31 de dezembro de 2016

2016, tchau querido

"... Não é sobre chegar no topo do mundo e saber que venceu/ 
É sobre escalar se sentir que o caminho te fortaleceu..." 


Hoje faltam um dia para o fim do ano. Conto ansiosa os dias para a virada do calendário pois 2016 se encerra como um dos anos mais esquisitos da nossa história. 

As melhores coisas de 2016 aconteceram como o fim de um ciclo: No ano passado, eu apresentei o TCC que foi um projeto de pesquisa sobre Problemas Psicológicos na Migração com os Haitianos na cidade de Florianópolis/SC. Em 2016, eu terminei as sete matérias para finalmente me formar em Psicologia. Sonho realizado!



Hoje escrevo o texto em primeira pessoa, eu não sei escrever de outra maneira... Nesse ano, eu evitei escrever desabafos cansados preferindo escrever sobre outros assuntos: Filmes, séries, livros ou resenhando sobre a ultima leitura... Qualquer assunto que não fosse a vida real.

Esse ano foi o ano das Olimpíadas, do fora Dilma, do nosso segundo impeachment, do fora Temer, do dólar a R$ 3,50, do Briext, das eleições mais disputadas da Ilha, da vitória de Trump, e da morte de Fidel. As coisas mais improváveis no cenário nacional e mundial ocorreram e normalmente pendendo para o lado que menos torcíamos. 

Esse ano teve olimpíadas e eleições e diferente da copa de 2014 poucas coisas mudaram... No campo dos negócios as coisas foram mais lentas, e bastante difíceis para os "marinheiros de primeira viagem" que queriam abrir o seu negócio próprio. Sou da turma que agregou experiências com os acertos & erros nesse ramo. Sigo em frente. fechamos o negócio para amadurecer esse projeto e estudar para nos profissionalizarmos melhor nessa área. Para ser um bom profissional temos que ser uma boa pessoa: Com caráter, humildade, entusiasmo, simplicidade e positividade. 

Nesse ano, as pessoas me impressionaram com a falta de educação em todos os níveis e principalmente com a falta de profissionalismo. No meu primeiro emprego eu sempre ouvia dos meus supervisores "Uma boa pessoa consequentemente é um bom profissional" e esse ano eu senti na pele como é trabalhar com profissionais que são pessoas ruins, mesquinhas e maldosas nas suas atitudes. E isso me causou muito sofrimento.


A consequência disso financeiramente foi muito grande para os dois lados (...) Na forma que o negócio foi fechado, com profissionais sem ética em uma rede de intrigas e fofocas... A insegurança pairou e foi impossível "trabalhar em equipe"É necessário reconhecer os nossos pontos fracos/fortes e recuar algumas vezes, para alcançarmos vôos mais altos... Eu precisei exercitar muito a minha humildade e reconhecer a minha "pequenez" diante de alguns fatos desse ano.

No dia 31 de dezembro eu estarei comemorando com a minha família na casa da minha avó materna. Sou da turma que estará sentada na beira do mar esperando ansiosamente a contagem regressiva para 2017, sem tantos pedidos, metas, planos... pelo menos não nos primeiros segundos do ano-novo.

Moodboard: Uma prancha de temperamento ou painel semântico é um tipo de cartaz de projeto que pode ser composto de imagens, texto e amostras de objetos em uma composição da escolha do criador do quadro.

30 de dezembro de 2016

'Vocês vão se arrepender de querer que eu termine', diz 2016



Quem vos fala é o ano que corre. Calma, guardem suas pedras. Sei que não sou benquisto entre vocês. Tenho ouvido a torto e a direito o bordão "acaba, 2016" -praticamente um novo "Fora, Temer". Sei que pareço tão interminável quanto o interino- mas ao contrário dele, tenho hora pra acabar. E falta pouco.

Desistam de me matar antes do fim. Pra começar, um ano só morre de morte natural. Sinto informar que nunca, em toda a história, um ano acabou antes do tempo regulamentar. Aliás, minto. O ano de 1582, coitado, teve dez dias a menos, mas seu encurtamento não teve nada a ver com sua péssima performance enquanto ano.

O papa resolveu adiantar uns diazinhos porque o ano tava desregulado com o sol -embora haja quem diga que ele só queria que chegasse logo o seu "niver". (Imagina que delícia ser papa naquela época e poder andar com o calendário pra cima e pra baixo: "Fica decretado que esta semana não terá segunda-feira por motivos de: preguiça", "esse ano pularemos o mês de agosto por motivos de: não tem feriado".) Ninguém curtiu a ansiedade papal. Imagine quão puto ficou Giorgio, coitado, que trabalhava na taberna: tirou dez dias de férias dia 4 mas teve que voltar ao trabalho no dia seguinte.

