Musicas
Mostrando postagens com marcador Musicas. Mostrar todas as postagens

9 de abril de 2018

Canção de segunda: Madalena - Ivan Lins e Ronaldo Monteiro de Souza



Madalena é , na verdade, um nome fictício. Apesar de ter sido inspirada em uma mulher real, seu nome não era este, e sim Vera Regina.

A letra de Madalena, composta por Ronaldo Monteiro de Souza em parceria com Ivan Lins, retrata a dor de um término de namoro. Ronaldo namorava Vera Regina há 3 anos, quando o romance terminou. Desolado, ele foi se consolar em um bar de Copacabana. Olhando o mar, surgiu a frase que daria início à música: “o mar é uma gota, comparado ao pranto meu”. O resto da letra foi escrita em um guardanapo, no bar mesmo.

Vera Regina só ficou sabendo da homenagem muito tempo depois. Mas porque o nome Madalena? Diz Ronaldo que não queria usar o nome de Vera Regina e que Madalena foi o primeiro nome que lhe ocorreu. Foi uma boa escolha, visto que a música fez sucesso e se consagrou na voz de Elis Regina. Ivan Lins também cantou tanto esta música que acabou enjoando. Verdade! O sucesso foi tanto que as pessoas sempre pediam para que ele a tocasse em seus show.




Depois da “primeira” Madalena, várias outras surgiram. Fagner tem uma música chamada Madelena; Seu Jorge, também tem uma chamada Madá – um sucesso também.



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):


19 de março de 2018

Canção de Segunda: Carlos, Erasmo.. - Erasmo Carlos



No decorrer dos anos 1960, Erasmo Carlos formou uma das maiores duplas de compositores de sucesso da história da MPB ao lado de Roberto Carlos, com quem fez diversas canções de enorme sucesso tanto para o “Rei” (Roberto) quanto para o “Tremendão” (Erasmo) e também para outros artistas na época da Jovem Guarda. E foi nessa década em que Erasmo emplacava só sucessos atrás de sucessos durante seu período como artista na RGE Discos, gravadora aonde tinha Chico Buarque de Holanda, o sambista Miltinho entre outros. Mas na década seguinte, com o sucesso de Sentado À Beira do Caminho, que acabara sendo um dos maiores legados da dupla, acabavam os bons anos na RGE. A Jovem Guarda já deixara de ser um programa fazia anos, Roberto consolidava com seu sucesso mundial e mais sucessos a dupla compunha. Foi em 1971 que viu tudo mudar de rumo: assinava com a Philips - que estava com um elenco de peso (bota peso nisso), e ali iniciou uma nova fase na sua carreira.

Aqui em Carlos, Erasmo... ele é bem acompanhado por músicos como o genial Lanny Gordin na guitarra, o baterista Flávio de Barros nesse time, Sérgio Sznelwarno baixo e em algumas faixas também contam com os Mutantes nas bases, mais precisamente Sérgio Diasna guitarra, Dinho Leme na bateria e Liminha no baixo - este último, que depois participara da banda Companhia Paulista de Rock, acompanhando o Tremendão em discos e shows de 1973 a 76.

O álbum já começa bem: uma guitarra swingada é o cartão de visitas para um Erasmo mais na pegada do sambalanço através da faixa De Noite na Cama, escrita por ninguém mais ninguém menos que Caetano Veloso em seu exílio nas terras do chá e do futebol, feita especialmente para o próprio Tremendão e que agradou até Marisa Monte, uma das que regravou este tema maravilhoso anos mais tarde; depois, temos uma baladinha típica com orquestrações em Masculino, Feminino onde ele divide os vocais com Marisa Fossa; as composições da dupla aparecem em É Preciso Dar Um Jeito, Meu Amigo, baladinha com ares progressivos e um solo de saxofone arrepiante e pegajoso, fala de como foi longa a caminhada de Erasmo para chegar ao sucesso, e ainda coloca nos versos:
"Descansar não adianta/ Quando a gente se levanta/Quanta coisa aconteceu"

como se a gente estivesse a despertar de um sonho que a gente mal imagina o que realmente passou; o lendário compositor uruguaio Taiguara aparece colaborando com Dois Animais na Selva Suja da Rua, com uma pegada bem energizante tanto pelas melodias quanto pela forma que Erasmo dá voz a este tema - um dos melhores deste disco; já mais adiante em Gente Aberta, o clima começa bemsoft e acaba puxadão para o soul à la Motown, mais um tiro certeiro de Roberto & Erasmo: É dificil colocar apenas um trecho dessa canção por parecer Tão atual:

"Eu não quero mais conversa/ Com quem não tem amor/ Gente certa, gente aberta/ Se o amor chamar, eu vou.."

