Pinsher
Mostrando postagens com marcador Pinsher. Mostrar todas as postagens

31 de maio de 2021

Aquele que eu resolvi fazer a minha 1° tatuagem


Se eu tivesse a força que você pensa que eu tenho
Eu gravaria no metal da minha pele o teu desenho...
( 3X4 - Engenheiros do Hawaii)

Sempre tive uma briga interna comigo mesma quando o assunto era tatuagem. Adorava ver as tatuagens dos amigos de estrada (músicos) e os milhares de significados daqueles traços... Eu acho que eu já tinha escrito sobre a vontade de fazer uma tatuagem em um post no estilo Coisas que eu gostaria de fazer antes dos 30 anos mas coragem que é bom, nada. Na verdade, não era bem coragem que faltava mas sim dar um sentido legal para um rabisco que iria ficar no meu corpo para sempre.


Por ser a primeira tattoo não queria que fosse qualquer coisa, tinha que ser especial e nessa de procurar significados, passaram-se anos e eu não sabia o que desenhar. Quando eu encontrei esse desenho do eletrocardiograma com um pinscher rondando a internet eu guardei nos meus arquivos do computador e decidi que queria esse desenho no meu pulso.

Quando eu era pequena, eu tinha uma vizinha que tinha um casal de Pinchers (Bubba e Guri) e eu adorava pegar a Bubba no colo e ficar fazendo carinho...O Guri era genioso e bastante bravo devezenquando ele deixava eu fazer carinho sem tentar me morder. Na época, eu chupava dedo e essa vizinha me prometeu que se eles cruzassem eu iria ganhar uma cachorrinha somente se eu parasse de chupar dedo (promessa dificil, né?). Quando eles cruzaram eu ganhei uma cachorrinha pretinha e se chamava Dara (sim, a cigana…) e eu lembro do episódio que a cachorrinha lambeu o meu dedo fiquei com nojo ai mesmo que eu perdi a mania... E desde então, vários cachorros da raça Pinscher passaram pela minha vida




Conheci o trabalho do Rodrigo Zimmermann através do meu primo que fez algumas tatuagens no seu estúdio.

As tatuagens do meu primo.


Meu briefing era fácil:

👉Algo delicado;
👉 Feminino;
👉 Traço fino;
👉 Que remetesse ao desenho de um Pincher e o eletrocardiograma;
👉 os corações do inicio do eletrocardiograma e do fim foi escolhido á pouco tempo mas tem um acabamento bem bacana para a tattoo;
👉Que, se possível, tivesse algo a ver com meu pai e minha mãe.

Tive tanta certeza que nem quis pensar muito e tomar coragem. Entrei em contato com o estúdio de tatuagem do Rodrigo Zimmermann e marcamos no primeiro horário do final de semana.


Chegando lá, mostrei o desenho e ela imprimiu em 3 tamanhos. Um pequeno, um médio e um grande. O pequeno era muito pequeno, o grande muito grande, e como queria que minha primeira tatuagem realmente aparecesse, fui no médio, no pulso. O lugar já era certo. 


Foi super rápido e nem doeu muito... Na verdade, eu preciso resignificar o que é dor no universo feminino: Fazer a sobrancelha e a depilação tanto na virilha quanto na perna dói mais do que fazer uma tatoo.

Quando eu cheguei em casa, eu mostrei o resultado da tatuagem pronta para a minha mãe que adorou o resultado embora morra de medo de fazer uma...  O Sr.Fernandão apenas se aninhou no meu colo e puxou um soninho vespertino ajudando no resultado da fotografia.

Nem ai para a câmera...

NÃO FICOU PERFEITA????


Conheçam o trabalho do Rodrigo Zimmermann Tattoo (Rodrigo Zimmermann)



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 

2 de junho de 2019

Uma Carta para Deus...

Inspirado nesse post aqui.

Deus,
 
eu não sei se o Senhor tem alguma rede social, se tem tempo livre para ler textos, ou se ao menos sabe que eu existo. Mas eu queria falar sobre a minha cachorra Mallu Malenotti. 


Ela é essa cachorra pequena sorridente e bonita aí da foto. Ela era pequena mas tinha uma coragem de cachorro de grande porte. Mesmo pequena, mandava no Teddy um Lhasa Apso que tinha o dobro  do seu tamanho Girls Power!)

E sabe aquela expressão muito popular "Manda quem pode obedece quem tem juízo "? Obedecia quem não queria levar algumas mordidas... A Mallu levou a sério a sua vocação de cão de guarda. Ela cuidou de mim e da minha família. Ficou ao nosso lado mesmo estando atenta ao minimo ruido que ouvia na rua, mesmo quando ninguém mais queria ficar...  Eu era a pessoa preferida dela, e fui guardada com uma lealdade, uma firmeza e, sim, um ciúme que pareciam não ter fim. 

Assim como o seu amor.  Ele fazia de tudo para me deixar feliz. Prestava atenção em tudo que eu dizia, com seus grandes olhos arregalados, de alguma forma parecia entender quando algo lhe parecia muito absurdo...  Ele fazia de tudo para me deixar feliz. Prestava atenção em tudo que eu dizia, com seus grandes olhos arregalados, mesmo que não entendesse uma só palavra. Dançava, se jogava e rolava no chão, se esparramava nas minhas pernas com cara de bobona mesmo sendo um dos seres mais inteligentes que eu já conheci. Caminhava de guia e coleira sempre na frente com uma delicadeza de elefante na loja de cristais mesmo tendo que levar alguns esporros ao longo do passeio.


A fome da Mallu era insassiavel! E quando ganhava pequenos pedaços de carne quase levava um pedaço do meu dedo junto... Roubava a comida do Teddy e ele sempre deixava... e olhava pra mim com o canto do olho, como um filha esperando minha aprovação. Não tem como você não se sentir especial ao ser amado por uma criatura tão linda e pura.


Eu estou te escrevendo tudo isso, Deus porque nessa semana o câncer o levou de mim. Eu e minha familia fizemos tudo que estava ao nosso alcance para evitar isso. Nos últimos dias, eu o carreguei em meus braços por toda a casa. Tentei tranquilizá-la, falando em seu ouvido o quanto eu a amava e como nunca iria deixa-la. Fui forte por ela, como tantas vezes ela foi por mim. Segurei em sua patinha trêmula e fiquei com ela até o último batimento de seu lindo coração. Ela já deve estar chegando aí, Deus peço que brinque com ela, corra na grama e e coce a barriga dela, sabe, todas essas coisas tão simples, mas que nos davam tanta alegria. Por favor, cuide bem da minha cachorrinha, até chegar o momento de eu ir para aí e me reencontrar com ela.

Para que eu seja merecedora disso, vou me esforçar em ser um boa mulher . E me inspirar na Mallu. Afinal, ele foi um bom menina.




Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
© Lado Milla
Maira Gall