O papa de hoje já não manda nada (infelizmente: talvez fosse melhor um mundo comandado pelo papa-fofo), mas vamos supor que o papa-Mujica tivesse superpoderes e pudesse encolher o ano: não sei se vocês perceberam mas, quando eu acabar, vai começar o ano de 2017. Não sou de falar mal de outros anos, mas o coitado nem começou e já tá todo errado. "Ah, foi em 2016 que Trump e Crivella ganharam as eleições", vocês dizem. Sim, mas é em 2017 que eles vão começar a governar. Ainda querem que eu acabe? É impressão minha ou eu acabei de ouvir um "não acaba nunca, 2016! Fica! Vai ter bolo!"?

Queria que vocês lembrassem de mim não como o ano em que todo mundo morreu, mas como o ano em que tanta gente boa ainda estava viva; não como o ano da maior tragédia do esporte, mas como o ano da maior solidariedade: vocês já tinham visto um clube abrir mão do título de campeão? Na minha gestão morreu muita gente, é verdade. Mas também nasceu gente pra dedéu. Disso ninguém lembra.

Fácil falar de mim. Quero ver pagar minhas contas. A história me absolverá, disse um dos que morreram sob o meu jugo (só pra lembrar: não fui eu que matei; foi o charuto). Fica a dica: aproveitem esse finalzinho. Vocês vão sentir saudade.

29 de dezembro de 2016

2016: FATOS IMPORTANTES + APRENDIZADOS

O ano de 2016, Passou de por cima de mim (e da metade da população...) como um rolo compressor. Estou sofrendo em ter que escrever essas "retrospectivas" pois as lembranças desse ano é um nevoeiro de informações incompletas...


Momentos Importantes de 2016: 



Janeiro: As expectativas para esse ano de 2016 continuaram sendo as mesmas dos anos anteriores "... surpreenda-me que eu te surpreendo.” Continuei colhendo os bons frutos dos anos anteriores na faculdade de Psicologia, Ano passado eu apresentei o TCC e esse ano eu terminei as sete matérias que faltavam para finalmente me formar em Psicologia! Aqui no blog, eu comecei o ano escrevendo a resenha do ultimo livro que li Auggie &; Eu - Três histórias extraordinárias e emendei com a primeira leitura do ano O Diário de Anne Frank; O blog mudou para um template clean e eu escrevi uma postagem para escrever sobre isso; Escrevi uma postagem no estilo TOP 5 - Coisas para fazer na hora do BBB e mordi a língua! Na primeira semana com os barracos da Ana Paula essa foi a melhor edição... O FOTOLOG foi fechado sem aviso prévio, Sem direito a despedidas... Mesmo o FOTOLOG tendo perdido a popularidade com as outras redes sociais atuais... Esse site guarda fotografias, legendas e comentários de uma adolescência (meio que tardia...) recheados de nostalgia de uma época maravilhosa!~Fevereiro: o meu Blog comemorou 2 anos! Escrevi algumas crônicas, resenhas das minhas leituras e ensaios fotográficos com os meus trabalhos de free-lance. Em 2015 foi um dos anos que mais escrevi. Foi o ano de trabalho de conclusão de curso de Psicologia (TCC) e depois escrevi sobre como foi a minha apresentação aqui no Blog. Fiz aniversário! Completei trinta anos...Escrevi um texto há um tempinho sobre aniversários e coloquei aqui e como eu costumava gostar dos anos pares, bem mais que, os anos ímpares;~Março: O mês começou, dando continuidade a mais um semestre da faculdade de Psicologia (o ultimo semestre!); Fui no show do Alemão Ronaldo: Ir em um show do Alemão Ronaldo era um daqueles sonhos distantes... Como um dia foi ir em um show dos Acústicos &Valvulados e falar com o Rafa e os "mendigos" e conhecer o Everton Cunha vulgo Mr.Pi (sonhos realizados.). ~Abril: O blog Lado Milla agora tem cartões de visita personalizados e contei um pouco sobre como foi o processo de criação, produção e impressão do material que fiz para o blog ~No mês de Maio o blog ficou nas moscas... Fiz somente uma TAG literária que eu encontrei na blogosfera e salvei no computador para postar em algum momento. 