O lado A termina com uma versão bem eletrizante do samba sessentista Agora Ninguém Chora Mais, da autoria de Jorge Ben: um rockzão totalmente elétrico, cheio de solos, lembra um pouco Zeppelin e coros (duvido que estes vocais que acompanham o Erasmo sejam os MPB-4, só acho) que engrossa mais o caldo deste disco; para o lado B, uma história bíblica abre esta segunda parte do disco: Sodoma e Gomorra, com uma voz suavizante e uma levada de bossa que puxa um pouco para o country e pro folk especificamente; e nós temo uma boa dose de otimismo em Mundo Deserto, que faz a gente ter esperança de dias melhores no meio das sombras que eram o regime/ditadura militar e ainda garante:

“Tenho fé que meu país ainda vai dar amor pro mundo”

Numa levada bem soulzeira com ares de rock, bem parecido um pouco com Sly and the Family Stone e também com Funkadelic ao notar o arranjo; Já na faixa seguinte, o Tremendão pede algo que acaba soando ousado demais em Não Te Quero Santa, destacando o excesso de sensualismo (ou uma parte deste) na letra; contra atacando novamente nesse disco, a dupla traz aqui Ciça, Cecília com uma pegada bem jovem-guardista e recheada de metais, e de pegada latina: uma mistura nada de ruim que nos decepcione até aqui; na sequência, um bolerinho psicodélico Em Busca das Canções Perdidas Nº 2 que chega a passar batido, seguido de um tema dos irmãos Marcos e Paulo Sérgio Valle intitulado 26 Anos de Vida Normal é nada mais que um balanço sincero sobre um homem que passou bom tempo entre o jornal e a televisão, com um wah-wah e arranjos de Rogério Duprat (1932-2006), que também fizera os da faixa que encerra o disco: Maria Joana, uma primorosa ode canábica de Roberto & Erasmo - uma das faixas que a Censura ousou vetar sua radiodifusão e execução em shows ao tentarem justificar que se tratava sobre Joana, filha de Nelson Motta - em uma pegada de mambo, bem à moda caribenha e psicodélica fechando com chave de ouro esta obra-prima.


Basicamente, este trabalho oferece uma mudança radical no som do Tremendão que oferece o que pouca gente conhecia, mais além daquele da Festa de Arromba e também do Coqueiro Verde que estávamos acostumados. Autêntico. Ousado. Diferente. E de tão ousado e diferente esse disco é, que ganhou um espaço merecido na lista dos 100 Maiores Álbuns da Música Brasileira, dando o merecido 31º lugar, e possivelmente figurando possivelmente em alguma lista dos melhores álbuns rock brasileiro e que ganhou reedição internacional em vinil através do selo Light in the Attic, destacando seu valor aqui e lá, além deste também Erasmo Carlos & Os Tremendões e inclusive Sonhos & Memórias 1941-1972 também foram reeditados no exterior.


Set do disco:

1 - De Noite na Cama (Caetano Veloso)
2 - Masculino, Feminino (Homero Moutinho Filho)
3 - É Preciso Dar Um Jeito, Meu Amigo (Roberto Carlos/Erasmo Carlos)
4 - Dois Animais na Selva Suja da Rua (Taiguara)
5 - Gente Aberta (Roberto Carlos/Erasmo Carlos)
6 - Agora Ninguém Chora Mais (Jorge Ben)
7 - Sodoma e Gomorra (Roberto Carlos/Erasmo Carlos)
8 - Mundo Deserto (Roberto Carlos/Erasmo Carlos)
9 - Não Te Quero Santa (Fábio/Paulo Imperial) 
10 - Ciça, Cecília (Roberto Carlos/Erasmo Carlos)
11 - Em Busca das Canções Perdidas Nº 2 (Sérgio Fayne/Vitor Martins/Saulo Nunes)
12 - 26 Anos de Vida Normal (Marcos Valle/Paulo Sérgio Valle)
13 - Maria Joana (Roberto Carlos/Erasmo Carlos)



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):

5 de março de 2018

Dazaranha e Lenine lançam parceria com "Se tu diz".


