sobre todas as partes que compõem um livro impresso e entender a importância de cada uma delas e alguns termos técnicos que compõem um livro. 


Capa 

A capa é considerada o cartão de visita de um livro, pois além de protegê-lo serve como chamariz para os leitores. Nela você irá encontrar o título da obra, nome do autor(a) e a editora em que ela foi publicada. 

Quarta Capa ou Contracapa 

É a parte de trás do livro, nela consta a sua sinopse e podemos conhecer sobre do que se trata a obra. 

Obs: A área interna da capa é denominada segunda capa e a área interna da contracapa é chamada de terceira capa. 

Lombada 

É a parte que liga todas as folhas do livro e dá sustentação ao material. Na lombada também deve constar o nome do livro, nome do autor e o logo da editora em que ele foi publicado para que seja fácil a identificação do livro se ele estiver guardado em uma estante. 

Primeira Orelha 

Esta parte do livro geralmente contém um pequeno texto onde o tema da obra é mais aprofundado. 

Segunda Orelha 

Na segunda orelha consta um pequeno texto sobre o autor da obra.


Conhecendo o segmento de fotografia que eu vou fotografar e qual é  o Produto que irá ser fotografado. O próximo passo, é montar um cenário condizente com a sua "Identidade Visual" e com o estilo voltado para livros. Escreverei mais sobre "Fotografar e montar um cenário com um estilo voltado para livros" em um próximo post para não ficar um texto grande e cansativo.





Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também:

16 de março de 2020

Ensaio Fotográfico: Thamires Peters


O convite foi recebido por mim com surpresa para fotografar as roupas da loja Madame Formosa. A loja, veste todos os tamanhos,do 34 ao 60 e as roupas são modernas, sofisticadas e acima de tudo confortáveis! Localizada no centro de Florianópolis/SC.




A loja precisava de fotos para a nova coleção de roupas e entraram em contato comigo, pois conheciam o meu trabalho que inclusive foi indicação de uma das "marketeiras", A Emília que é muito querida! Fizemos as duas sessões (interna e externa) no mesmo dia.




A modelo é Thamires Peters. além de, linda e fotogênica ela foi uma profissional super paciente com as várias trocas de roupas e acessórios.










Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 

7 de abril de 2018

Fotografando - "fotos externas"


Nos arquivos desse humilde Blog teve várias postagens no estilo XonX. Esse tipo de projeto pede pessoas compromissadas que deem satisfação não somente para dar os devidos créditos... 

O tema decidido para o mês de Abril foi "fotos externas", então todas tivemos uma enorme liberdade para decidir o que fotografar. Não estou saindo muito com a minha câmera fotográfica as fotos podem ser consideradas inéditas pois, nunca coloquei as fotografias aqui no blog.








📷 Mas se você quiser sou pedra, flor, espinho... Na época que tirei essa fotografia eu fiquei apaixonada por cactus e adorei a composição da fotografia... Mas, nunca soube como iria postar aqui no blog.

📷Sequência: Eu não consigo explicar o porquê que eu acho essa fotografia tão bonita.

📷Uma flor descabelada: Até a flor consegue ser mais bonita descabelada do que eu :(

📷 As mãos do meu avô: Fazendo tarrafa de pescaria em um  evento de pescadores.

📷 Casal de bovinos: Eles ficaram me ncarando por horas.... Nessa fotografia parece que eles estão pousando para a foto. 

📷 Nossa temporada das flores...  Essa fotografia eu tirei no terreno na casa da minha avó. A "velhinha" estava toda boba mostrando a flor que ela mesma plantou.



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):




16 de dezembro de 2017

BLOGMAS #16: Registros & Aleatoriedades #03




Estou um pouco preguiçosa para preparar a minha câmera para fotografar. No final de semana eu estava fuçando aplicativos de fotografia pelo celular no Play Store e encontrei o Insta mini que é um aplicativo que imita o formato da camera Polaroid e deixa as suas fotos com o estilo de fotografia antiga.




Minha mãe interessada no celular  e o "figurinha" interessado no prato com restos de comida do almoço.




Eu e o Fernandão fomos expulsos do Supermercado aqui de Floripa. Somos comportados eu prometo! Hehehe


Ano passado. eu maratonei a série Gilmore Girls e a revival também... Essa série é a série da minha vida! Estou vendo alguns episódios no final de semana para relaxar.



Eu não resisto a essa carinha de pidão me olhando... Eu tenho vontade de morder essa carinha e outras vezes eu mordo mesmo!!! ahuahauahuahauah


Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 
Estarei comentando com vocês sobre o Blogmas2k17 (principalmente no Snap!!):
Snapchat: Lmilla5


23 de dezembro de 2016

Ensaio: Fotografias de um Natal qualquer...




