31 de julho de 2018

Tagarelando sobre o mês...



Poderiámos resumir esse mês de Julho aqui com as postagens atrasadas do projeto 52 semamas (18 á 38 semanas) as postagens estavam espalhadas e consegui organizar  nesse mês.

REGISTROS FOTOGRÁFICOS DO MÊS

Mamis fez um par de polainas e usei com a minha sandálias Melissa. #geração80-90 Adorei o resultado e fui obrigada a fotografar kkkk


Cruz não é morte nem finitude, mas é força transformante; é radicalidade de um Amor capaz de tudo, até de morrer pelo que se ama. O TAU, conhecido como a Cruz Franciscana, lembra para nós esta deslumbrante plenitude da Beleza divina: amor e paz. O Deus da Cruz é um Deus vivo, que se entrega seguro e serenamente à mais bela oferenda de Amor. Para São Francisco, o TAU lembra a missão do Senhor:

reconciliadora e configuradora, sinal de salvação e de imortalidade; o TAU é uma fonte da mística franciscana da cruz: quem mais ama, mais sofre, porque muito ama, mais salva. Um poeta dos primeiros tempos do franciscanismo conta no “Sacrum Comercium”, a entrega do sinal do TAU à Dama Pobreza pelo Senhor Ressuscitado, que o chama de “selo do reino dos céus”. À Dama Pobreza clamam os menores: “Eia, pois, Senhora, tem compaixão de nós e marca-nos com o sinal da tua graça!” (SC 21,22).


Teve aula de pós-graduação no final de semana com aulas praticas de desenho e tear com pratos de papelão.

E o Sr. Fernandão que completou 1 ano esse mês... 
Em mais um de seus descansos vespertinos.



19 de julho de 2018

Semana 38: Desculpe, mas eu acho brega:


Esse post faz parte do projeto 52X5 .
Explico melhor o projeto nesse post aqui.


Eu nasci nos anos 90 né? Uma década bastante Brega! Mas como eu era criança eu achava massa usara s coisas que eram consideradas bregas naquela época:  melissa, tenis da sandy, camiseta/moletom do mickey. No projeto 52x5 dessa semana, eu irei escrever sobre as coisas que acho BREGA atualmente:



  • Óculos de grau, sem grau/lente: Se vocês soubessem o quanto é chato usar óculos, não perderiam tempo comprando óculos sem grau ou pior, sem lente! Sai dessa porque é brega, e muito.
  • Lentes Transition: Nunca consegui engolir essa"tecnologia"onde uma única lente é de grau e de sol E MUDA DE COR de acordo com o ambiente. Poucas armações de grau ficam boas com lentes escuras. E em algumas ocasiões a lente não fica nem de sol, nem de grau, apenas acinzentada. É tipo aquela moda que rolou nos anos 2000 daquela calça que virava bermuda.
  • Legging estampada feet perua: Em Poços de Caldas já vi várias mulheres com um look top: legging de onçinha e camiseta de zebra. Lindo só que nunca. Mas também eu já vi mulheres que souberam usar bem esse tipo de calça: na academia; fora isso desculpa, mas eu acho brega.
  • Sneaker: O boom dos sneakers já passou e eu passei ilesa, ainda bem. Nunca gostei e continuo não gostando. Causa os mesmos efeitos que o croc mas com o extra negativo de que tem salto e existem pessoas que não sabem caminhar de salto. Os pretos e nudes até passam discretamente mas o resto todo foi desperdício de produção e de dinheiro na minha opinião.
  • Look sexy demais: Quando falo isso, imagino os looks de algumas modelos que usam tudo junto (decote na frente, decote nas costas, fenda enorme, transparência e comprimento curto). Aqui, nem quem tem o corpo perfeito, segura o look. Acho brega e acho que mostra uma necessidade exagerada de se auto-afirmar.

  • A tendência dos cabelos coloridos inspirados emunicórnios, sereias e arco-íris:
Eu pinto o meu cabelo desde os meus 18 anos! Já pintei de vermelho sangue há 3 anos atrás. Quando surgiu  essa modinha do cabelos coloridos eu ja previa o desastre: A cor desbota com facilidade pois, a tinta é vagabunda e o processo é todo caseiro e desde então as meninas acham bacana mostrar a raiz do cabelo com o combo do cabelo desbotado = Uma bosta!


18 de julho de 2018

Semana 37: O que, de melhor, o mundo virtual te trouxe/traz?



Ultimamente, eu não estou escrevendo sobre a minha vida ou como as blogueirinhas escrevem americanizado para ficar mais chique "life-style". Ultimamente, estou escrevendo sobre os livros que estou lendo, as musicas que ouço com freqüência e as séries que estou maratonando ou vendo algum episódios para passar o tempo...

Isso não seria TÃO possível se eu não percebesse o que mundo virtual me trouxe/traz de melhor:

Séries: Estou na minha época de fangirl. Ano passado, eu descobri as maravilhas do Netflix. Eu comecei a maratona das 7 temporadas de Gilmore Girls (foram dois meses intensos!). Lembro de assistir Gilmore Girls quando era adolescente, no canal Warner Channel (canal a cabo), eu cheguei a ver alguns episódios aleatórios na época e algumas reprises da série em horários alternativos no mesmo canal. 

Musicas: Até os meus quinze anos eu era "refém" das musicas que estavam nas programações das rádios e TV acabo com canais de clipe´s musical estilo MTV e Multishow. A internet  possibilitou a ouvir o álbum das minhas bandas preferidas gravava naqueles CDs que podia regravar  e colocava no meu disckman...

Blog: Eu ganhei o meu primeiro computador quando eu tinha quinze anos. Eu passava horas visitando sites dos artistas famosos. Quando eu vi o primeiro site pessoal eu pirei na possibilidade de ter um espaço na internet para colocar os gifs que eu achava na internet e as minhas musicas preferidas... Na época,  eu guardava as letras e os gifs piscantes nos disquetes furtados do trabalho da mamãe eu ficava por horas admirando aqueles gifs picantes... Em 2002 eu criei o meu primeiro blog no Blog-se  e esse lance de escrever na internet sempre foi um grito no escuro... Nunca me levei muito a sério escrevendo as minhas mazelas na internet. Porém, eu gosto de saber que tem alguém lendo o que eu escrevo.

Fotografia: Eu sou fotógrafa né?!? e sempre estou pesquisando na internet ensaios fotográficos, técnicas para fotografar e aplicativos e programas para edição de fotos.

Livros: Eu não compro muito livro on-line. Porém, eu gosto de pesquisar resenhas e lançamento dos livros dos meus autores preferidos

© Lado Milla
Maira Gall