A banda manezinha Dazaranha lançou nesta sexta-feira (2) o clipe da música "Se tu diz", em parceria com o cantor Lenine. Este é o primeiro trabalho da banda com o guitarrista Dinho Stormowski como integrante oficial. O clipe foi gravado no ano passado, em um passagem de Lenine por Florianópolis. O single já está disponível em todas as plataformas digitais. O ano promete para a banda, e em breve eles lançam também o DVD gravado no teatro do CIC com a Camerata Florianópolis. 




Se Tu Diz 
(Moriel Costa)
Se tu diz, eu vou

Se tu diz, eu vou

Se tu diz, que vem me visitar, eu vou ficar em casa

É melhor acreditar

Vou lavar a louça, vou lavar a louça
Lavar a louça, rezar e agradecer
Agua de lavar e de beber
Lavar a louça quando ela aparecer, sem pressa ir
A porta abrir, pra ver
Quem veio me ver, prazer em te receber
Rede na parede, balançando a nossa sede
E a seda toca a planta
E o nosso grande dia, vira a noite inteira
De Reggae, de Raggae
De Reggae, de Raggae



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):

22 de janeiro de 2018

I'll Be There for You... ♫





The Rembrandts é um grupo musical de pop rock/jangle pop dos Estados Unidos, segundo Steve Huey (no Allmusic), formado em 1990 por Danny Wilde e Phil Solem, antigos integrantes da banda de Los Angeles, Great Buildings. A página oficial deles comenta que são mais conhecidos pelas músicas "Just The Way It Is, Baby" e "I'll Be There for You" - esta última, tema de abertura do seriado Friends.


No ano de 1994, The Rembrandts estavam elaborando um novo álbum. Antes de seu lançamento, Danny Wilde e Phil Solem tinham, anonimamente, gravado uma música tema para um programa de TV. A dupla não sabia quanto tempo duraria o programa, mas a série Friends se tornou um sucesso, e a música que gravaram, "I'll Be There for You", estava entre as músicas mais pedidas na rádio (mesmo apenas como um tema de 32 segundos). Foram obrigados (pela gravadora) a adicionar uma versão de corpo inteiro da música para seu terceiro disco, L.P., de 1995[2]. "I'll Be There for You" se tornou uma canção presente nas rádios e que atingiu #17 no Hot 100; com o disco atingindo posição #23 na Billboard 200. Steve Huey, no Allmusic, cita que L.P. se tornou disco de platina.


I'll Be There For You
Eu estarei lá pra você


So no one told your life was gonna be this way
Então ninguém te contou que sua vida seria assim
Your job is a joke, you're broke
Seu emprego é uma piada, você está quebrado
your love life's D. O. A
sua vida amorosa está morta
It's like you're always stuck in second gear
Como se você estivesse preso na segunda marcha
When it hasn't been your day, your week, your month
Pode não ser seu dia, sua semana, seu mês
or even your year but
nem mesmo seu ano mas

I'll be there for you
Eu estarei lá por você
When the rain starts to pour
Quando a chuva começar a cair
I'll be there for you
Eu estarei lá por você
Like I've been there before
Como já estive antes
I'll be there for you
Eu estarei lá por você
Cause you're there for me too
Porque você também está lá pra mim

You're still in bed at ten
Você ainda está na cama às 10
And work began at eight
E o trabalho começou às 8
You've been burned your breakfast
Você queimou seu café da manhã
So far... Things are going great
Até agora... as coisas estão indo bem
Your mother warned you there'd be days like these
Sua mãe te avisou que haveria dias como esse
But she didn't tell you when the world has brought
Mas ela não te contou quando o mundo
You down to your knees and
te deixou de joelhos e

I'll be there for you
Eu estarei lá por você
When the rain starts to pour
Quando a chuva começar a cair
I'll be there for you
Eu estarei lá por você
Like I've been there before
Como já estive antes
I'll be there for you
Eu estarei lá por você
Cause you're there for me too
Porque você também está lá pra mim