Fotografias de um Natal qualquel... É uma postagem com fotografias Natalinas que eu tinha guardadas nos meus "Arquivos" do computador







Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei comentando com vocês sobre o BEFA (principalmente no Snap!!):
Snapchat: Lmilla5

21 de agosto de 2016

BEDA#21 - TOP 5 : Esportes Olímpicos



Faltam apenas algumas horas para o término dos Jogos Olímpicos de 2016, e eu ainda não tinha escrito nada sobre esse grande evento olímpico. Resolvi listar alguns dos esportes olímpicos que eu já pratiquei ou gostaria de praticar em algum momento da minha vida.

NATAÇÃO


Eu fiz aula de natação quando eu tinha uns 9/10 anos se não me engano, em uma escola de natação chamada Baleia Azul.  Eu aprendi a nadar nesse época com aulas três vezes na semana nunca tive medo de água ou algo parecido, Porém, nadar é o exercício físico mais completo melhorando a minha postura por causa da coluna e a minha respiração na época.


CANOAGEM SLALOM


Fiz esse esporte na praia (mar manso) e gostei bastante. A força que você tem que ter no braço é algo bastante intenso mas é algo relaxante ficar vendo aquele marzão todo... Enquanto o caiaque ganha velocidade na medida que você rema.

    HIPISMO


    Já andei de cavalo no Hotel Fazenda.Mas, eu gosto mesmo é de ver a competição de Hipismo na TV. Parece uma competição extremamente chique com todas aquelas roupas e apetrechos sempre fico com vontade de me escrever em alguma escola de Hipismo.

    GINASTICA ARTÍSTICA


    Esse é um esporte que eu não me atrevo a fazer (rs) Porém, eu adoro acompanhar nas Olimpíadas.

    VÔLEI DE PRAIA


    Podia ser apenas um trauma de infância. Nas aulas de educação física no ensino fundamental quando a professora colocava duas alunas para montar os times, eu nunca era escolhida pelas minhas colegas de classe e acabava fritando no banco quando não pedia para a professora para ir na biblioteca... Hoje em dia, adoro acompanhar na TV os jogos nas olimpíadas.





    Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
    Estarei comentando com vocês sobre o BEDA (principalmente no Snap!!):
    Snapchat: Lmilla5


    20 de maio de 2016

    Tag: 12 meses na estante

    Faz um bom tempo que vi essa TAG LITERÁRIA na blogosfera e até cheguei a salvar nos "favoritos" aqui no meu computador... Eu acabei esquecendo! Essa semana, encontrei essa tag na imensidão dos textos perdidos nos "favoritos". 


    Essa TAG é bem simples, e consiste apenas em compartilhar com as outras pessoas doze livros que você acha que se encaixam com cada um dos meses do ano. É claro que as escolhas sempre nos levam a ter motivos para tal, portanto, também vou me alongar um pouquinho e contar o porquê de ter escolhido determinados livros.

    Janeiro: Um livro com uma citação que você goste.

    A Vida do Livreiro A.J. Fikry- Uma carta de amor para o mundo dos livros e eu me envolvi tanto com a leitura de um jeito... que gastei praticamente a metade dos meus post´its coloridos marcando as minhas frases preferidas desse livro.
    “As pessoas contam mentiras chatas sobre política, Deus e amor.  Você descobre tudo que precisa saber sobre uma pessoa com a resposta desta pergunta: Qual é o seu livro preferido?"

    Fevereiro: O livro com a capa mais colorida da sua estante. 




    Comprei a nova edição de O Diário de Anne Frank publicada pela Editora Record, com capa dura e acolchoada. A capa imita o próprio diário da Anne e no interior tem algumas imagens do diário original que está em exposição na Casa de Anne Frank, em Amsterdã.



    Março:Um livro que tenha uma mulher como capa e como autora.

    O livro Reconstruindo Amélia da autora Kimberly Mccreight. Comecei a ler esse livro na Maratona Literaria de Inverno #MLI2015 na qual eu flopei vergonhosamente... Foi uma leitura devagar quase rastejante... Porém, eu gostei bastante do desenrolar dessa história. Fiz resenha contando mais sobre o livro aqui.


    Abril:O último livro que te fez chorar.

    O livro Auggie& Eu - Três histórias Extraordinárias não é uma continuação do livro Extraordinário e sim um complemento da história. Sim, você terá que ler o livro para conseguir entender o decorrer da história.

