Show
Mostrando postagens com marcador Show. Mostrar todas as postagens

20 de março de 2020

Show: “Contos de Água e Fogo” Nenhum de Nós


No dia 18 de maio de 2012, a banda gaúcha Nenhum de Nós apresenta no teatro Pedro Ivo, na Capital, um show em celebração aos seus 25 anos de carreira. O grupo foi um dos primeiros da cena roqueira nacional a incorporar o acordeon entre seus instrumentos, assumindo uma sonoridade regional característica. Formada ainda pelos mesmos integrantes desde seu início, a banda tocou as canções do disco “Contos de Água e Fogo” e sucessos já conhecidos do grande publico como “Camila Camila”, “Astronauta de Mármore” (versão para Starman, de David Bowie) e “Paz e Amor”.


Nesses 25 anos, , o Nenhum de Nós vendeu mais de um milhão de discos e cerca de 1.600 apresentações. Os roqueiros gaúchos conseguiram o reconhecimento do público da crítica e hoje contam com uma fiel legião de fãs em todo o país. Mais maduros musicalmente, a banda chega ao 25º aniversário em plena forma, e com novidades.



Décimo quarto disco do grupo, “Contos de Água e Fogo”, lançado em 2011, marcou o jejum de seis anos da banda sem lançar nada novo.

“Demoramos tanto tempo por uma questão logística. Não temos essa ansiedade de fazer um trabalho atrás do outro. Acreditamos na consistência artística de cada projeto”, afirma o vocalista Thedy Corrêa.



  
A faixa que abre o álbum, “Correntes”, remete ao ano de 1986, quando O Nenhum de Nós estourou no Brasil com o hit “Camila, Camila”. A canção tem uma pegada mais pesada e coloca as guitarras em evidência. Mas o disco também traz composições inspiradas na folk-music e arranjos de viola e bandolim.

Eu sempre estou "conhecendo" alguma musica nos shows que acaba descrevendo um momento importante na minha vida como julho de 83 que descreve o meu primeiro beijo... E nesse show de maio/2012, a musica Primavera No Coração descreveu outros momento um tanto quanto complicado diferente do ano doce que eu tinha planejado. 
Uma noite veio uma banda tocar/E ela foi com as amigas até lá/ Cantou, dançou e sem saber bem porquê, chorou...♫




OBS1: Foi a primeira vez que levei a minha câmera Canon T3 ao teatro para fotografar um show.

OBS2: O nome da minha câmera Canon T3 é Pequenã por causa da musica  "Pequenã" do Nenhum De Nós


12 de março de 2017

Tagarelando sobre o mês... de fevereiro.


Eu voltei... ♫ mais, diferente da canção do RC o meu cãozinho pulou em mim indignado... Voltei com o projeto 52 semanas (atrasado). Já estamos indo para a segunda semana do mês de março! Porém, ainda falta tagarelar sobre o mês de Fevereiro...   

No dia 1° de Fevereiro de 2017 o Lado Milla fez 03 anos! O blog tava bixado e não consegui entrar no CANVAS nem montar uma imagem direito, então preferi re-escrever o texto  “Porque você tem um blog?”  e colocar uma imagem antiga mesmo¬¬ Teve, projeto 52 Semanas resolvi aproveitar as postagens desse projeto... Minhas preferências não mudaram tanto assim.

Teve o pior Inferno Astral da história! Além do mau humor, o meu notebook teve que ir para a manutenção atrasando algumas postagens já programadas: canção de segunda; Projeto 52 semanas; Teve show dos meninos dos Acústicos e Valvulados que renderia um "diário de chalaça" no mínimo interessante... Na postagem canção de segunda,Talvez.

Os meus tios notaram a minha BAD e resolveram comemorar o meu aniversário (comigo) em uma Pizzaria teve parabéns e ganhei uma pizza broto de chocolate!


O povo aqui de casa resolveu fugir os 4 dias de  carnaval... Teve carnaval light no hotel. Teve duas crianças maravilhosas que viraram minhas BFF´s que quase esmaguei de TANTA fofura!

 O QUE EU ASSISTI ESTE MÊS


How I Met Your Mother (no Brasil, How I Met Your Mother ou Como Eu Conheci Sua Mãe) foi uma premiada sitcom estadunidense da CBS criada por Carter Bays e Craig Thomas. Estreou no dia 19 de setembro de 2005. A temporada 2013-14, sua nona edição, é a última, encerrando-se em 31 de março de 2014, após 208 episódios. A série mostra Ted Mosby em 2030 narrando aos seus filhos a história de como conheceu a mãe deles.


 O QUE EU LI ESTE MÊS


No inicio do mês de Fevereiro eu comecei a ler Por Lugares Incriveis da Jennifer Niven e emendei com o livro de crônicas Depois do fim do Daniel Bovolento. Os temas desses dois livros giram em torno de: Morte, fim, adolescencia... e suicidio. Não tenho costume ficar impressionada e adoro ememdar esses temas em várias leituras... Porém, nessas ultimas semanas soube que parentes de algumas pessoas proximas suicidaram-se  e fiquei um tanto "sensivel" com esse tema. 


 O QUE EU OUVI ESTE MÊS


No inicio do mês,  teve show dos Acústicos e Valvulados e no finalzinho do mês teve o show do Rafael Malenotti e as velhas da chalaça... Tenho ouvido "bem pouquinho" Acústicos e rock gaucho né? hehehe

Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):
Snapchat: Lmilla5

9 de janeiro de 2017

Canção de segunda: Cartolas



Desprendidos de movimentos ou qualquer outra sem-vergonhice, os Cartolas fazem um som sincero, fácil e direto. Sem seguir tendências, a banda traça sua linha no mapa do rock brasileiro, com três discos de estúdio e alguns – muitos – quilômetros rodados pelo país. 

O som Pop Rock dos Cartolas carrega influências de diversos cantos. Ora o flerte é com o indie, ora com a famigerada dance music e com o groove nervoso dos anos 70. Tudo isso passa pelo universo dos relacionamentos, bem-resolvidos ou não, que são cantados pela banda. Atualmente, Os Cartolas estão em turnê de lançamento do seu terceiro disco, “Apavorando o Flashdance”. O trabalho conta com 11 faixas inéditas, que resgatam influências do rock inglês e com melodias que você passa o dia inteiro assobiando. Guitarras certeiras, letras sobre o cotidiano e alguns devaneios estão sempre presentes.
Integrantes: Christiano Todt, Dé Silveira, Deluce, Pedro Petracco, Mariano Wortmann


Eu Moro em Florianópolis/SC desde que me conheço por gente. A distância de Florianópolis/SC e Porto Alegre/RS são de 376,16 km (obrigado Google!). É louco pensar que, o que me aproxima eu de SC, com as musicas do RS “é a propagação de uma frente de compressão de onda mecânica, que se propaga de forma circuncêntrica, apenas em meios materiais” que é o som (segundo a física) dos vários rádios de pilha que eu já tive ao longo desses anos...

Essa semana que se passou eu estava numa vibe mais nostálgica. Na minha playlist tocou aquelas músicas que eu passava as madrugadas Ouvindo pampa no walkman...Tchê, aperta o play!

Cara de vilão



   

Sem sal



  

 Preto e branco


   


Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando  por lá também (principalmente no Snap!!):
Snapchat: Lmilla5

© Lado Milla
Maira Gall