No one could ever know me
Ninguém nunca pode me conhecer
No one could ever see me
Ninguém nunca pode me ver
Seems like you're the only one who knows
Parece que você é o único que sabe
What it's like to be me
O que é ser como eu
Someone to face the day with
Alguém pra encarar o dia com você
Make it through all the rest with
Bagunçar tudo com você
Someone I'll always laugh with
Alguém que sempre rirá comigo
Even at my worst I'm best with you, yeah
Até no meu pior eu sou melhor com você, yeah

It's like you're always stuck in second gear
Como se você estivesse preso na segunda marcha
When it hasn't been your day, your week, your month
Pode não ser seu dia, sua semana, seu mês
or even your year
nem mesmo seu ano
I'll be there for you
Eu estarei lá por você
When the rain starts to pour
Quando a chuva começar a cair
I'll be there for you
Eu estarei lá por você
Like I've been there before
Como já estive antes
I'll be there for you
Eu estarei lá por você
Cause you're there for me too
Porque você também está lá pra mim









Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei comentando com vocês sobre o Blogmas2k17 (principalmente no Snap!!):
Snapchat: Lmilla5


4 de dezembro de 2017

s #4: Musicas Natalinas...


Hoje é a primeira segunda-feira do mês!!!
E hoje é dia de...
a TAG "Canção de segunda..." nessa primeira Segunda Feira do mês de Dezembro é colocar musicas que nos ajudem a entrar no clima natalina.

Mariah Carey - All I Want For Christmas Is You 
Eu descobri essa musica no ano de 2010 e acabei gravando em um CD...Encontrei esses dias arrumando o meu quarto o tal CD e coloquei para tocar me deu um sentimento gostoso de nostalgia e muitas saudades... 



Minions Singing Jingle Bell - Merry Christmas 

Minioons é amor eterno e agrada geral! O ultimo vídeo "Jingle Bell" se multiplicaram nas redes sociais



Chiquititas Brasil 1997 - Natal 
Chiquititas 1° versão também teve uma musica natalina com direito a clipe fofinho com os personagens da época...



Meninas Malvadas- Jingle Bell Rock

A apresentação das Meninas Malvadas! Uma das melhores cenas do filme.






Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 
Estarei comentando com vocês sobre o Blogagem especial de final de ano (principalmente no Snap!!):
Snapchat: Lmilla5



20 de novembro de 2017

Comunidade Nin-Jitsu e Armandinho lançam parceria "Só Notícia Boa"

"Só notícia boa, só gente bonita 
 Pense positivo e tenha fé no que acredita."




Na semana passada, eu fui no meu primeiro show da Comunidade Nen Jitsu. Eu conheço apenas 3ou9 musicas da Comunidade por causa da tal "memória afetiva" de ouvir musicas na rádio de madrugada.


Os caras que compõe a banda Comunidade Nin-Jitsu são: Fredi Chernobyl, Cristiano Bertolucci, Nando Endres e Mano Changes. Juntamente com o Armandinho, um dos cantores mais populares do Rio Grande do Sul. Agora se unem para lançar Só Notícia Boa, single que chegou às plataformas digitais nesta sexta e promete ser hit no verão gaúcho.

A união entre reggae e rock ganha também videoclipe, já disponível no YouTube. O refrão tem uma vibe para cima e super positiva. Segundo o Cristiano Bertolucci _ A musica é sobre os tempos difíceis que vivemos, que faltam "boas notícias"_.





Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):

13 de novembro de 2017

Show: Comunidade Nin-Jitsu


Faz um tempinho que eu não vou a um show tão bacana. Desde o mês de abril, depois de um dejavú um tanto que, agonizante no show dos Acústicos e Valvulados ou seria Velhas da chalaça ou chalaça... Que nem escrevi sobre o show. Acho que perdi o jeito de escrever "diário de chalaça" e já pesso desculpas antecipadamente por alguns erros que eu possa escrever nesse relato.


Quinta-Feira 10 de novembro de 2017. Em Florianópolis/SC. Florianópolis é uma cidade "complicadinha" quando se trata de cultura & entretenimento... Porém, naquela madrugada, recebeu a banda gaúcha Comunidade Nin-Jitsu.

