13 de julho de 2018

Semana 31: Quando não tenho nada para fazer, eu gosto de:

A vida de recém-formada está devagar... Estou sentindo falta dos estágios, dos trabalhos no CAPSI . Porém, estou curtindo bastante essa folga, antes de dar o próximo passo (pós graduação).

Esse post faz parte do projeto 52X5 .
Explico melhor o projeto nesse post aqui.



Quando não tenho nada para fazer, eu gosto de: 


Assistir seriado na Netflix:


Fazer uma temporada de filmes em baixo das cobertas é algo que eu gosto muito de fazer quando eu não estou fazendo nada ...

DORMIR:




Amo dormir. (me julguem!) no começo do ano passado (que eu não estava trabalhando...) adorava tirar uma soneca depois do almoço (delicia...) hoje só durmo a tarde no final de semana...

LER:


Ler é bom em qualquer momento principalmente quando não temos nada para fazer...

OUVIR MÚSICA


Eu ouço música o tempo todo, mas também gosto de parar e fazer só isso: fechar os olhos e apenas ouvir. Também gosto de cantar e sair dançando com pouca roupa pelo quarto quando não tem mais ninguém em casa.


VER FOTOS


Hoje, nós não temos mais o costume de ver álbuns de fotos, já que é tudo compartilhado na hora. Mas meu pai sempre gostou muito de fotografia e eu herdei os gostos dele (junto com a falta de talento), então, às vezes, eu abro minha pasta de fotos e vejo tudo. Também gosto de ver fotos de lugares que tenho vontade de conhecer (e ficar sonhando acordada).

Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 
 (principalmente no Snap!!):
Snapchat: Lmilla5

12 de julho de 2018

Semana 30: Fico impaciente com pessoas que:

Esse post faz parte do projeto 52X5 .
Explico melhor o projeto nesse post aqui.


Paciência é uma palavra que não existe no meu dicionário... Sou extremamente calma. Porém, há muitas coisas que me deixam impaciente, não espero o momento certo e acabo me estressando mesmo! 


Esse post foi um dos mais fáceis para escrever, porque ainda tenho uma lista enorme de coisas que me fazem perder a paciência.

Reclamam de tudo: gente que adora falar mal da própria vida e da dos outros. Sempre olham para o lado ruim, geralmente nunca tem um assunto legal, animador, ou algo do tipo. Reclamar é chato e não te traz nada de bom.


Pessoas grosseiras: Você mal chega no ambiente e sempre tem aquelas pessoas que querem deixar claro que não gostam de você e te respondem um  simples "Oi" com grosseria. Não tenho paciência e mando logo um FODA-SE.


Fazem perguntas idiotas: tolerância zero.


Que fiquem me apressando: Eu gosto de tomar banhos demorados... Eu gosto de almoçar com calma ... Eu costumo perder a paciencia quando ficam me apressando nesses momentos 


Ser acordada: Eu fico muito impaciente quando sou acordada e meu dia fica péssimo!






Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):


11 de julho de 2018

Semana 29: Filmes que me "falam ao coração":

Esse post faz parte do projeto 52X5 .
Explico melhor o projeto nesse post aqui.



Encontrei um projeto bem bacana no blog “devaneios e metamorfoses” Este projeto consiste em citar 5 respostas para cada uma das 52 perguntas abaixo, fazendo assim, um Top 5 por semana. É o projeto mais longo que eu já participei... Mas, parece ser divertido!!! 

Obs: As questões 01 á 37 ja estã repondidas e serão liberadas todos os domingos, terças e quintas-feiras de cada mês... Apartir da semana 38 postarei somente as Quintas-Feiras



1- O som do coração



Esse filme é extremamente lindo e emocionando! Fala sobre a importância de ter uma família, de ir atrás de seus sonhos! É simplesmente perfeito e apaixonante!


2- O rei leão



Não tem como não amar essa animação da Disney! Foi o primeiro filme da Disney que eu me lembro ter assistido, e desde a primeira vez eu choro! Sempre choro! Sou loucamente apaixonada no Rei Leão!


3- Marley e eu

Esse filme conta a história do amor do cão e de seu dono! Acho que todo mundo conhece né?! E com certeza todo mundo já chorou com esse filme também!

04. Meu Pé de Laranja Lima (Meu Pé de Laranja Lima, 2013)


Como trazer a emoção de uma história que está no imaginário a 45 anos? Dirigido pelo famoso roteirista Marcos Bernstein (Central do Brasil), Meu Pé de Laranja Lima consegue emocionar e reunir todos os elementos de um bom filme. Atuações, roteiro, direção são alguns dos aspectos que andam em total harmonia. O espectador é brindado com uma verdade singela que é passada de maneira muito natural por todos os personagens. Os coadjuvantes também merecem destaque sendo muito bem aproveitados pela lente inteligente do diretor. O grande mérito do filme é brincar com o abstrato e a maneira como isso é passado ao público. O roteiro, adaptado, é crucial para que a execução se desenvolva naturalmente reunindo uma grande veracidade em cima de cada fala, cada gesto, cada expressão dos envolvidos nas sequências. Quer rir, chorar e se emocionar? Não deixe de conferir esse que será um dos grandes destaques do nosso contestado cinema neste ano. Bravo!

5- P.S. Eu te amo


Não tem como não lembrar do que eu vivi vendo esse filme! São pequenos detalhes que é impossível não comparar! Mas, por incrível que pareça, eu chorei poucas vezes ao assistir esse filme! Hoje em dia eu me seguro mais para não chorar!


Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):



© Lado Milla
Maira Gall