    O capitulo de Julian: Julian não era apenas um menino mimado... Seus pais arrumavam justificativas para cada ato que ele cometia. No começo, Julian é apenas um garoto petulante da maneira como ele trata o Auggie chamado ele de "monstro" e o seu possível transtorno de ansiedade e pesadelos parece um tanto dramático típico de um garoto mimado como Julian. Mas, a vida tem um jeito um tanto peculiar de nos ensinar... Depois do castigo do diretor Busanfa e isso inclui não ir para a "colônia de férias"seus pais lhe mandam passar as férias em Páris. Depois de uma conversa emocionante e esclarecedora com sua vó, Julian consegue perceber como as suas atitudes foram cruéis e pela primeira vez sente remorso das atrocidades que ele cometeu com Auggie em vez de arrumar "justificativas" mudou o seu comportamento e escreveu o mais bonito preceito "È preciso recomeçar".  Resenha aqui.

    Maio: Um livro com enredo sobre família.


    Tive uma ligação quase que "transcendental" com o livro Bisa Bia, Bisa Bel sou movida a histórias não resolvidas e saudades que vem do nada... Risquei a palavra saudade do meu vocabulário mas esse ano de 2015 essas "saudades" viram a tona com um turbilhão de memórias... Acredito que os livros nos encontram no momento certo. E depois de várias indicações encontrei essa edição na biblioteca da faculdade na qual dividimos com uma escola... Resenha aqui.




    Junho:Um livro com um romance de tirar o fôlego.




    Julho: Um livro com capa em tons frios.




    Sinopse: Este é um livro de estreia vibrante, profundamente romântico e imperdível. Lennie Walker, de dezessete anos de idade, gasta seu tempo de forma segura e feliz às sombras de sua irmã mais velha, Bailey. Mas quando Bailey morre abruptamente, Lennie é catapultada para o centro do palco de sua própria vida - e, apesar de sua inexistente história com os meninos, inesperadamente se encontra lutando para equilibrar dois. Toby era o namorado de Bailey, cujos sentimentos de tristeza Lennie também sente. Joe é o garoto novo da cidade, com um sorriso quase mágico. Um garoto a tira da tristeza, o outro se consola com ela. Mas os dois não podem colidir sem que o mundo de Lennie exploda...

    Agosto: Um livro que você jamais leria de novo


    Após seu mais recente e traumático pé na bunda - o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine - Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.


     Tem  um ditado que diz que: "A expectativa é a mãe da decepção." Em 2013, eu li "culpinha"e começou a saga de querer ler todos os livros do Jonh Green e esse foi um dos livros que eu menos gostei.

    Setembro: Um livro cuja capa tenha flores ou pássaros.


    Após o desaparecimento repentino de seu pai, Gabriella Mondini enfrenta uma crise: sem o seu aconselhamento, ela não pode mais praticar a medicina. Então, junto de seus dois fiéis servos, Olmina e Lorenzo, ela explora toda a Europa para descobrir para onde — e por que — ele se foi. Seguindo pistas das ocasionais e enigmáticas cartas do pai, ela vasculha as capitais europeias expandindo os horizontes de seu mundo e acrescentando conhecimentos ao imenso livro das curas que está escrevendo. No entanto, ela não conhecerá apenas os limites físicos do continente, mas, também, os mistérios do amor, da perda e da mortalidade. Mistérios que estão no coração de cada alma viajante, especialmente na alma de seu pai. Resenha aqui.


    Outubro: Um livro cujo o título inicie e termine com a mesma letra.


    Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus.Também não faz ideia de que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos de que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e, para além dela, centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com um frio na barriga. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel,um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. 'O Menino do Pijama Listrado' é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável. Resenha aqui.



    Novembro: Um livro que tenha amarelo ou laranja em sua edição



    Sinopse: Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo. Resumo aqui.

    Dezembro: Um livro que tenha verde ou vermelho em sua edição 



    Em Cidades de papel, Quentin Jacobsen nutre uma paixão platônica pela vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman desde a infância. Naquela época eles brincavam juntos e andavam de bicicleta pelo bairro, mas hoje ela é uma garota linda e popular na escola e ele é só mais um dos nerds de sua turma. Certa noite, Margo invade a vida de Quentin pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola, esperançoso de que tudo mude depois daquela madrugada e ela decida se aproximar dele. No entanto, ela não aparece naquele dia, nem no outro, nem no seguinte. Quando descobre que o paradeiro dela é agora um mistério, Quentin logo encontra pistas deixadas por ela e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele pensava que conhecia. Resenha aqui.


    © Lado Milla
    Maira Gall