O John Bull Floripa se consolidou como uma das mais prestigiadas casas noturnas da capital catarinense. Com mais de 2700 apresentações de renomados artistas nacionais e internacionais e localizada na Lagoa da Conceição, um dos principais pontos turísticos da cidade, a casa é referência na cena local e palco de noites memoráveis. A programação é inteiramente dedicada ao melhor do Rock e todas as suas vertentes, além do Blues, Reggae e da boa música, em um ambiente dinâmico e requintado.


Quem já me conhece a mais tempo (ou não) sabe que eu adoro e ouço Rock Gaúcho desde a minha adolescência. Apesar de adorar rock gaúcho eu nunca tive a oportunidade de ir a um show da banda Comunidade Nin-Jitsu.

A sensação de assistir um show pela primeira vez é mágico! 
Eu conheci o Nando da CNJ em 2009, quando ele e os meninos do Acústicos fizeram um show para tocar somente clássicos do Rock... Eu conheço 3ou9 musicas da Comunidade por causa da tal "memória afetiva" de ouvir musicas gaúchas na madrugada.


O Jonh Bull não estava lotado. Por ser Quinta-feira, os reles mortais trabalham no dia seguinte... O publico eram realmente os "de fé" dispostos a ignorar o horário e a distância do centro até o local.

A banda não enrolou muito pra subir ao palco (obrigada por isso!), "A espera" foi na medida certa. Como já citei ali em cima, eu conheço apenas 3ou9 musicas da Comunidade por causa da tal "memória afetiva". Não me liguei muito na sequência das musicas, acabei me surpreendendo com algumas musicas cláááássicas que eu já conhecia. 


A energia dos integrantes da banda no palco é contagiante! O publico não ficou parado um segundo e cantavam TODAS as musicas. Eu sabia somente a metade das musicas do setlist 0o. 


Na penúltima musica do show o Mano Changes pede para as mulheres subirem no palco. O Nando na mesma hora olhou para mim berrando -Vem, sobe!!!- quando eu vi, eu tinha entregado a minha cerveja para o segurança e tava no palco junto com outras meninas e interagindo e tirando selfie com o pessoal da banda. 


Eu estava precisando dessa vibe que somente um show ao vivo e a cores te proporciona.Para dar uma revigorada nas minhas energias... 

Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 
 (principalmente no Snap!!):
Snapchat: Lmilla5

9 de outubro de 2017

Canção de Segunda: Música de Brinquedo



Pato Fu é uma banda brasileira de rock alternativo formada em 1992 da banda Sustados por 1 Gesto, na cidade de Belo Horizonte. Ao lado de bandas como Radiohead, U2 e Portishead, foi considerada pela revista Time uma das dez melhores bandas do mundo fora dos Estados Unidos. Composta atualmente por Fernanda Takai, John Ulhoa, Ricardo Koctus, Glauco Nastacia e Lulu Camargo, a banda possui um som que vai do rock alternativo à música experimental, incluindo influências eletrônicas em certas faixas. Entre as músicas que a banda gravou mais famosas estão "Sobre o Tempo", "Antes que Seja Tarde", "Depois", "Perdendo Dentes", "Made in Japan" e "Ando Meio Desligado" (regravação d'Os Mutantes). 




O grupo também é conhecido por ter lançado o álbum Música de Brinquedo, em 2010, um disco tocado somente com instrumentos de brinquedo, com o qual conquistou o Disco de Ouro, em 2011, por seu selo independente Rotomusic, vencedor do Grammy 2011 (The Latin Recording Academy) de melhor álbum de música latina para crianças. Como o próprio nome já revela, o disco foi gravado usando somente instrumentos de brinquedo e miniaturas. A filha de Fernanda e John, Nina Takai, empresta sua voz em algumas faixas do disco que, apesar de não ser propriamente para crianças, brinca bastante com a sonoridade infantil. É composto por 12 regravações de músicas famosas nacionais e internacionais e ganhou grande receptividade do público.



