30 de maio de 2014

Resumo do mês de Maio/2014



"...Maio
Já está no final
É hora de se mover
Pra viver mil vezes mais..."


Ainda estou sem computador em casa, e não tenho o costume de programar POST’S e somando com acumulo de trabalhos que tenho no meu serviço... Esse mês de maio foi o mês que eu menos postei, mas, espero que a qualidade supra a quantidade de textos no Blog.



A Blogagem Coletiva do Rotaroots esse mês despertou o meu lado do contra. Lembrei-me do personagem do Mauricio de Sousa com o mesmo nome, nada mais justo homenagear o personagem mais cricri da turma com as coisas que todo mundo ama menos eu. http://ladomilla.blogspot.com.br/2014/05/rotaroots-o-que-todo-mundo-ama-e-eu.html

As meninas me bajulando pelas fotografias é sempre a minha parte preferida do projeto 6on6. O tema do mês de Maio foi livre, nos dando mais oportunidades de sermos mais criativos em nossos registros. http://ladomilla.blogspot.com.br/2014/05/6on6-maio-livre.html



O post mais Zuado da historia desse Bloguinho... rs escrevi correndo em mais um final de expediente, típico de Sexta Feira! http://ladomilla.blogspot.com.br/2014/05/para-dizer-que-eu-nao-escrevi.html

Um texto lido por Everton Cunha, no quadro Pijama Místico do programa Pijama Show no dia 01/04/2009 definiu a minha gastrite nervosa da semana. http://ladomilla.blogspot.com.br/2014/05/quando-so-musica-nao-basta.html

Contagem regressiva para o show dos Acústicos&Valvulados e como é bom re-viver momentos felizes. http://ladomilla.blogspot.com.br/2014/05/dia-perfeito.html 

Primeira vez...

                 "... coisas que não cabem nos encartes dos CDs..."

Debú no “Rock mendigo”! Entre shows e chalaças da banda Acústicos&Valvulados esse ano foi o meu 15° show da banda e nesse post coloquei alguns registros fotográficos, lembranças e memórias....http://ladomilla.blogspot.com.br/2014/05/entre-shows-e-chalacas-debutando-no.html 


Vi esse TAG literário no blog da Ana Luísa Bussular e já que o blog estava “semi-moXqueando” e que eu não tinha participado de nenhuma Tag esse mês e o resultado está nesse post aqui: http://ladomilla.blogspot.com.br/2014/05/para-dizer-que-nao-falei-dos-livros.html



Para fechar os posts do mês, um post #mimimi já dizia um amigo meu; “Tem coisas que não existem explicações.” Os momentos estão ai para serem vividos, sem essa de queimar neurônios procurando sentidos. Mas, esse mês a angustia  deu lugar para as lágrimas... http://ladomilla.blogspot.com.br/2014/05/se-nao-desse-errado-nao-seria-eu.html

29 de maio de 2014

♫...Se não desse errado, não seria eu...♪


O ultimo post "pessoal" foi no dia 20 de maio (Debutando no rock mendigo...) falando de como eu me sinto realmente feliz de re-viver momentos felizes no lado de amigos de estrada (Esses “gurises” me fazem tão bem que nada mais justo chama-los de Amigos com A maiúsculo).

E desde então, a vida segue... (amém!) essa é uma das frases que mais ando falando esse ano. Minha rotina diária é; acordar ás 06h: 00min e só chegar em casa depois das 19h:00min. Não reclamo! Muito pelo contrário... Tenho medo de uma hora ou outra colocar tudo a perder e voltar para a minha vidinha pacata ( casa e faculdade) e o pior, sem um trocado no bolso... E isso causa  uma ansiedade absurda e como brinde uma dor no estômago infernal.

Ontem, cheguei em casa e fui socializar com os meus pais. Falamos sobre o nosso dia-a-dia, jantamos ou simplesmente comemos um lanche (como fiz ontem) vi um pouco da novela das 21h:00min e fui para a minha cama dormir...

Eu senti uma angustia quando eu deitei que, levantei da cama aos prantos de tanto chorar... Fui dormir no horário que estou acostumada, e quando estou quaaaase capotando no sono e durmo... Mas, ontem cheguei o soluçar chorando e mesmo sem entender toda aquela angustia eu senti um alivio... Sei lá, chorar sempre me causou certo alivio, vem principalmente à noite como canta o HG na canção; “... Que a noite traga alivio imediato...”.

A teoria de Mârfim sempre serviu muito para a minha pessoa, mas, a probabilidade de erros foi sempre muito maior que os acertos. Eu já cometi tantos erros (absurdos!) nesses meus vinte poucos anos... Que eu fico assustada,  não por errar mais uma vez mas, de estar colocando tudo a perder... (eu tenho o verdadeiro dom para esse tipo de coisa.). Que as coisas que deveriam estar caminhando... Estacionem de vez e eu tenha que começar TUDO de novo... Como um castelo de cartas sem fim! 

27 de maio de 2014

Para dizer que não falei dos livros...


Tag criada pela Inês, do canal InesBooks, sob o título "Palavra cruzada".  







01. Vox Populi (um livro para recomendar a toda à gente) 

Não sou uma das melhores pessoas para indicar livros... Mas o ultimo livro que ao terminar a leitura me fez ter a sensação que todos deveriam gastar o seu tempo lendo é o livro Extraordinário - R. J. Palácio.