~Junho: Fiz uma crônica declarando o Hiatos O semestre da faculdade (3 matérias pendente) está bem tranquilo, me formo em Psicologia no final desse ano. A grande novidade de 2016 é que minha mãe comprou um salão de beleza (funcionando...). E me chamou para trabalhar na parte financeira. A equipe de funcionarias nos recebeu com bastante resistência e estamos em um processo longo de adaptação... Eu ainda não consegui "curtir" o fato de estar trabalhando em um negócio próprio sem pensar no stress que é cada pequena mudança. Isso anda consumindo a maior parte do meu tempo e energia que eu reservaria para escrever no Blog. Ao olhar os "Arquivos" sinto uma pontinha de remórcio por ter apenas uma postagem sobre uma TAG literária com fotos antigas... Seria mais decente assumir o Hiatos por um tempo. O blog ficou três meses em recesso...

Agosto: Teve BEDA sim, teve BEDA pra caralho... O importante desse BEDA é um grupo de pessoas maravilhosas que se juntaram para criarmos o #BEDArJUNTAS. Esse grupo consiste em nos encorajarmos á encarar o desafio de escrever todos os dias. Fiz uma postagem LOOK DO DIA que foi algo inédito na história desse humilde blog. Os leitores tiveram o papel fundamental nessa história me amaram e me apoiaram e se desesperaram junto comigo durante a jornada... Escrevi 31 postagens (todos os dias do mês!). ~Setembro: Teve uma ressaca na blogosfera e aqui também escrevi o #cançãodesegunda com musicas Rock Grande do Sul e uma tentativa de um projeto fotográfico. ~Outubro: Eu escrevi sobre os meus Vícios & Obsessões; No inicio do ano, eu escrevi uma postagem sobre As Minhas Coleções e fotografei as imagens que ilustram a postagem. E desde então, fiquei com vontade de escrever sobre as minhas manias e obsessões. sobre as minhas manias literárias e cinematográficas. ~Novembro: Escrevi uma postagem reclamona sobre o ultimo semestre de Psicologia. Terminei de assistir a ultima temporada da série Gilmore Girls e escrevi um pouquinho sobre isso... Nessa semana estreou a revival do Gilmore Girls: Um ano para recordar e escrevi um pouco sobre as minhas impressões. 

~Dezembro Entrei no desafio BEFA. Trata-se de uma Blogagem Especial de Fim de Ano e nele cada participante deverá publicar em seu blog todos os dias do mês de Dezembro com temas referentes as comemorações de natal/ano novo e as reflexões/metas para o próximo ano.

Ensinamentos de 2016 pra vida:  



Sim, eu sou capaz. 


E quando eu me dedico de verdade as coisas acontecem! Comecei uma pesquisa do 0. E com muita dedicação, transformou-se em um grupo de pesquisa, criei o meu próprio "campo de estágio" e apresentei o TCC mais elogiado da faculdade. #orgulhosa♥ Terminei as sete matérias que eu precisava para me formar em Psicologia!


"Soma ou some" 

Conheci uma porrada de pessoas no ano de 2016: A maioria dessas pessoas(graças a Deus!) fizeram uma diferença enorme na life (Não foi por acaso que aderi o projeto #1001pessoas) ganhei até uma BFF hehehe. E outras pessoas, que eu não vou "levar" para 2017 nem como contato no Facebook... Pois, uma das coisas que eu prezo bastante em uma pessoa: Consideração comigo e com as outras pessoas ao redor... Fiquei indignada em vários momentos de 2016 e desejo que no próximo ano eu esteja mais esperta, saindo de perto dessas pessoas que não acrescentam em nada.


Ponto final. É necessário! 

Todo mundo coloca (ponto final) em vários momentos, simplesmente sumindo... Deixando algumas perguntas sem respostas _cadê o amor, a amizade o tamojunto!_ Simplesmente, vão embora! Quero colocar mais pontos finais onde eu insistia colocar reticências.


A Blogosfera não é mais "olld School". 

Acho que nunca foi... Escrever sempre foi um grito no escuro ou a maneira menos louca de "falar sozinha..." e ter um espaço na blogosfera é uma "válvula de escape" para que possamos "arquivar" esses monólogos, a fim, que um dia alguém nos leia. Essa é a geração (troco likes...) eu não tenho uma opinião formada sobre essa geração... Continuamos no "matagal da blogosfera" um montão de blogueiros (troco likes, seguidores e comentários...) mas, ninguém se interessa pelo conteúdo do coleguinha.




Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei comentando com vocês sobre o BEFA (principalmente no Snap!!):
Snapchat: Lmilla5


© Lado Milla
Maira Gall