1. "Primavera (Vai Chuva) (cover de Tim Maia)
2. "Sonífera Ilha (cover dos Titãs)
3. "Rock and Roll Lullaby (cover de B. J. Thomas) 
4. "Frevo Mulher (cover de Zé Ramalho)" 
5. "Ovelha Negra (cover de Rita Lee)" 
6. "Todos Estão Surdos (cover de Roberto Carlos)
7. "Live and Let Die (cover dos Wings)
8. "Pelo Interfone (cover de Ritchie)
9. "Twiggy Twiggy (cover do Pizzicato Five)
10. "My Girl (cover de The Temptations)
11. "Ska (cover dos Paralamas do Sucesso)
12. "Love Me Tender (cover de Elvis Presley)


Encontrei a Playlist do album "Musica de Brinquedo" no Spotify:





Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 
 (principalmente no Snap!!):
Snapchat: Lmilla5


2 de outubro de 2017

#Canção de Segunda: Paula e Bebeto – Milton Nascimento


Com o coração partido pela separação de um casal de amigos, Milton Nascimento, em sua primeira parceria com Caetano Veloso, cantou no verso da música Paula e Bebeto, “mas no meu canto estarão sempre juntos”. O casal de amigos era Paula que conheceu com 15 anos e Bebeto de 17 anos.

Caetano, Gal Costa e Milton Nascimento – Paula e Bebeto
          




Milton, também conhecido por Bituca, conheceu o casal em uma praça na cidade de Três Pontas, Minas Gerais, no inicio da década de 70. Ao som de uma roda de violão, os dois jovens se aproximaram,ouviram músicas, viraram a noite e ficaram amigos de Milton.

Milton Nascimento – Paula e Bebeto



Sobre essa história de amor, Carlos Alberto Pinto Gouveia (Bebeto) declarou:“a gente quebrava vários padrões na cidade, tanto de comportamento de casal, como de Amizade e de outras coisas que não vêm ao caso”.

Arrasado pela separação do casal, Milton Nascimento, foi até a casa de Caetano e contou a história do casal de amigos. Nesta noite de 1975, Milton pediu ao amigo cantor que compusesse uma letra para a melodia que tinha elaborado com Bebeto anos antes.

A música é um hino ao amor, e se tornou famosa na voz de Gal Costa, foi gravada por Milton, Geraldo Azevedo e muitos outros intérpretes. Paula e Bebeto trata de um amor libertário, de dois amigos e amantes que rompem as barreiras, como vemos no verso 

“eles se amam de qualquer maneira, à vera / Eles se amam é prá vida inteira, à vera”.

Ao mesmo tempo, a dor sentida por Milton na separação, pode ser percebida através de outro verso, 
“eles partiram por outros assuntos, muitos / Mas no meu canto estarão sempre juntos, muito”. 
Assim como o desespero do cantor para que o casal se reunisse 
“pena, que pena, que coisa bonita, diga / Qual a palavra que nunca foi dita, diga”.


Sobre o que em uma relação fica aberto, o que faltou ser falado ao outro. Milton desejava que o casal reatasse, porém o fato não ocorreu. Restou ao músico, ser padrinho dos filhos que Paula e Bebeto tiveram com seus esposos. Outra união, porém pode ser celebrada com a bela musica de Caetano e Milton, ambos se conheciam desde 1966, mas o estilo harmônico de um não combinava com o estilo tropicalista do outro. Paula e Bebeto é a primeira parceria dos dois.

Conheça a Letra:


Paula e Bebeto
Caetano Veloso e Milton Nascimento


Ê vida, vida, que amor brincadeira, à vera
Eles se amaram de qualquer maneira, à vera

Qualquer maneira de amor vale à pena
Qualquer maneira de amor vale amar

Pena, que pena, que coisa bonita, diga
Qual a palavra que nunca foi dita, diga
Qualquer maneira de amor vale aquela / amar / à pena / valerá

Eles partiram por outros assuntos, muitos
Mas no meu canto estarão sempre juntos, muito

Qualquer maneira que eu cante este canto
Qualquer maneira me vale cantar

Eles se amam de qualquer maneira, à vera
Eles se amam é prá vida inteira, à vera

Qualquer maneira de amor vale o canto
Qualquer maneira me vale cantar
Qualquer maneira de amor vale aquela
Qualquer maneira de amor valerá

Pena, que pena, que coisa bonita, diga
Qual a palavra que nunca foi dita, diga

Qualquer maneira de amor vale o canto
Qualquer maneira me vale cantar
Qualquer maneira de amor vale aquela
Qualquer maneira de amor valerá


© Lado Milla
Maira Gall