02. Maldito Plágio (um livro que gostaríamos de ter escrito)
 

Talvez esse livro fosse á metade da minha Biografia. Não só teria escrito como seria a personagem principal “Vânia” em uma parte da minha infância fui vitima de buligh ou como não existia esse termo na época, fui descriminada por usar um gesso na coluna... O livro é Pretinha, eu? Escrito muito bem pelo autor Júlio Emilio Braz. 

03. Não vale a pena abater árvores por causa disto 

Essa categoria pode estar parecida com a categoria (4) não por preguiça dessa que voz escreve. Pois, acredito que não á livro ruim é o leitor que não está preparado para ler naquele momento, mas, acredito que as Biografias de alguns “ídolos” da grande massa desnecessárias para fazer parte de qualquer estante.

04. Não és tu, sou eu (um livro bom, lido na altura errada) 

Há quem defenda o livro A CIDADE DO SOL do autor Khaled Hosseini levando a crêr que eu li em um momento dramático da minha vida um livro dramático... Não deu muito certo, só terminei a leitura, pois eu tinha bastante tempo de sobra como volante de uma empresa de terceirizado...

05. Eu tentei... (um livro que tentamos ler, mas não conseguimos) 

Eu tentei... Ler o 1° livro da saga do HP até pedi emprestado para o meu primo, mas a leitura não andou... E acabei colocando outras leituras na frente, mas, o livro está no montinho de livros que quero ler (quem sabe, nas férias!).

06. Hã? (um livro que lemos e não percebemos nada OU um livro que teve um final surpreendente) 

Um livro que não me marcou em nada... O preço de uma lição do autor, Gutti Mendonça e Federico Devito. Passou tão em branco que eu nem quis saber de uma futura sequência (se o primeiro livro foi horrível o que esperar do próximo...). Enquanto escrevia esse item, dei uma pesquisada (Valeu Google!) vi que um dos autores já foi “colírio capricho”. Tenho que confessar que, tenho preguiça quando esses jovens se tornam alguma coisa além de um rostinho bonito em uma página de revista...  Um livro que teve um final surpreendente... Anna e o Beijo Francês da Autora Perkis. Foi um livro “gostosinho” mesmo com a rabugice da Anna Oliphant em um lugar nada menos que Paris-França! O final realmente me surpreendeu.

07. Foi tão bom, não foi? (um livro que devoramos) 

Marley & eu- vida e amor ao lado do pior cão do mundo do autor Jonh Grogan vi os cachorros que tive ao longo da vida descritos nesse livro e esses eram para mim “o pior cão do mundo”, mas eram eles que estavam no pior/melhor momento da minha trajetória... Mordiam, lambiam, latiam felizes quando eu chegava... Eu devorei o livro em um dia e chorei quando o Marley morreu, pois, acho injusto essas criaturinhas viverem menos que nós humanos deixando o lar sem graça e um aperto no coração quando vão embora.

08. Entre livros e tachos (uma personagem que gostaríamos que cozinhasse para nós) 

P.S eu te amo chorei com o filme e debulhei em lágrimas com o livro. Mas eu gostaria de ter tido um marido (mesmo por pouco tempo) me agradasse e cozinhasse nú, só com avental... 

09. Fast Foward (um livro que podia ter menos páginas que não se perdia nada)

Deixe a Neve Cair reúne três contos que se passam durante uma nevasca natalina e, de certa forma, se cruzam em determinado momento. Os escritores Maureen Johnson, John Grenn, Lauren Myracle se juntam para escrever esses contos, mas eu tiraria tranquilamente o conto do John Grenn, pois, achei a leitura um pouco cansativa deixando um pouco sem gás para terminar a leitura. 

10. Às cegas (um livro que escolheríamos só por causa do título) 

Na verdade eu escolhi O Livro da loucura e das curas da autora Regina O'Melveny só por causa do título... li a sinopse e decidi compra-lo não vejo a hora de chegar às férias para ler e tirar proveito da história.

11. O que conta é o interior (um livro bom com uma capa feia) 

Feliz Ano Velho do Marcelo Rubens Paiva esse livro já mudou de capa em varias edições que já teve, mas, nenhuma conseguiu me agradar... A história e o enredo supera a capa ruim, pois o livro não fica num melodrama de superação de alguém que fica tetraplégico e sim da ironia que é a vida.

12. Rir é o melhor remédio (um livro que nos tenha feito rir) 

A culpa é das estrelas John Green. Acho que eu tenho esse dom de rir quando tudo esta uma bosta, e tem varias passagens que a personagem tem um dom de deixar uma doença tão triste como o câncer com um toque mais leve e engraçado. 

13. Tragam-me os Kleenex, se faz favor (um livro que nos tenha feito chorar). 

A culpa é das estrelas, P.S eu te amo, Marley & eu- vida e amor ao lado do pior cão do mundo, Feliz Ano Velho... A lista é grande, mas, ela sempre aumenta, pois adoro ler um livro dramático...

 14. Esse livro tem um V de volta (um livro que não emprestaríamos a ninguém) 

Tenho isso com TODOS os meus livros da minha estante.  Nem adianta aquela máxima só empresto para amigos...  Com certeza, teria inimizades caso emprestasse um livro a um amigo e ele me entregasse danificado... Para não perder possíveis amigos (a regra é clara) não sai nenhum livro da estante para nenhum tipo de empréstimo.

15. Espera aí que eu já te atendo (um livro ou autor que estamos constantemente a adiar) 

Tenho mais de 10 livros para ler ainda esse ano... Estou esperando o mês de Julho para “devorá-los”. Os livros não sobem para ficar “empilhadinhos” com os outros já lidos, sem antes eu ler. Mas o montinho já esta enchendo a 2° prateleira... 


© Lado Milla
Maira Gall